WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Laboratório Checap drogaria_santana

:: ‘Destaque2’

Pregador de igreja é preso suspeito de manter mulher em cárcere privado na Bahia

Share Button
Foto: Reprodução/Radar64

Foto: Reprodução/Radar64

Um homem, de 34 anos, foi preso em Eunápolis, no sul da Bahia. De acordo com o site Radar 64, o suspeito, que é conhecido como pregador de igreja evangélica, é acusado de manter a esposa, de 18 anos, em cárcere privado. À polícia, a vítima contou que também sofria violência física e psicológica de Leones Pereira de Jesus. Ela declarou que já durante o namoro tinha sido agredida com socos e tapas, situação que continuou com o casamento. Os dois estavam juntos desde fevereiro deste ano. Ainda segundo o site, a jovem também afirmou que era proibida de falar com familiares e tinha de andar nas ruas de cabeça baixa. O marido, segundo ela, era muito ciumento. A denúncia que resultou na prisão do acusado ocorreu após denúncia da mãe da vítima. Leones foi encontrado dentro de casa. Ainda segundo a polícia, o acusado era pregador itinerante de igrejas evangélicas da região. Nas idas às igrejas, levava a esposa para cantar nos louvores.

Quase 4 milhões de trabalhadores com ensino superior não têm emprego que exige diploma

Share Button
Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini

Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini

O Brasil não tem dado conta de absorver todos os trabalhadores que fazem uma graduação em postos de trabalhos adequados. Hoje, quase 4 milhões de brasileiros que cursaram faculdade não encontram uma profissão que exija a conclusão do Ensino Superior. Atualmente, o Brasil tem 18,3 milhões de pessoas que terminaram a faculdade para 14,5 milhões de ocupações com exigência de curso de Ensino Superior. Segundo o G1, o levantamento foi realizado pela consultoria iDados, com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua. O número de trabalhadores com faculdade começou a superar a quantidade de vagas disponíveis no primeiro trimestre de 2014, quando a crise econômica começou a dar os primeiros sinais no país. Ao longo dos últimos anos, com o período recessivo e a lenta retomada, esse descasamento só aumentou. “Muita gente está tendo de trabalhar fora da sua área de formação, está acontecendo um desencontro”, diz Guilherme Hirata, pesquisador do iDados. “É um problema que tende a se agravar se a morosidade na economia continuar.” Embora os dados sejam negativos, cursar uma faculdade ainda é bastante vantajoso no país. Um trabalhador com mais anos de estudo sempre vai ter vantagem numa disputa por emprego, mesmo que a vaga não exija uma elevada qualificação. “Mesmo que o desemprego esteja afetando várias classes, ele ainda é menor entre quem tem ensino superior completo”, afirma o professor titular da Cátedra Ruth Cardoso no Insper, Naercio Menezes.

Cineasta causa revolta ao dizer que estupro ‘sem violência’ deveria ser legalizado

Share Button
O cineasta indiano Daniel Shravan | Foto: Reprodução

O cineasta indiano Daniel Shravan | Foto: Reprodução

O cineasta indiano Daniel Shravan causou revolta em seu país natal ao fazer um post no Facebook afirmando que estupro “sem violência” deveria ser legalizado. O diretor de cinema também declarou que mulheres com mais de 18 anos deveria ser “educadas sobre estupro” e “jamais deveria negar o prazer sexual de um homem”. De acordo com informações da revista Monet, a declaração de Shravan ocorreu em um momento de comoção na Índia, após a vaterinária Priyanka Reddy, de 27 anos, ser encontrada morta embaixo de uma ponte na cidade de Hyderabad. Sobre o ocorrido, o cineasta afirmou: “Estupro não é algo sério, mas assassinato é inaceitável”. “O governo deveria legalizar o estupro sem violência para a segurança das mulheres”, declarou o diretor de cinema, ainda sugerindo que o governo distribua preservativos a estupradores para que eles possam cometer seus crimes. Vale lembrar que a Índia é um dos países com um dos maiores índices de estupro e abusos contra mulher no mundo. “Os estupradores não estão encontrando formas de suprir seus desejos sexuais e isso resulta em desejos assassinos. Um pensamento malígno provoca o crime. Seria melhor se a mulher aceitasse o sexo”, escreveu. O cineasta apagou sua publicação após o início de uma campanha pedindo o boicote aos seus filmes. Enquanto Shravan desapareceu das redes sociais, apagando todas suas contas e perfis, a mãe do cineasta deu uma entrevista a um canal de YouTube lamentando as declarações do filho, dizendo acreditar que ele estaria arrependido e pedindo que ele venha a público pedir desculpas por suas afirmações.

