WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Laboratório Checap drogaria_santana

:: ‘Destaque2’

MPF arquiva sem conclusão inquérito sobre acidente que matou Eduardo Campos

Share Button
Foto: Divulgação/ PSB

Foto: Divulgação/ PSB

O Ministério Público Federal (MPF) arquivou o inquérito policial instaurado para apurar o acidente aéreo que matou o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e mais seis pessoas, em Santos (SP), em agosto de 2014. Campos era candidato à Presidência da República e viajava para cumprir agenda de campanha quando o bimotor modelo Cessna 560XL caiu. Segundo o MPF, apesar das diversas perícias e diligências realizadas pela Polícia Federal, não foi possível determinar a causa exata da queda da aeronave, tampouco definir os responsáveis por eventuais crimes cometidos, devido à inoperância ou ausência de equipamentos na cabine de comando, o que inclui a falta de gravador de dados de voo. Atualmente, a instalação do equipamento não é exigida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em aviões de pequeno porte como o que levava o ex-governador. “Infelizmente, em razão da inexistência de meios técnicos, é provável que nunca saibamos o que ocorreu com a aeronave em seus últimos instantes e que acabou por determinar sua queda”, lamenta o procurador da República Thiago Lacerda Nobre, responsável pelo caso. Entretanto, conforme o MPF, os afetados poderão utilizar os elementos colhidos na investigação para embasar ações indenizatórias na esfera cível.

Notícias de Santaluz

Prefeitura do Rio fecha Centro de Treinamento do Flamengo após incêndio que matou 10 atletas da base

Share Button
Guarda Municipal chega ao Ninho do Urubu | Foto: Reprodução/TV Globo

Guarda Municipal chega ao Ninho do Urubu | Foto: Reprodução/TV Globo

A Prefeitura do Rio fechou o Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, em Vargem Grande, na Zona Oeste, nesta quarta-feira (27). De acordo com informações da TV Globo, a Guarda Municipal cercou o local para evitar que ele seja reaberto, como aconteceu em outubro de 2017, quando da primeira determinação de interdição da área. No dia 8 de fevereiro um incêndio causou a morte de dez atletas das categorias de base do futebol do clube. No dia 15, a prefeitura já havia determinado que o Flamengo fechasse todo o Ninho do Urubu, cumprindo uma ordem dada há dois anos. O clube não acatou a ordem nem em 2017, nem na semana retrasada, apesar do incêndio. O edital de interdição que agora lacra o CT tem o mesmo texto do edital de 2017. Nele, está escrito que o Flamengo não possui “o competente alvará de licença”. O texto informa que será cobrada multa de R$ 802,46 por dia caso o clube reabra o espaço e reitera que a reincidência levará a prefeitura a enviar notícia-crime ao Ministério Público, por desobediência.

Estudos apontam relação de imunidade entre Zika e Dengue

Share Button
Aedes aegypti é o transmissor da dengue, zika e também da chikungunya | Foto: Divulgação

Aedes aegypti é o transmissor da dengue, zika e também da chikungunya | Foto: Divulgação

Dois estudos liderados por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (Ufba), divulgados em fevereiro, apontam que quem se cura da dengue tem chances de se tornar imune à zika e quem escapa da zika pode adquirir também imunidade à dengue. Mas os pesquisadores afirmam que ainda são necessários mais estudos para comprovar definitivamente a hipótese. De acordo com o G1, um dos artigos foi publicado na Science, que é uma revista científica internacional, sob o título “Impact of preexisting dengue immunity on Zika virus emergence in a dengue endemic region” (em tradução livre, Impacto da imunidade pré-existente à dengue na emergência do vírus zika numa região endêmica de dengue). Conforme a instituição, os estudos foram baseados em evidências a partir de coletas realizadas coletadas no bairro do Pau da Lima, na periferia de Salvador, foco do surto de zika registrado em 2015, e fazem parte do conjunto de pesquisas lideradas pela Ufba e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-BA). Zika e dengue são arboviroses transmitidas pelo mosquito aedes aegypti, ambas provocadas por vírus “primos”, do tipo flavivirus.

Moro apresentará a Bolsonaro resultado de investigação sobre atentado

Share Button

Por Agência Brasil

Foto: Alan Santos/PR

Foto: Alan Santos/PR

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse na segunda-feira (25) que vai apresentar ao presidente da República, Jair Bolsonaro, o resultado sobre o andamento das investigações da Polícia Federal (PF) sobre o atentado sofrido pelo presidente em setembro do ano passado , em Juiz de Fora (MG), durante a campanha eleitoral. Ao deixar um seminário sobre segurança pública, no Superior Tribunal de Justiça (STJ), Moro disse que o inquérito está em andamento e não ainda foi concluído. O encontro do ministro com o presidente estava marcado na agenda de Bolsonaro para às 17h, no Palácio do Planalto. Também participaram do encontro o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, e os dois delegados responsáveis pela investigação. “O presidente é a vítima, é interessado na investigação. Então, vai ser apresentado a ele o resultado até o momento”, disse Moro. No mês passado, a PF pediu à Justiça Federal em Minas Gerais mais 90 dias para encerrar o inquérito que apura quem são os responsáveis pelo financiamento da defesa de Adélio Bispo de Oliveira, autor do ataque a faca contra o presidente. A defesa de Adélio afirma que ele agiu sozinho e que o ataque foi apenas “fruto de uma mente atormentada e possivelmente desequilibrada” por conta de um suposto problema mental.

Operação da PF desarticula quadrilha especializada em tráfico interestadual de drogas e lavagem de capitais

Share Button
Apreensão de carga com drogas durante a Operação Sarepta | Foto: Divulgação/PF

Apreensão de carga com drogas durante a Operação Sarepta | Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (26) operação para desarticular uma organização criminosa especializada em tráfico interestadual de drogas e lavagem de capitais, que atuava principalmente em Rondônia. Policiais federais dão cumprimento a três mandados de prisão preventiva, cinco mandados de prisão temporária, além de dezenove mandados de busca e apreensão, nas cidades de Porto Velho, Ariquemes, Alto Paraíso, Monte Negro e Rio Crespo, no estado de Roraima; Itabuna, Jequié e Camaçari, na Bahia, e São Paulo.

Além das prisões e buscas, a Vara de Delitos de Tóxicos de Porto Velho determinou o bloqueio de contas bancárias e bens dos investigados, e o sequestro de imóveis, veículos e gados (semoventes).
A PF informou que ao longo das investigações, iniciadas em janeiro de 2018, a identificou a apreensão de duas cargas de entorpecentes ocorridas nas cidades de Itabuna, no sul da Bahia, e São Paulo, totalizando aproximadamente 140 kg de cocaína. Conforme a PF, as drogas eram remetidas das cidades de Porto Velho e Ariquemes, em Rondônia, para os estados da Bahia e São Paulo, ocultas no interior de peças metálicas de chumbo preparadas exclusivamente para este fim. Com o intuito de burlar qualquer tipo de fiscalização, as cargas eram transportadas por empresas de boa-fé e sem participação no esquema.

De acordo com o que foi apurado, os investigados promoviam a lavagem do capital ilícito obtido com a venda das drogas com a aquisição de diversos imóveis, gados e veículos. Alguns caminhões comprados nesse esquema eram, inclusive, locados a órgãos públicos com o intuito de dar aparência de legalidade ao dinheiro ilícito no interior do estado de Rondônia.

Segundo a Polícia Federal, o principal investigado e líder do grupo criminoso, além de suas atividades com a compra e venda de gado e aluguel de máquinas adquiridas com o dinheiro ilícito, é proprietário de uma loja de aparelhos celulares na cidade de Ariquemes (RO), utilizada para a emissão de notas fiscais falsas e para a lavagem de capitais.

Os presos durante a operação, denominada Sarepta, responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

Notícias de Santaluz

Derrotados nas eleições, seis senadores receberão aposentadoria de até R$ 32 mil

Share Button

Por Estadão Conteúdo

O ex-senador Romero Jucá | Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O ex-senador Romero Jucá | Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Seis senadores que saíram derrotados das eleições de 2018 recorreram à Diretoria-Geral do Senado Federal para passar a receber suas aposentadorias de até R$ 32 mil já a partir deste mês. O Estado mostrou em janeiro que 26 senadores e 142 deputados e ex-deputados poderiam pedir aposentadoria a partir de fevereiro. Depois de 24 anos como senador, Romero Jucá (MDB-RR), pediu uma aposentadoria de R$ 23.151,77, quatro vezes o teto do INSS (R$ 5.839,45). O maior benefício será pago ao ex-senador Agripino Maia (DEM-RN), benefício de R$ 32.894,80. A reforma da Previdência que está no Congresso para ser votada por deputados e senadores propõe que políticos também cumpram a idade mínima, de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres, com 30% de pedágio sobre o tempo restante de contribuição. Novos eleitos estarão automaticamente no INSS, com extinção do regime atual. Hoje, os parlamentares podem se aposentar por meio de dois planos, com regras mais generosas do que as aplicadas aos trabalhadores da iniciativa privada. Um deles é o Instituto de Previdência dos Congressistas (IPC), que vale para parlamentares que ingressaram até 1997. O IPC dá direito a aposentadoria com 50 anos de idade, com benefício proporcional ao tempo de mandato. Oito anos de contribuição são suficientes para se obter 26% do salário de parlamentar. O benefício integral é concedido àqueles com 30 anos de contribuição. A outra modalidade, que reúne a maior parte dos habilitados, é o Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), que possui regras um pouco mais duras que o IPC e cujo benefício é sujeito ao teto do funcionalismo (R$ 39,2 mil). São necessários 60 anos de idade e 35 de contribuição. O benefício é proporcional aos anos de contribuição: a cada ano, é acrescido 1/35 do salário de parlamentar, equivalente a R$ 964.

Batida entre caminhão e carro deixa ao menos 6 mortos no norte da Bahia

Share Button

Por G1 BA

Caminhão envolvido em acidente com carro na cidade de América Dourada, no norte da Bahia | Foto: Central Notícia

Caminhão envolvido em acidente com carro na cidade de América Dourada, no norte da Bahia | Foto: Central Notícia

A batida entre um caminhão e um carro, ocorrida na noite de domingo (25), no norte da Bahia, deixou ao menos seis mortos, segundo informações da Polícia Militar. O acidente ocorreu na rodovia BA-052, em trecho da cidade de América Dourada. Ainda segundo informações da PM, seis pessoas morreram no acidente. A prefeitura da cidade, contudo, fala em sete mortos. A PM não tem detalhes de como ocorreu o acidente, mas disse que a batida foi frontal. Informações preliminares apontam que todos os mortos estavam no carro de passeio. Ainda não há detalhes sobre a identidade e idade das vítimas, mas conforme a polícia, testemunhas informaram que elas eram jovens. A polícia disse também que o motorista do caminhão não estava no local do acidente quando a guarnição chegou para atender a ocorrência. O veículo transportava carga de verdura. A área do acidente foi isolada pela PM e a Polícia Técnica foi acionada para perícia. Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica de Irecê, cidade a cerca de 51 km de América Dourada. Ainda não há detalhes sobre sepultamento. Por conta do acidente, a prefeitura de América Dourada emitiu nota de pesar e cancelou os festejos de emancipação do município, que está completando 34 anos.

Bebê de 8 meses é socorrida por policiais rodoviários após se afogar em balde na Bahia

Share Button

Por G1 BA

Soldados socorrem bebê afogado em balde após pais procurarem batalhão | Foto: Divulgação

Soldados socorrem bebê afogado em balde após pais procurarem batalhão | Foto: Divulgação

Uma bebê de 8 meses foi socorrida por policiais militares rodoviários após se afogar em um balde, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador. O atendimento ocorreu no Batalhão Rodoviário (BPRv) do distrito de Arembepe. Os pais da menina procuraram o posto porque a família é de Minas Gerais e não conhecia a região. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a bebê chegou no local desfalecida e com a face roxeada. A menina tinha se afogado na casa onde a família, que passa férias na Bahia, estava, no distrito de Monte Gordo. Os pais levaram a garota ao batalhão de carro. Não há detalhes de como ocorreu o afogamento. Ao chegar na unidade, a menina recebeu primeiros socorros de três soldados, identificados como Robson Azevedo, Francisco Santa Rita e Fábio Sena. Em seguida, a família foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Arembepe. Após ser atendida na unidade, a bebê foi transferida para o Hospital Geral de Camaçari (HGC), onde recebeu mais cuidados médicos e, conforme a SSP, já está fora de perigo. “Graças a Deus e ao trabalho de nossos policiais conseguimos reanimá-la e estabilizá-la até que chegasse a UPA. O pai da menina está lá no hospital com ela, que está fazendo alguns exames, e deixamos uma viatura de prontidão para apoiá-los”, explicou o tenente Rafael Nabuco, comandante do 2º Pelotão da 1ª Companhia.

Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Queimadas elege nova diretoria

Share Button
Associados participam de eleição de nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Queimadas | Foto: Divulgação

Associados participam de eleição da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Queimadas | Foto: Divulgação

Neste sábado (23), integrantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Queimadas (Straf) elegeram a nova diretoria para mandato de quatro anos. Cláudio Magno é o novo presidente, em substituição a Domício Araújo. Maria Raimunda Soares da Silva foi eleita nova vice-presidente da entidade.

A votação, que ocorreu na sede e zona rural do município teve a participação de 70,49% dos associados. 

Maria Raimunda e Cláudio Magno | Foto: Divulgação

Cláudio Magno e Maria Raimunda foram eleitos para mandato de quatro anos | Foto: Divulgação

A chapa encabeçada por Cláudio Magno e Maria Raimunda foi a única inscrita ao pleito e obteve 650 votos, o que representa 100% dos votos válidos.

“Quero agradecer imensamente a cada um que contribuiu para a eleição da nossa chapa. De agora em diante, contaremos com a ajuda de todos para fazer uma gestão democrática e participativa, com o objetivo de fortalecer ainda mais o sindicato. Pretendemos fazer a aproximação com os produtores rurais e fortalecer a luta por melhorias para a nossa classe”, afirma o presidente eleito.

O atual presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Queimadas, Domício Araújo | Foto: Divulgação

O atual presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Queimadas, Domício Araújo | Foto: Divulgação

Para o atual presidente do sindicato, Domício Araújo, os avanços conquistados durante os oito anos da sua gestão contribuíram para que os associados depositassem seu voto de confiança na chapa vencedora.

“Acredito que o nosso trabalho teve uma aceitação muito grande perante os associados, e foi por esse motivo que não tivemos chapa concorrente. Foram oito anos comandando, lutando e buscando melhorias para os produtores e o nosso desempenho foi comprovado nas urnas”, comemora Domício, ressaltando que todo o processo eleitoral foi acompanhado por uma comissão fiscalizadora.

Notícias de Santaluz

PF faz buscas em endereços ligados ao senador Ciro Nogueira, do PP

Share Button

Por TV Globo

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) durante sessão em comissão do Senado | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) durante sessão em comissão do Senado | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta sexta-feira (22) uma operação a partir de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) tendo como principal investigado o senador Ciro Nogueira (PP-PI), que também é presidente da legenda. A operação, batizada de Compensação, foi autorizada pela ministra Rosa Weber, do STF. A PF investiga supostos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro. O G1 falou com a assessoria do senador às 7h32 e aguarda uma resposta. Cerca de 30 policiais federais cumpriram na manhã desta sexta 7 mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina (PI), Brasília (DF) e São Paulo (SP), além de intimações para colher depoimentos de envolvidos. A PF fez buscas em residências e sedes de duas empresas ligadas ao senador. O inquérito foi aberto no STF em setembro do ano passado, por decisão do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato. O objetivo do inquérito é investigar o presidente do PP, senador Ciro Nogueira, o ex-ministro e atual prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), e os executivos da J&F Joesley Batista e Ricardo Saud. Fachin atendeu a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que quer apurar o envolvimento dos quatro em crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Conforme a PGR, o objetivo é investigar suposto pagamento de propina ao senador para que o partido apoiasse o PT em 2014, e em 2017, para que o PP não apoiasse o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia