WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Laboratório Checap drogaria_santana

:: ‘Destaque2’

Jorginho acerta com o Bahia e é esperado em Salvador nos próximos dias

Share Button
Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo

Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo

Bahia está próximo de anunciar seu novo treinador. Jorginho já entrou em acordo com o clube e deve desembarcar em Salvador nos próximos dias. Segundo o GloboEsporte.com, ele está acertando detalhes sobre sua comissão técnica e pode chegar à capital baiana nesta quarta ou quinta-feira. O treinador substitui Guto Ferreira, que aceitou proposta do Internacional e deixou o Fazendão oficialmente na última terça. Sem clube desde o fim da última temporada, quando deixou o Vasco, Jorginho deve estrear na próxima segunda-feira, na partida contra o Atlético-GO, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. Junto com ele, deve chegar também o preparador físico Joelton Urtiga e um auxiliar. Ex-lateral-direito, Jorginho tem 52 anos e iniciou a carreira de técnico em 2005, no América-RJ. Em 2006, aceitou ser auxiliar-técnico de Dunga na Seleção Brasileira, função que exerceu até 2010. Também trabalhou como treinador no Goiás, Figueirense, Flamengo, Ponte Preta, Kashima Antlers (Japão), Al-Wasl (Emirados Árabes) e Vasco.

Delegado da PF morto em Florianópolis comandava inquérito que apurava morte de Teori Zavascki

Share Button
Local onde ocorreu a troca de tiros na madrugada desta quarta-feira Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS

Local onde ocorreu a troca de tiros na madrugada desta quarta-feira | Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS

O delegado da Polícia Federal Adriano Antonio Soares, morto em uma casa noturna em Florianópolis, na madrugada desta quarta-feira (31), era responsável por investigar a morte do então ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, morto em janeiro num acidente de avião em Paraty-RJ. Segundo informações do Zero Hora, Adriano estava na companhia de outro delegado da PF, identificado como Elias Escobar, quando teriam sido mortos após desentendimento no local. De acordo com a publicação, Adriano era o chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis desde 2009 e era delegado da PF desde 1999. Em janeiro, ele assumiu o inquérito sobre o acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, então relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, Soares decretou o sigilo da apuração. As vítimas estavam em Florianópolis participando de um curso.

Dois delegados da Polícia Federal são mortos em casa noturna

Share Button
De acordo com a PF, os delegados não estavam em serviço no momento do tiroteio

De acordo com a PF, os delegados não estavam em serviço no momento do tiroteio.

Um desentendimento em uma casa noturna em Florianópolis, em Santa Catarina, acabou em morte na madrugada desta quarta-feira (31). De acordo com a Polícia Militar, dois delegados da Polícia Federal do Estado do Rio de Janeiro, que estavam na cidade participando de um curso, foram mortos no local. De acordo com a PF, os delegados não estavam em serviço no momento do tiroteio. Segundo informações do G1, uma terceira pessoa baleada seria um dos envolvidos no desentendimento e até o início da manhã desta quarta-feira estava internado. Ao menos outros dois homens estariam envolvidos na briga. A área do estabelecimento foi isolada. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, com apoio da Polícia Federal.

Eletrobras tem até 2026 para devolver R$ 1,4 bilhão a fundo do setor elétrico

Share Button
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Ao contrário da primeira exigência da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Eletrobras ganhou o prazo de até o final de 2026 para devolver mais de R$ 1,4 bilhão a um fundo do setor elétrico (RGR). A diretoria da Aneel havia requerido que a estatal devolvesse o valor em até 90 dias. A empresa recorreu a decisão. De acordo com informações do G1, outros R$ 506 milhões deverão ser devolvidos pela empresa a Reserva Global de Reversão (RGR). Devido a uma reestruturação, a Eletrobras registrou em 2016 seu primeiro ano de lucro desde 2011. As novas condições dadas à empresa pela Aneel foram autorizadas pelo governo federal em lei. “Aqui está uma triste história desse fundo setorial. Há uma mudança muito constante nas regras do fundo, e sempre de alguma maneira para prejudicá-lo”, disse o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, criticando a flexibilização dos pagamentos. Os valores passarão por correção monetária e deverão ser calculado pela Eletrobras e apresentado à Aneel em 15 dias.

Aécio e Joesley sobre chefe da PF: ‘Tem que tirar esse cara’

Share Button
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) alegou ao dono da JBS, Joesley Batista, ter pressionado o presidente Michel Temer para fazer mudanças na Polícia Federal, incluindo a substituição do diretor-geral do órgão, Leandro Daiello. Na gravação, entregue como parte do acordo de delação premiada, Aécio disse que o presidente deveria aproveitar a crise gerada pela Operação Carne Fraca para fazer a substituição. “Não vai ter outra. Porque nós nunca tivemos uma chance onde a PF ficou por baixo, né?”, disse Joesley. “Tem que tirar esse cara”, afirmou Joesley. Em seguida, Aécio repetiu: “Tem que tirar esse cara”. “Aí vai ter quem vai falar, ‘é por causa da Lava Jato’. [O governo pode responder] ‘Não, é por causa da Carne Fraca’, completou Aécio. De acordo com a Folha de S. Paulo, o senador também criticou a nomeação de Osmar Serraglio para a liderança do Ministério da Justiça. “Não dá nenhum alô”, disse Aécio, fazendo referência a falta de interferência do ministro na Lava Jato.

Temer se encontra com FHC para evitar que PSDB saia da base governista

Share Button
Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer. Foto: Antonio Cruz/ ABr

Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer | Foto: Antonio Cruz/ ABr

No centro de uma grave crise política, o presidente Michel Temer se reuniu na noite desta segunda-feira (29), em São Paulo, com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE). Segundo o blog da jornalista Andréia Sadi, do G1, o objetivo do encontro foi tentar evitar a saída do partido do governo. O desembarque ainda é avaliado pela sigla, um movimento que ocorreria em conjunto com o DEM. A saída dos dois partidos da base aliada é considerada como a sentença de morte do governo. Um dos principais aliados de Temer no Palácio do Planalto, o ministro da Secretaria-Geral, Moreira Franco, também participou do encontro. O presidente está na capital paulista para participar de um encontro com empresários.

Gilmar Mendes: ‘Não cabe ao TSE resolver crise política’

Share Button
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), declarou nesta segunda (29) que não é de responsabilidade do TSE “resolver crise política”, se referindo ao julgamento que pode cassar a chapa Dilma-Temer e que será retomado no dia 6 de junho. “Há muita especulação na mídia se haverá pedido de vista. Se houver pedido de vista, é algo absolutamente normal, ninguém fará por combinação com esse ou aquele”, afirmou. “Não cabe ao TSE resolver crise política. O julgamento será jurídico e judicial”, completou. De acordo com o G1, caso o TSE decida pela cassação da chapa, Michel Temer perderia o cargo na presidência e, junto com Dilma Rouseff, ficaria inelegível por oito anos.

Ministro da Justiça diz que estudará mudanças na direção da Polícia Federal

Share Button
Brasília - O novo ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Torquato Jardim, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse que vai estudar a possibilidade de mudanças na Polícia Federal, um dos principais braços da Operação Lava Jato. Detalhes da situação da instituição, por outro lado, só serão comentados depois que assumir oficialmente o cargo. As informações são da colunista Andréia Sadi, do G1. “Tudo vai ser estudado e refletido. Vou ouvir o presidente [Michel] Temer, o secretário-executivo e fazer a minha própria avaliação antes de tomar qualquer decisão. Exatamente como fiz na Transparência, mas na Justiça é mais complexa”, declarou. Torquato Jardim assumiu o Ministério da Justiça no lugar de Osmar Serraglio, que ocupou sua vaga no Ministério da Transparência. Ainda não foi informada data oficial para posse do ministro. 

Casamento coletivo da PM tem união de 47 casais em Salvador

Share Button
Casamento coletivo da PM tem união de 47 casais em Salvador (Foto: Divulgação/Polícia Militar

Casamento coletivo da PM tem união de 47 casais em Salvador | Foto: Divulgação/Polícia Militar

Quarenta e sete casais oficializaram a união, na manhã deste domingo (28), em cerimônia da 5ª edição do Casamento Coletivo promovido pela Polícia Militar em Salvador. O evento ocorreu na Casa Pia dos Órfãos de São Joaquim, no bairro de Água de Meninos. Segundo o G1, a cerimônia teve trilha sonora entoada por policiais militares que também são músicos e contou com a presença de representantes do judiciário e do Núcleo de Religiões de Matrizes Africanas (NAFRO), que ministraram a bênção matrimonial aos casais. O comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, e o coronel Jorge Inácio Diniz, diretor do Departamento de Promoção Social (DPS) da PM, também participaram da cerimônia. A cerimônia foi promovida pela PM para oficializar o matrimônio de integrantes da corporação. Após as bênçãos religiosas, a cerimônia foi encerrada com as noivas arremessando buquês e com um brinde entre os recém-casados.

Manifestantes fazem ato pela saída de Temer em Copacabana

Share Button

Por G1 Rio

Manifestantes se concentram em protesto que pede saída de Temer e eleições diretas (Foto: Henrique Coelho / G1

Manifestantes se concentram em protesto que pede saída de Temer e eleições diretas | Foto: Henrique Coelho / G1

Manifestantes fizeram um protesto neste domingo (28) contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), e pedem eleições diretas. A concentração começou por volta de 11h em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro e o ato durou até cerca de 19h. Diversas centrais sindicais e grupos de esquerda ligados ao movimento “Fora Temer” erguiam bandeiras e cartazes. 

Até a noite, a estimativa de público dos organizadores variou entre 15 mil e 50 mil pessoas. De acordo com Ana Ribeiro, da Frente Brasil Popular, uma das organizadoras do ato, a estimativa de público é de 50 mil ao longo do dia. A Polícia Militar não divulga um número oficial de público. 

Deputados de partidos como PSB, PSOL, Rede e PT podiam ser vistos, anonimamente ou subindo no carro do som. Às 13h, começou a tocar o Cordão do Bola Preta, tradicional bloco de carnaval do Rio. Algumas versões eram parodiadas, incluindo na letra “Fora Temer” ou “Diretas Já”. 

Artistas também participavam do ato, como Daniel de Oliveira, Sophie Charlotte e Renato Góes. Outros artistas contrários ao presidente tinham shows previstos durante o ato, como Mano Brown, Cordão da Bola Preta, Otto, Maria Gadu, Martn’ália, Pretinho da Serrinha, Teresa Cristina, Digitaldubs e Bnegão, e Pedro Luis. Por volta das 17h, Caetano estava no palco. Ele levantou o público com músicas como “Podres poderes”. Pouco antes, Criolo já tinha se apresentado.







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia