Share Button

Por G1 Rio

Ao todo, pena do ex-governador do RJ soma 170 anos e 8 meses de reclusão | Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo

Ao todo, pena do ex-governador do RJ soma 170 anos e 8 meses de reclusão | Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, foi condenado nesta terça-feira (11) a mais 47 anos e quatro meses de prisão. Somado aos períodos das outras condenações de Cabral, agora, o total da pena é de 170 anos e 8 meses de prisão. “Sérgio Cabral foi o principal idealizador e articulador dos esquemas ilícitos tratados nestes autos, restando comprovado que esse condenado dirigiu a conduta de outros corréus. Sérgio Cabral mercantilizou da forma repugnante as funções públicas que lhe foram outorgadas por meio de uma quantidade expressiva de votos pelos eleitores cariocas, que foram traídos e abandonados à própria sorte em um Estado em que a corrupção se espraiou por todos os órgãos da administração estadual”, afirmou o juiz Marcelo Bretas no texto da sentença. Além de Cabral, também foram condenados o ex-secretário de Gestão, Wilson Carlos (21 anos e oito meses de reclusão), o ex-assessor do Governo do Rio e operador de Cabral, Luiz Carlos Bezerra (cinco anos e seis meses de reclusão), o ex-secretário de Obras, Hudson Braga (10 anos de reclusão), o ex-diretor da RioTrilhos, Heitor Lopes de Sousa Júnior (10 anos e dois meses), o ex-subsecretário de Transportes, Luiz Carlos Velloso (17 anos de reclusão), o ex-assessor da Secretaria de Obras, Wagner Jordão Garcia (quatro anos de reclusão) e José Orlando Rabelo (quatro anos e um mês de reclusão).