11% dos brasileiros já perderam dinheiro em esquemas de investimentos fraudulentos, aponta pesquisa

Share Button
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A promessa de investimentos com retorno financeiro muito acima da média pode levar investidores menos cuidadosos a optar por modalidades que, na prática, acabam se revelando fraudulentas. É o que revela a pesquisa “Fraudes em Investimentos no Brasil”, conduzida pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Os dados mostram que 11% dos internautas brasileiros afirmam já terem perdido dinheiro em esquemas fraudulentos.

As principais ocorrências se deram em esquemas de pirâmide (55%), golpe de seguradora, onde supostamente o investidor receberia uma determinada quantia mediante pagamento de taxas ou despesas (19%) e golpe das ações ou fundos antigos de aposentadoria esquecidos, com exigência de pagamento antecipado de supostas taxas ou despesas (16%).

“Pirâmide financeira, falsos fundos e fraudes envolvendo investimentos sempre começam com a promessa de altos ganhos de dinheiro rápido e fácil. E esses ganhos costumam ser bem acima da média das aplicações e investimentos tradicionais. Em todos os casos, três fatores costumam andar juntos: o excesso de confiança, a ganância ou a ingenuidade do investidor, aliada à negligência para checar a veracidade das informações, o que acaba facilitando a ação dos fraudadores”, comenta o presidente da CNDL, José Cesar da Costa.

Segundo a CNDL, a pesquisa ouviu 917 pessoas residentes em todas as capitais do país, homens e mulheres, com idade igual ou maior a 18 anos, das classes econômicas A/B/C. De acordo com os entrevistados, a maioria tomou conhecimento dos investimentos, principalmente, pelos anúncios na internet (36%). Enquanto 34% afirmaram que foi por indicação de parentes e amigos, 16% disseram que foi por informes recebidos por e-mail e 16% por recomendação de um profissional ou consultoria contratado.

“É fundamental verificar a procedência de corretoras, bancos e agências de investimento, se a instituição está registrada junto a CVM, além de consultar o Banco Central e a B3”, destaca Costa.

Mega-Sena, concurso 2.213: apostador do RJ leva sozinho R$ 51 milhões

Share Button
Foto: Marcelo Brandt/G1

Foto: Marcelo Brandt/G1

Uma aposta de São Gonçalo (RJ) levou sozinha o prêmio de R$ 51.119.263,33 do concurso 2.213 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta (4) em São Paulo (SP). Veja as dezenas sorteadas: 05 – 07 – 10 – 32 – 46 – 60. Segundo o G1, a quina teve 96 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 39.952,83. A quadra teve 7.360 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 744,46. O próximo concurso (2.214) será no sábado (7). O rateio ainda não foi divulgado pela Caixa. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Senado aprova projeto que altera aposentadoria dos militares

Share Button
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Em sessão nesta quarta-feira (4), o Senado aprovou o projeto de lei que altera as regras para a aposentadoria dos militares. Agora, o texto segue para sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro. Inicialmente, o texto enviado pelo Palácio do Planalto tratava apenas das Forças Armadas, mas a tramitação na Câmara culminou na inclusão de policiais militares e bombeiros dos estados. Com isso, o governo estima uma economia de R$ 97,3 bilhões com a reforma. Mas a reestruturação das carreiras vai gerar um custo de R$ 86,85 bilhões, reduzindo a economia líquida para R$ 10,4 bilhões. Outras mudanças importantes são no tempo de serviço na ativa, que passa de 30 para 35 anos, e na alíquota de contribuição, que em 2020 será de 9,5% e, a partir de 2021, de 10,5%. Quanto aos bombeiros e policiais, segundo o G1, o texto prevê a integralidade do benefício com base no valor da remuneração do agente quando ele for para a inatividade; a paridade que permite que os benefícios dos inativos sejam reajustados quando houver reajuste para os militares da ativa; o policial ou bombeiro reformado por invalidez também receberá o benefício integral, calculado com base na remuneração do posto ou graduação que tiver quando a transferência para a inatividade for efetivada; paridade e integralidade na pensão dessas categorias; alíquota igual à aplicável às Forças Armadas; estados ficam autorizados a estabelecer alíquotas previdenciárias para as duas categorias a partir de 2025; e as normas gerais de inatividade e pensão dos policiais e bombeiros devem ser ajustadas sempre que houve mudança nas regras das Forças Armadas.

Em 4 meses, pente-fino no INSS suspendeu ou cancelou 261 mil benefícios

Share Button

Por Exame, com Agência O Globo

Foto: Márcia Foletto

Foto: Márcia Foletto

O pente-fino no INSS, previsto na medida provisória antifraude (MP) 871, que permitiu uma operação especial de análise de processos com suspeitas de irregularidade, resultou no cancelamento e na suspensão de 261,3 mil benefícios em quatro meses de trabalho. Segundo dados do INSS, a medida já resultou em uma economia de R$ 336 milhões e, em um ano, chegará a R$ 4,3 bilhões. Ao editar a Medida Provisória antifraude, em janeiro deste ano, o governo projetava uma economia de pouco mais de R$ 10 bilhões neste ano. Há casos de pessoas com salário superior a R$ 15 mil que recebiam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), distribuído a idosos e deficientes de baixa renda, há anos, resultando em prejuízo aos cofres públicos. Pessoas mortas que continuavam recebendo os valores mensais e servidores estaduais e municipais que ganhavam o benefício assistencial voltado à baixa renda são as irregularidades mais comuns. Convertida em lei em junho deste ano, a MP antifraude reduziu o prazo para que cartórios comuniquem o INSS sobre novos registros de certidões de óbito, de 40 dias para 24 horas. Com o prazo anterior, o governo acabava desembolsando até dois meses de benefício após a morte até que houvesse a suspensão do repasse.

Grupo com farda da Polícia Civil é preso após tentar sequestrar empresário no sul da Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Cinco pessoas foram presas após se passarem por policiais para sequestrar um empresário em Teixeira de Freitas, cidade do sul da Bahia, na manhã desta quarta-feira (4). Conforme Valéria Chaves, coordenadora da Polícia Civil da região, os criminosos usaram a farda e distintivo da Polícia Civil durante a ação. O caso ocorreu por volta das 9h. O grupo foi até a casa da vítima, afirmando que cumpria um mandado de busca e apreensão. Mesmo assim, não conseguiu sequestrar o homem. A polícia não soube informar, no entanto, o que impediu o sequestro. Ainda segundo a coordenadora, os criminosos então seguiram a bordo de um carro e, quando chegavam a um posto de gasolina, foram abordados pela polícia. Houve troca de tiros entre eles, mas ninguém ficou ferido. As cinco pessoas foram presas e levadas para a delegacia da cidade. O caso é acompanhado pela Polícia Civil de Teixeira de Freitas.

Padaria em Salvador disponibiliza pães gratuitos para pessoas carentes: ‘Não é justo a pessoa não levar seu pão’

Share Button

Por TV Bahia

Foto: Reprodução/TV Bahia

Foto: Reprodução/TV Bahia

“Não é justo a pessoa chegar aqui na porta e não levar seu pão”. A afirmação é de Cleidson Abreu, sócio de uma padaria localizada no subúrbio de Salvador que, para tentar ajudar os que não têm o que comer, disponibiliza diariamente pães de graça para as pessoas carentes. Todos os dias, 16 sacolas com cinco pães são doados, totalizando 80 pães por dia. As sacolas com o alimento são colocadas em um balcão na entrada da padaria, onde há um cartaz que diz: “Se hoje você não tiver dinheiro para comprar o pão, pode retirar o seu aqui”. “A gente percebe que tem muitas famílias carentes, que não têm a condição de comprar o pão do dia a dia. Então a gente sempre deixa disponibilizado aqui um saquinho com cinco pães, e a pessoa pode passar e pegar sem se identificar. Não precisa agradecer… É só passar, pegar e ir para casa tomar seu café”, diz Cleidson. A ação fez o estabelecimento ganhar repercussão entre os moradores da região e até nas redes sociais. “A gente quer trazer a doação com a inovação. Somos empreendedores novos, que trabalhamos no projeto de inovar. Inovar com doar é o casamento perfeito”, disse Érica Abreu, também dona da padaria. Cleidson Abreu conta que tem ficado feliz com o resultado da ação e que se emociona a cada dia com o carinho que recebe das pessoas que pegam os pães. “O que mais toca aqui é a resposta das crianças”, concluiu.

Uso de maconha medicinal é aprovado pela Anvisa

Share Button
Anvisa aprovou por unanimidade a legalização da maconha para fins medicinais | Foto: Victoria Bee Photography/Getty Images)

Anvisa aprovou por unanimidade a legalização da maconha para fins medicinais | Foto: Victoria Bee Photography/Getty Images

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (3), por unanimidade, o novo regulamento para o uso de produtos à base de Cannabis [maconha] para fins medicinais no Brasil. Segundo a agência, a regulamentação aprovada será publicada em breve no Diário Oficial da União (DOU) e com vigência para 90 dias após a publicação. De acordo com a revista Veja, o texto aprovado hoje dispõe sobre os procedimentos para a concessão de autorização sanitária para a fabricação e a importação desses produtos, assim como determina requisitos para comercialização, prescrição, dispensação, monitoramento e fiscalização de produtos de Cannabis para fins medicinais. O novo regulamento ainda exige, para fins de fabricação e comercialização, além da autorização de funcionamento específica, o Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF) emitido pela própria Anvisa. A empresa requisitante também deve ter dados e informações técnicas, em versão sempre atualizada, que comprovem a qualidade, limites de especificação e métodos de controle de qualidade, bem como estudos de estabilidade e relatórios periódicos de avaliação de uso.







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia