WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



rios

rios

drogaria_santana


:: ‘Destaque2’

Com ketchup, suspeito encena própria morte nas redes sociais para escapar da polícia

Share Button

Por G1 PR

Suspeiito encena própria morte nas redes sociais, diz polícia; ele chegou a ligar para a polícia para comunicar o suposto crime | Foto: Arquivo pessoal

Suspeito encena própria morte nas redes sociais, diz polícia; ele chegou a ligar para a polícia para comunicar o suposto crime | Foto: Arquivo pessoal

Um rapaz de 22 anos que era procurado pela polícia de Campo Mourão, no Centro-Oeste do Paraná, foi preso nesta quarta-feira (24) depois de postar nas redes sociais uma foto em que fingia estar morto. Segundo a Polícia Civil, a ideia do suspeito era espalhar a informação de que tinha morrido e despistar a polícia local, que o procurava pela suspeita de homicídio, tráfico de drogas, roubo e furto. O plano, no entanto, não saiu como o esperado. A fotografia da suposta cena do crime mostra o corpo do jovem caído no chão da cozinha, sujo com ketchup para simular o sangue. A foto, conforme a polícia, foi tirada por um amigo. Além de compartilhar a imagem, o próprio rapaz ligou para a polícia para denunciar o falso homicídio, disse a Polícia Civil. A Polícia Militar foi até a casa onde teria acontecido o crime e não encontrou o suspeito. Um morador da casa indicou que o rapaz na verdade morava em outro endereço. Chegando lá, a PM encontrou o jovem vivo, trancado dentro de casa. No imóvel ainda foram encontradas uma arma de pressão, munição e um rádio comunicador sintonizado na frequência da polícia. O rapaz foi preso acusado de falsa comunicação de crime, violação de comunicação telegráfica e posse ilegal de arma de fogo e munições. Ele ainda se recupera de um tiro que levou há alguns meses em uma briga, segundo a polícia.

Paraná Pesquisas em SP: Bolsonaro tem 68,4% dos válidos; Doria lidera com 54,8%

Share Button

Por Poder 360

© Instagram @jairmessiasbolsonaro e @jdoriajr

© Instagram @jairmessiasbolsonaro e @jdoriajr

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, lidera a corrida eleitoral para o pleito de 2018 no Estado de São Paulo. O militar tem mais que o dobro de intenções de voto de seu adversário, Fernando Haddad (PT). O militar tem 68,4% dos votos válidos, enquanto o petista está com 31,6%. Os dados são de levantamento do Paraná Pesquisas divulgado nesta quinta-feira (25). Quando se fala em votos válidos, não são considerados os votos brancos, nulos e indecisos. No cenário em que são computados as intenções de votos totais, Bolsonaro tem 59,4% e Haddad 27,4%. Brancos, nulos e indecisos somam 13,2%. A pesquisa foi realizada de 22 a 24 de outubro de 2018, em 87 municípios de São Paulo. O estudo entrevistou 2.004 pessoas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o índice de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-00250/2018. Já na disputa pelo governo de São Paulo, que é uma das mais acirradas do país no 2º turno, João Doria (PSDB) tem 54,8% dos votos válidos e Márcio França (PSB) 45,2%. No cenário que considera as intenções de voto totais, Doria tem 47,9% e França 39,5%. 7,8% dos eleitores não escolheu nenhum dos candidatos e 4,8% estão indecisos.

Homem diz que quebrou costelas de idoso de 93 anos porque vítima quis pagar R$ 1,25 por programa sexual

Share Button

Por G1 Rio Preto e Araçatuba

Idoso foi agredido após ter casa invadida em Rio Preto (SP) | Foto: Reprodução/TV TEM

Idoso foi agredido após ter casa invadida em Rio Preto (SP) | Foto: Reprodução/TV TEM

Um homem suspeito de invadir a casa de um idoso de 93 anos e quebrar as costelas dele durante um assalto em São José do Rio Preto (SP) foi detido nesta quarta-feira (24), confessou o crime e disse que a agressão aconteceu por causa do pagamento de um programa sexual com a vítima. De acordo com a Polícia Civil, o jovem de 18 anos contou para a polícia que agrediu o idoso com golpes de cabo de vassoura porque a vítima quis pagar R$ 1,25 pelo programa sexual. Em seguida, ele fugiu com R$ 1 mil do idoso. O crime aconteceu no dia 17 de outubro. O jovem vai responder pelo crime em liberdade já que não houve flagrante. A vítima foi socorrida para a unidade de pronto-atendimento da região norte e, na sequência, transferida para a Santa Casa de Rio Preto, onde passou por exames e procedimento cirúrgico. Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa, o paciente recebeu alta na segunda-feira (22).

‘Sem mentir, PT não existe’, diz Bolsonaro sobre caso de suástica em jovem

Share Button

Por Estadão

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Após tomar conhecimento de que a conclusão do inquérito sobre cortes em forma de suástica no corpo de uma jovem que havia afirmado ter sido atacada na rua, há duas semanas, em Porto Alegre, tem indícios de “autolesão”, o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, partiu para o ataque contra o PT em suas redes sociais no final da manhã de quarta-feira, 24. O presidenciável acusou o Partido dos Trabalhadores de “mentir”, além de usar palavras como “canalhas” e “vagabundos” em suas mensagens. Bolsonaro usou o Twitter e, em uma primeira mensagem, publicou “Quem espalha notícias falsas? CANALHAS! VAGABUNDOS! Sem mentir o PT não existe!”. Anexa à mensagem, uma publicação de Fernando Haddad (PT), seu rival no segundo turno da eleição presidencial, em que o candidato petista lamenta o suposto ataque sofrido pela vítima no Rio Grande do Sul logo após as primeiras notícias sobre o caso foram publicadas. No tuíte de 10 de outubro Haddad diz que “há uma escalada da violência” e que “uma jovem de 19 anos foi praticamente sequestrada por três apoiadores de Bolsonaro e teve uma suástica entalhada no seu corpo com um canivete”. Mais tarde Bolsonaro publicou outra mensagem. “Vão cobrar resposta sobre mais essa atitude suja ou fingir que nada aconteceu? Chamaram nossos apoiadores, homens, mulheres, idosos, pessoas de família, de nazistas a semana inteira e vai ficar por isso mesmo?”

Contran acata Justiça e suspende novas placas de carro do Mercosul no Brasil

Share Button

Por Estadão Conteúdo

Liminar pede a suspensão das placas porque fere o Código de Trânsito | Foto: Detran-RJ/ Divulgação

Liminar pede a suspensão das placas porque fere o Código de Trânsito | Foto: Detran-RJ/ Divulgação

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) acatou nesta quarta-feira (24), a liminar do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) e suspendeu a instalação de novas placas de carro do Mercosul. A medida acarreta a impossibilidade de novos emplacamentos e transferências de veículos no estado do Rio de Janeiro. Com isso, os emplacamentos de veículos no Rio de Janeiro, único Estado que havia adotado a prática, ficam suspensos. A decisão liminar, ou seja, de caráter provisório, foi publicada pela Desembargadora Federal Daniele Maranhão Costa, no último dia 11, mas o Contran ainda não havia atendido à deliberação. De acordo com o documento, a liminar pede a suspensão das placas porque fere o Código de Trânsito, que diz que os Detrans devem ficar responsáveis por credenciar as fabricantes e não o Denatran. Outro motivo foi que o modelo de placa foi adotado antes que o sistema de consultas e troca de informação das novas placas fosse implantado. Em nota, o Contran informou que recorreu da decisão, por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), e aguarda no mérito ou em instância superior a possível mudança da decisão final. De acordo com o texto, o órgão entende que a suspensão pode gerar grandes prejuízos técnicos e econômicos no país e afirmou que também traz reflexos para as empresas fabricantes e estampadoras de placas que investiram na modernização e segurança fabril para a adoção da nova placa.

Ex-presidente do PSDB declara apoio a Haddad

Share Button
Foto: George Gianni/ PSDB

Foto: George Gianni/ PSDB

O ex-governador de São Paulo Alberto Goldman (PSBD) declarou nesta quarta-feira (24) voto em Fernando Haddad (PT) na eleição presidencial, conforme antecipou a Folha de S.Paulo. O dirigente tucano divulgou um vídeo nas redes sociais em apoio ao petista. “Nunca pensei em votar neles, nunca quis votar neles, mas estamos em uma situação absolutamente diferente”, disse Goldman. O tucano afirmou que a fala em que Jair Bolsonaro (PSL) insinua perseguição a opositores “ultrapassou qualquer limite do aceitável” e “não quero pagar para ver”. “Vou contra minha vontade, contra o que eu pensava, contra os princípios e contra todos esses anos de luta contra o PT. Vou acabar votando em Haddad.” Goldman também fez uma série de críticas ao PT e afirmou que Bolsonaro é um produto do petismo. “Essa direita que saiu do armário de forma violenta, aquela que baba, quer morte, que quer causar mal às pessoas, estava no armário e saiu por glória, honra e trabalho do PT.”

Homem é baleado após pegar arma de segurança de banco e atirar dentro de agência na Bahia

Share Button

Por G1 BA

Aproveitando a proximidade com o segurança, o rapaz conseguiu sacar a arma, disparando dentro da agência | Foto: Blog do Anderson

Aproveitando a proximidade com o segurança, o rapaz conseguiu sacar a arma, disparando dentro da agência | Foto: Blog do Anderson

Um homem em situação de rua foi baleado após trocar tiros com seguranças de um banco na manhã desta quarta-feira (24), em Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia. Na ação, ninguém ficou ferido. De acordo com a Polícia Militar, o homem entrou na agência com o objetivo de abordar os clientes. O segurança do banco, ao ver a situação, teria solicitado ao suspeito que se retirasse do local, conduzindo o rapaz para a porta do estabelecimento. Nesse momento, aproveitando a proximidade com o segurança, o rapaz conseguiu sacar a arma e disparou dentro da agência. Em seguida, os outros seguranças atiraram contra ele, que foi atingido. O suspeito foi levado para o Hospital Geral da cidade. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Gilmar Mendes aceita pedido da PGR e arquiva outro inquérito contra Aécio Neves

Share Button
Foto: Reprodução/Senado

Foto: Reprodução/Senado

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), arquivou o inquérito em que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) era investigado por supostamente ter atuado para fraudar registros do Banco Rural remetidos à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, em 2005. O pedido de arquivamento foi feito em setembro pela Procuradoria-Geral da República (PGR), sob o argumento de que “a autoridade policial não recolheu provas ou elementos de convicção suficientes para corroborar as declarações do colaborador e permitir a instauração de ação penal”. Segundo informações da Agência Brasil, o inquérito foi embasado na delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral, que presidiu a CPMI em questão e relatou ter sido procurado por Eduardo Paes, na época deputado pelo PSDB, que teria lhe pedido, em nome de Aécio, então governador de Minas Gerais, o adiamento do prazo dado ao Banco Rural para o envio dos documentos. De acordo com Amaral, o objetivo seria garantir tempo para maquiar dados que pudessem revelar um esquema semelhante ao Mensalão. Só que neste caso, a irregularidade seria operada pelo publicitário Marcos Valério, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a fim de beneficiar Aécio e seu vice-governador, Clésio de Andrade. Esse é o segundo inquérito contra o senador que o ministro Gilmar Mendes arquiva neste ano. Em junho, ele arquivou a investigação sobre o envolvimento de Aécio em desvios em Furnas, uma das subsidiárias da Eletrobras.

Olhos de Lince: PF deflagra operação para combater crimes eleitorais

Share Button
Foto: Divulgação/ PF/Arquivo

Foto: Divulgação/ PF/Arquivo

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira uma operação que investiga crimes eleitorais no pleito deste ano. Denominada Olhos de Lince, a ação é resultado de acompanhamento da PF nas redes sociais para identificar e evitar possíveis crimes relacionados às eleições, além de ameaças aos candidatos. Segundo o G1, a PF apura crimes de violação do sigilo do voto e de incitação ao crime de homicídio. Os alvos foram identificados por meio de técnicas de reconhecimento facial, apontam investigadores. São cumpridos mandados de busca e apreensão em São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul. A PF também intimou investigados a prestarem depoimento. Ao todo, a PF deflagrou nove ações nas cidades de São Paulo e Sorocaba (SP); Uberlândia, Varginha e Juiz de Fora (MG); Caxias do Sul (RS); e Recife (PE).

Após críticas ao PT, Cid Gomes participa de campanha a favor de Haddad no Ceará

Share Button

Por Gerson Camarotti

Cid Gomes sobe em caminhão durante ato de campanha do PT no Ceará para colar adesivo da chapa Fernando Haddad e Manuela D'Ávila | Foto: Reprodução

Cid Gomes sobe em caminhão durante ato de campanha do PT no Ceará para colar adesivo da chapa Fernando Haddad e Manuela D’Ávila | Foto: Reprodução

Depois de duras críticas feitas ao Partido dos Trabalhadores (PT) na semana passada, o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) participou nesta segunda-feira (22) de um adesivaço em Fortaleza (CE) a favor do candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad. No começo da semana passada, durante ato também em Fortaleza, Cid atacou o PT e disse que, caso a legenda não faça um “mea culpa” no segundo turno, será “bem feito perder a eleição” para Jair Bolsonaro (PSL). Depois disso, Cid chegou a gravar um vídeo de apoio a Haddad a pedido do partido. O irmão de Cid, o candidato derrotado no primeiro turno Ciro Gomes (PDT) manifestou apoio crítico a Haddad no segundo turno, mas não gravou para o partido.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia