Share Button
naom_583769724321a

Foto: Acácio Pinheiro/Minc

O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero disse em depoimento à Polícia Federal que o presidente Michel Temer o pressionou na tentativa de encontrar uma alternativa para o caso do empreendimento La Vue Ladeira da Barra, embargado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) em Salvador, onde o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) comprou um apartamento. Calero pediu demissão na semana passada após acusar o ministro Geddel de pressioná-lo para liberar o projeto imobiliário. De acordo com a Folha de S. Paulo, o ex-ministro da Cultura disse em depoimento ao Superior Tribunal Federal (STF) que “foi convocado pelo presidente Michel Temer a comparecer no Palácio do Planalto”. Nesta reunião, o presidente teria dito que “a decisão do Iphan havia criado “dificuldades operacionais” em seu gabinete, posto que o ministro Geddel encontrava-se bastante irritado”. Calero contou que Temer disse que política tem este tipo de pressão e que o presidente encarou a situação com normalidade.