WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Laboratório Checap drogaria_santana

:: ‘Destaque1’

Moradores de comunidade na Bahia reclamam que estão sem água há 4 anos, mas conta chega todo mês

Share Button
falta_de_agua_03

Moradores de comunidade de Amélia Rodrigues dizem estar sem água encanada há mais de quatro anos | Foto: Reprodução/TV Subaé

Residentes de uma comunidade em Amélia Rodrigues, na região de Feira de Santana, declaram que estão há quatro anos sem água encanada. Para piorar, os mesmos dizem que todo mês recebem a conta de consumo do líquido. Segundo a TV Subaé, uma das prejudicadas, a lavradora Anaildes Almeida, conta que precisa ir pelo menos três vezes por dia a uma bica, que fica a mais de um quilômetro da casa dela, para conseguir água limpa. Outra moradora, a aposentada Maria José Almeida, de 67 anos, diz que já sofre problemas na coluna por conta de ter que caminhar em busca de água. Ainda segundo a reportagem, a Embasa prometeu enviar carros-pipa à comunidade, até que o problema seja resolvido. A fornecedora ainda declarou que alguns moradores estão bombeando de forma irregular a água direto do ramal, reduzindo a pressão, o que impede que a água chegue nas partes mais altas da comunidade.

Ação da PF contra fraude na Caixa tem Geddel como um dos alvos

Share Button

Do Bahia Notícias

images-cms-image-000530152

Reprodução

Um imóvel do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), é alvo de investigação da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (13). Desdobramento da Operação Catilinárias, deflagrada em 15 de dezembro de 2015, a Operação Cui Bono cumpre sete mandados de busca e apreensão para apurar um esquema de fraudes na liberação de créditos junto à Caixa Econômica Federal entre 2011 e 2013. Geddel foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa nesse período. Além de Salvador, a PF realiza buscas e apreensões em endereços residenciais e comerciais no Distrito Federal e em cidades do Paraná e São Paulo, determinadas pelo juiz da 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal.

O esquema investigado seria composto por Geddel, pelo vice-presidente de Gestão de Ativos, um servidor da Caixa, empresários e dirigentes de empresas dos ramos de frigoríficos, de concessionárias de administração de rodovias, de empreendimentos imobiliários, além de um operador do mercado financeiro. Em 2015, quando a investigação teve início, policiais federais encontraram um aparelho celular em desuso na residência do então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Após perícia, a PF extraiu uma intensa troca de mensagens entre Cunha e Geddel, que indicavam a possível obtenção de vantagens pelos investigados em troca da liberação de créditos junto à Caixa para grandes empresas. A suspeita é de que indique a prática dos crimes de corrupção, quadrilha e lavagem do dinheiro, então os policiais passaram a investigar o caso, que tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF). Agora, com o afastamento dos investigados dos cargos e funções públicas que exerciam, o STF encaminhou inquérito a Justiça Federal do Distrito Federal.

Santaluz: adolescente é flagrado pela PM conduzindo moto roubada com placa de carro

Share Button
moto_placadecarro

Moto roubada foi flagrada com placa de carro | Foto: Divulgação/ PM

Policiais militares da 5ª Companhia do Décimo Sexto Batalhão apreenderam uma motocicleta NXR 160 Bros roubada com placa de um carro, no final da tarde desta quinta-feira (12), no povoado de Várzea da Pedra, em Santaluz. De acordo com informações da PM, os policiais faziam patrulhamento na localidade, por volta das 17h, quando abordaram o veículo que estava sendo conduzido por um adolescente de 16 anos. Conforme a PM, ao verificar a situação cadastral da moto, os militares constataram que a placa é de um carro modelo Meriva Joy, licença da cidade de São Jorge do Ivaí (PR). Ao ser feita consulta através do número do chassi, foi encontrada a verdadeira placa da moto, que possui restrição de furto ou roubo. O veículo possui registro da cidade de Feira de Santana (BA). Segundo a PM, o adolescente que reside no povoado de Barreira, na zona rural de Araci, foi apreendido por receptação e encaminhado juntamente com a moto para a Delegacia de Polícia Civil de Santaluz, para adoção das medidas cabíveis.

Notícias de Santaluz

Assaltante filma roubo a casa lotérica e reclama de celular de vítima : ‘porcaria’

Share Button
itabela_ok

Foto: Polícia Civil / Divulgação

Um dos asaltantes que participou do roubo a uma casa lotérica na terça-feira (10) na cidade de Itabela, no sul da Bahia, filmou parte da ação e aparece em um vídeo criticando o celular de uma das clientes, vítima do assalto. “Uma porcaria dessas”, disse o suspeito ao tomar o aparelho das mãos de uma mulher. De acordo com informações do G1, as imagens foram divulgadas pela Polícia Civil nesta quinta-feira (12). Conforme a polícia, o vídeo foi gravado por um dos assaltantes que participaram da ação. As imagens foram localizadas em um dos celulares encontrados com suspeitos mortos após confronto com a polícia na região. Fotos com o grupo exibindo armas tambéms estavam armazenadas em um dos aparelhos.

Cientistas dos Estados Unidos desenvolvem Aedes aegypt resistente à dengue

Share Button
naom_565b2fb72656a

© DR

Cientistas norte-americanos conseguiram modificar o material genéticos de mosquitos Aedes aegypt de forma que a transmissão da dengue fosse evitada. De acordo com informações do UOL, os pesquisadores da Universidade Johs Hopkins criaram uma forma de ativar as proteínas Dome e Hop, que lutam contra o vírus, logo depois de o mosquito ser infectado pelo vírus. Dessa forma, o vírus não chega a completar seu ciclo de vida no intestino do mosquito, e a transmissão ao homem é evitada. Os mosquitos geneticamente modificados obtiveram os seguintes resultados: aqueles com mais Dome tiveram 78,18% menos cópias do vírus da dengue em suas entranhas; os com mais Hop tiveram uma queda de 83,63% de cópias do vírus, segundo o estudo publicado na publicação científica Plos. Ainda assim, o resultado positivo só foi detectado nos casos de infecção por vírus da dengue. Doenças como zika e chikungunya, também transmitidas pelo Aedes, continuaram a ser transmitidas normalmente após o experimento.

Santaluz: jovem apontado como dono da arma usada em assalto que terminou com a morte de professores morre após trocar tiros com a PM

Share Button

Atualizado em 12/01/17 – 15h06

ariel

Foto: Leitor do Noticias de Santaluz

Arielton Santos de Jesus, 19 anos, conhecido como Ariel, foi baleado e morreu após resistir à prisão e trocar tiros com a Polícia Militar no fim da manhã desta quinta-feira (12) no bairro JK, em Santaluz. A informação foi confirmada pela PM. De acordo com informações obtidas pela reportagem, ele foi apontado como dono da arma usada no assalto que terminou com a morte dos professores Edivaldo Silva de Oliveira e Jeovan Bandeira, no dia 10 de junho do ano passado.

Ainda de acordo com informações apuradas pela reportagem, um adolescente de 17 anos apreendido no último dia 8 de dezembro teria relatado o fato em depoimento a juíza Monique Carvalho de Ribeiro Gomes, durante uma audiência realizada no Fórum de Santaluz na manhã desta quinta.

Após o relato do adolescente de que a arma usada no crime pertencia a Ariel, policiais da 5ª Companhia e da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) do Décimo Sexto Batalhão foram ao local para cumprir um mandado de prisão contra o acusado, mas foram recebidos a tiros por ele, segundo a PM. Os militares revidaram e Ariel foi alvejado na perna e no tórax.

Ele foi socorrido pelos próprios policiais e encaminhado ao hospital da cidade, onde deu entrada por volta do meio-dia, em estado grave. O acusado não resistiu aos ferimentos e veio a óbito por volta das 14h15.

Segundo a PM, o caso foi registrado como morte decorrente de oposição à intervenção policial. Ainda de acordo com a corporação, um revólver calibre 38 e um tablete de maconha foram apreendidos durante a ação.

Entenda o caso
No dia 10 de junho de 2016, guarnições da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Santaluz receberam a informação de que um acidente teria ocorrido às margens da BA-120 e, quando chegaram ao local, constataram que havia dois corpos carbonizados no porta-malas de um veículo HB20, que estava capotado na rodovia que dá acesso ao município de Queimadas.

Na ocasião, o corpo do professor Edivaldo Silva de Oliveira, 32 anos, conhecido como Nino, que era o proprietário do veículo incendiado, foi identificado por meio de prontuário odontológico, no DPT de Feira de Santana, e liberado para ser enterrado pela família.

dsc_0270-recuperado

Professores foram encontrados carbonizados dentro de porta-malas de carro em Santaluz | Foto: Notícias de Santaluz

Já o outro corpo, que parentes do professor Jeovan Bandeira de Lima, 39 anos, acreditava desde o início ser do docente, que foi visto pouco tempo antes saindo com Nino da escola onde eles trabalhavam, seguiu no Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana sem identificação até a última segunda-feira (9), quando foi reconhecido através de exame de DNA e liberado para ser enterrado pela família. O sepultamento de Jeovan aconteceu no cemitério do distrito de Pereira, sua terra natal, distante 63 quilômetros de Santaluz. Antes, o corpo passou pela sede do município, onde recebeu homenagens de amigos, alunos e parentes.

Dupla confessa participação no crime
No dia 8 de dezembro do ano passado, quando a morte dos professores estava prestes a completar seis meses, a Polícia Militar prendeu Gleice e apreendeu o adolescente, após receber denúncia anônima. Conforme a PM, ambos confessaram envolvimento na morte dos professores e revelaram a participação de uma terceira pessoa no crime: Alan Militão Pires, 19 anos, que foi morto no dia 6 de dezembro, na cidade de Valente, após deixar a delegacia local, onde estava preso por tráfico de drogas.

img_6082

Dupla confessou participação na morte de professores | Foto: Notícias de Santaluz

De acordo com a polícia, a dupla contou que o crime ocorreu após uma tentativa de sequestro frustrada. “Ela assumiu que participou do sequestro dos professores com a ajuda dos outros dois suspeitos e os colocou dentro do porta-malas do carro de Nino. Segundo ela, a intenção era liberar as vítimas na cidade de Queimadas, mas se envolveram em um acidente e capotaram o carro na saída de Santaluz, e decidiram incendiar o veículo para forjar um suposto incêndio”, revelou uma fonte policial ouvida pelo Notícias de Santaluz. “A jovem disse ainda que toda ação foi orquestrada por Alan, que era seu namorado e a teria ameaçado para não contar”, completou.

Notícias de Santaluz

Papa ‘xinga’ vendedores de ingressos para missas no Vaticano

Share Button

ANSA

Pope Francis shows a ticket of free entry during his general audience, at the Vatican, on January 11, 2017 in Vatican city. / AFP / ANDREAS SOLARO

Foto: AFP / ANDREAS SOLARO

O papa Francisco chamou de “aproveitadoras e delinquentes” as pessoas que vendem ingressos para as missas no Vaticano, que são gratuitas. “Preciso dizer algo que não queria, mas tenho que dizer. Para entrar nas audiências gerais, existem entradas em um, dois, três, quatro, cinco, seis idiomas que explicam ‘que a entrada é totalmente gratuita”. Não tem que pagar para entrar na Sala Paulo VI nem na Praça São Pedro. É uma visita gratuita”, desabafou o líder católico. A crítica foi feita diante de um público de seis mil pessoas nesta quarta-feira (11), justamente durante a semanal audiência geral, que, no inverno europeu, ocorre dentro da Sala Paulo VI, no Vaticano. Quando as temperaturas estão mais amenas, a audiência acontece ao ar livre, na Praça São Pedro. “Eu soube que existem uns aproveitadores que fazem as pessoas pagarem as entradas. Fiquem atentos, aqui se visita sem pagar, porque esta é a casa de todos. Quem exige pagamento, comete um crime, esse homem ou essa mulher é delinquente, isso não se faz, entenderam?”, criticou Francisco. Atualmente, sites em vários idiomas oferecem serviços de venda de ingressos para as audiências com o Papa a preços que chegam a US$ 45.

Santaluz: após 7 meses, amigos e familiares dão o último adeus ao segundo professor achado em carro incendiado

Share Button
img_0065

Corpo foi enterrado na tarde desta quarta-feira (11), sete meses após o professor ter sido encontrado morto | Foto: Notícias de Santaluz

O corpo do professor Jeovan Bandeira de Lima foi enterrado no fim da tarde desta quarta-feira (11) no cemitério do distrito de Pereira, distante 63 quilômetros de Santaluz. No início da manhã, os restos mortais do docente foram retirados por parentes no Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana, onde permaneceram por quase sete meses aguardando identificação, que só foi possível através de exame de DNA.

jeovan

Antes de velório no distrito de Pereira, corpo de Jeovan passou por Santaluz, onde foram prestadas homenagens ao professor | Foto: Notícias de Santaluz

O velório, que teve início por volta das 15h30, foi encerrado pouco antes das 17h, quando familiares, professores, alunos, amigos e autoridades deram o último adeus ao professor que é a segunda vítima do crime ocorrido no dia 10 de junho do ano passado, quando dois corpos foram encontrados carbonizados dentro do porta-malas de um carro incendiado às margens da BA-120, em Santaluz. Outro professor, Edivaldo Silva de Oliveira, de 32 anos, conhecido como ‘Nino’, também foi achado carbonizado dentro do mesmo veículo, mas foi identificado e enterrado logo em seguida.

img_0057

Homenagem feita a Jeovan por colegas e alunos do Centro Educacional Nilton Oliveira Santos | Foto: Notícias de Santaluz

Antes do velório no distrito de Pereira, onde a família do professor reside, houve uma homenagem de familiares, amigos, alunos e ex-colegas no pátio do Colégio Estadual Nilton Oliveira Santos, na sede do município, onde Jeovan trabalhava. A sala dos professores da instituição ganhou o nome do educador e passou a se chamar ‘Sala Jeovan Bandeira’. Uma placa com a foto do professor e uma frase atribuída a ele foi colocada no local.

O crime
Dois corpos foram encontrados carbonizados dentro do porta-malas de um carro incendiado às margens da BA-120, no município de Santaluz, no dia 10 de junho do ano passado. O veículo estava capotado na rodovia que dá acesso ao município de Queimadas. Segundo a PM, guarnições da corporação e da Guarda Municipal foram acionadas após receberem a informação de que um acidente teria ocorrido e, quando chegaram ao local, constataram que havia dois corpos carbonizados no porta-malas.

dsc_0270-recuperado

Professores foram encontrados carbonizados dentro de porta-malas de carro em Santaluz | Foto: Notícias de Santaluz

Na ocasião, o corpo do também professor Edivaldo Silva de Oliveira, 32 anos, conhecido como Nino, foi identificado por meio de prontuário odontológico, no DPT de Feira de Santana, e liberado para ser enterrado pela família. Já o outro corpo, que a família acreditava desde o início ser do professor Jeovan Bandeira, seguiu sem identificação até a última segunda-feira (9), um dia antes de o crime completar sete meses.

No dia 8 de dezembro do ano passado, quando a morte dos professores estava prestes a completar seis meses, a Polícia Militar prendeu uma jovem identificada como Gleice da Costa Anjos, de 19 anos, e apreendeu um adolescente de 17, após ambos confessarem envolvimento no crime. Em depoimento à polícia, a dupla informou o envolvimento de uma terceira pessoa no crime: Alan Militão Pires, 19 anos, que foi morto dois dias antes na cidade de Valente, após deixar a delegacia local, onde estava preso por tráfico de drogas.

b4860bb3-69fd-4b7e-a0f6-5eebdf14f053-945-000001b6597c1af8_tmp

População se aglomerou em frente à delegacia após jovem ser presa e adolescente apreendido por participação na morte dos professores | Foto: Notícias de Santaluz

Gleice teve prisão preventiva decretada pela Justiça e foi levada para o Conjunto Penal de Feira de Santana, onde permanece presa. Já o adolescente, foi encaminhado para um Centro de Internação para Menores Infratores, na mesma cidade, e também permanece no local.

Notícias de Santaluz

Familiares e amigos fazem homenagem ao professor Jeovan em Santaluz e corpo segue para velório no Pereira

Share Button
jeovan2

Professor foi homenageado em cerimônia realizada no Centro Educacional Nilton Oliveira Santos, onde lecionava | Foto: Notícias de Santaluz

Vestindo camisetas brancas e em clima de muita tristeza e comoção, familiares e amigos do professor Jeovan Bandeira de Lima, encontrado carbonizado dentro do porta-malas de um carro em Santaluz, se despediram do docente com homenagens no fim da manhã desta quarta-feira (11). O corpo do professor saiu do departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana no início da manhã e chegou por volta das 12h15 ao Centro Educacional Nilton Oliveira Santos, onde ocorreu uma rápida cerimônia.

jeovan1

Sala dos professores do Centro Educacional Nilton Oliveira Santos ganhou o nome de Jeovan Bandeira, em homenagem ao docente | Foto: Notícias de Santaluz

Em seguida, os funcionários e a direção do Cenos inauguraram uma placa em homenagem ao docente. A sala dos professores ganhou o nome de Jeovan Bandeira, em homenagem póstuma ao professor que lecionava na instituição. Na placa, além da foto de Jeovan, foi colocada uma frase de autoria do educador: “Nunca permita que alguém corte suas asas, estreite seus horizontes e tire as estrelas do teu céu. Nunca deixe seus medos serem maiores que a tua vontade de voar. O valor da vida está nos sonhos que lutamos para conquistar”.

jeovan3

Após homenagem em Santaluz, corpo do professor seguiu para o distrito de Pereira, onde será velado e sepultado | Foto: Notícias de Santaluz

“É uma homenagem bastante justa. Jeovan foi um ser humano incrível, inteligente, alegre, um verdadeiro exemplo para todos que conviveram ao seu lado. Sentiremos muito a falta dele”, disse comovida a professora Maria Amélia.

O corpo do professor foi levado no começo da tarde para o distrito de Pereira, onde será velado e sepultado. O enterro está previsto para acontecer por volta das 17h.

O crime
Dois corpos foram encontrados carbonizados dentro do porta-malas de um carro incendiado às margens da BA-120, no município de Santaluz, localizado na região nordeste da Bahia, no dia 10 de junho do ano passado. O veículo estava capotado na rodovia que dá acesso ao município de Queimadas. Segundo a PM, guarnições da corporação e da Guarda Municipal foram acionadas após receberem a informação de que um acidente teria ocorrido e, quando chegaram ao local, constataram que havia dois corpos carbonizados no porta-malas.

dsc_0270-recuperado

Professores foram encontrados carbonizados dentro de porta-malas de carro em Santaluz | Foto: Notícias de Santaluz

Na ocasião, o corpo do também professor Edivaldo Silva de Oliveira, 32 anos, conhecido como Nino, foi identificado por meio de prontuário odontológico, no DPT de Feira de Santana, e liberado para ser enterrado pela família. Já o outro corpo, que a família acreditava desde o início ser do professor Jeovan Bandeira, seguiu sem identificação até a última segunda-feira (9), um dia antes de o crime completar sete meses.

No dia 8 de dezembro do ano passado, quando a morte dos professores estava prestes a completar seis meses, a Polícia Militar prendeu uma jovem identificada como Gleice da Costa Anjos, de 19 anos, e apreendeu um adolescente de 17, após ambos confessarem envolvimento no crime. Em depoimento à polícia, a dupla informou o envolvimento de uma terceira pessoa no crime: Alan Militão Pires, 19 anos, que foi morto dois dias antes na cidade de Valente, após deixar a delegacia local, onde estava preso por tráfico de drogas.

Notícias de Santaluz

Santaluz: caminhonete carregada com palma fica destruída após pegar fogo

Share Button
img_0039

Incêndio teria sido causado por vazamento de gás | Foto: Notícias de Santaluz

Uma caminhonete D10 carregada com palma pegou fogo na Rua Rosendo Lopes, em Santaluz, na manhã desta quarta-feira (11). A cabine do veículo e parte da carroceria ficaram destruídas, mas ninguém se feriu. Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e quando chegou ao local o dono do veículo junto com alguns populares já tinham conseguido apagar o fogo.

img_0045

A cabine do veículo e parte da carroceria ficaram destruídas, mas ninguém se feriu | Foto: Notícias de Santaluz

O dono do carro, que não quis ser identificado, contou que seguia com outro homem para uma fazenda no povoado de Anjos quando aconteceu o incêndio, que segundo ele foi causado por um vazamento de gás. “O fogo começou muito rápido. Só deu tempo de parar o carro e a gente descer. Não consegui nem tirar algumas roupas e pertences, inclusive documentos. Perdi tudo o que tinha dentro da cabine”, lamentou. Segundo ele, a carga será transferida para outro veículo e a caminhonete será guinchada para outro local.

Notícias de Santaluz







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia