Share Button
naom_5833368869d22

Foto: Ueslei Marcelino/ Reuters

Após as denúncias do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, sobre pressões do ministro Geddel Vieira Lima referentes ao empreendimento La Vue, em Salvador, amigos do peemedebista aconselharam o secretário de Governo a pedir demissão, após conversarem com o presidente Michel Temer. Segundo informações do Blog do Moreno, do jornal O Globo, os interlocutores de Geddel argumentam que a situação se tornou insustentável, sobretudo após Calero prestar depoimento à Polícia Federal – de acordo com o colunista Kennedy Alencar, ele disse a PF que teria gravado conversas com Geddel, Temer e com o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil). Geddel nega ter sido procurado por ministros para discutir o problema. “Não tenho motivo nenhum para pedir demissão”, afirmou, acrescentando que os rumores se devem a “assessores palacianos que acreditam que sua saída seja melhor para o governo”. Calero também citou o próprio presidente, que rebateu as acusações. A PGR estuda incluir Temer e Padilha em um inquérito para apurar a conduta de Geddel.