WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

:: ‘Destaque3’

Mundo registra maior nº diário de mortes por Covid, e total de vítimas passa de 1,4 milhão

Share Button

Por G1

 Foto: Willy Kurniawan/Reuters

Foto: Willy Kurniawan/Reuters

O mundo registrou um novo recorde diário de mortes por Covid, e o total de vítimas ultrapassou a marca de 1,4 milhão, aponta balanço da Universidade Johns Hopkins nesta quarta-feira (25). Foram 12.785 óbitos na terça-feira (24), que superaram a marca anterior de 11.840 mortes registradas na sexta-feira (20).

O mundo teve por quatro dias seguidos mais de 11 mil vítimas do novo coronavírus na semana passada, segundo o balanço da universidade. Foram 200 mil novas mortes em 23 dias.

A universidade americana tem um painel em tempo real que monitora o avanço da pandemia em todo o mundo. Ele é abastecido com dados oficiais, que podem ser revisados e alterados.

Nos últimos dias, os Estados Unidos superaram as 250 mil mortes, o Brasil passou de 170 mil óbitos e o México se tornou o quarto país do mundo a ultrapassar a marca de 100 mil vítimas. O terceiro foi a Índia.

País mais afetado do mundo, os EUA registraram 2.146 novas mortes nas últimas 24 horas, o maior número desde 6 de maio. O maior número de vítimas (2.609) foi registrado em de 15 de abril.

Os países com mais óbitos são:

Estados Unidos: 259 mil;

Brasil: 170 mil;

Índia: 134 mil;

México: 102 mil;

Reino Unido: 55,9 mil;

Itália: 51,3 mil;

França: 50,3 mil;

Irã: 45,7 mil;

Espanha: 43,6 mil;

Argentina: 37,3 mil.

Reuniões familiares em festas de fim de ano não são aposta segura, afirma OMS

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Freepik

Foto: Freepik

Reuniões familiares nas festas de fim de ano, como natal e ano novo, não são a aposta mais segura para as famílias, se quiserem impedir a disseminação do novo coronavírus. Foi o que recomendou nesta terça-feira (24) a Organização Mundial da Saúde (OMS). “Em algumas situações, a difícil decisão de não ter uma reunião familiar é a aposta mais segura”, disse a líder técnica da OMS, Maria Van Kerkhove. Vale lembrar que o Brasil já possui mais de 6 milhões de casos do novo coronavírus, enquanto a Europa vivencia uma segunda onda da doença. Também nesta segunda, Soumya Swaminathan, cientista-chefe da organização afirmou que as notícias sobre os resultados da vacina contra o novo coronavírus produzida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório britânico AstraZeneca são encorajadoras. “Esperamos ver os dados, como fazemos com outros resultados promissores das últimas semanas”, afirmou. O imunizante pode ser cerca de 90% eficaz, anunciou a AstraZeneca, além de ser mais fácil de distribuir e ser armazenado do que as produzidas por outros laboratórios.

Dois apartamentos pegam fogo e ficam destruídos em Feira de Santana

Share Button

Por TV Subaé

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Dois apartamentos foram destruídos em um incêndio nesta segunda-feira (23), no Condomínio Residencial Bela Vista I, do programa Minha Casa, Minha Vida, no bairro do Tomba, em Feira de Santana. O fogo atingiu os dois imóveis que ficam no terceiro andar do prédio. Os moradores perderam todos os pertences que estavam nos apartamentos. Os bombeiros foram chamados e conseguiram evitar que o fogo se alastrasse e destruísse todo o prédio. Ainda não se sabe a causa do incêndio, mas os moradores acreditam que pode ter sido causado por um curto-circuito. Não houve feridos.

Líderes do G20 firmam compromisso de garantir acesso global a vacina contra Covid-19

Share Button
Foto: Freepik

Foto: Freepik

Os líderes das 20 maiores economias mundiais se comprometeram a não poupar esforços para fornecer medicamentos, testes e vacinas contra a covid-19 de maneira acessível e justa para “todas as pessoas”. A promessa foi feita neste domingo (22), na cúpula do G20, em meio a preocupações em torno da possibilidade de que a pandemia possa aprofundar as desigualdades entre ricos e pobres.  “A pandemia de covid-19 e seu impacto sem precedentes em termos de vidas perdidas, meios de subsistência e economias afetadas foram um choque sem paralelo que revelou vulnerabilidades em nossa preparação e resposta, ressaltando nossos desafios comuns”, disse o comunicado final do encontro. Segundo a Agência Brasil, ficou acertado que as nações do G20 trabalharão para “proteger vidas, fornecer apoio com foco especial nos mais vulneráveis e colocar nossas economias de volta no caminho para restaurar o crescimento, proteger e criar empregos para todos”. Em relação a vacinas, testes e tratamentos, os líderes garantiram que não pouparão esforços “para garantir o acesso equitativo e acessível a todas as pessoas”.

Impulsionado pelas mulheres, consumo de bebida alcoólica cresce entre brasileiros em 2019

Share Button
Foto: Freepik

Foto: Freepik

Os brasileiros estão consumindo mais bebidas alcoólicas. Ou melhor, as brasileiras: 17% das mulheres adultas afirmaram ter bebido uma vez ou mais por semana em 2019. O índice é 4,1 pontos percentuais maior do que era em 2013 (12,9%). Puxado por esse aumento entre as mulheres, 26,4% da população adulta afirmou ter bebido semanalmente em 2019 contra 23,9% em 2013. Esse é um dos resultados apresentados pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), divulgada na quarta-feira (18) pelo IBGE, em convênio com o Ministério da Saúde, com dados sobre a percepção do estado de saúde, estilos de vida, doenças crônicas e saúde bucal. Entre os homens, a variação não foi tão significativa: 36,3% para 37,1%, entre 2013 e 2019. No comparativo por faixa etária (ambos os sexos), a maior proporção de pessoas que beberam pelo menos uma vez na semana foi de adultos com 25 a 39 anos (31,5%), seguida de perto por jovens de 18 a 24 anos (30,4%). Apenas 17% dos idosos de 60 anos ou mais consomem bebida alcoólica no Brasil, a faixa com o menor resultado. Já no comparativo por faixas de rendimento per capita, nota-se um padrão: quanto maior o rendimento, maior a proporção de pessoas que consomem bebida alcoólica. O índice começa com 18,6% entre os sem rendimento, chega a 27,8% entre os que estão na faixa de mais de 1 a 2 salários e dispara entre os que ganham mais de 5 salários: 49%. Para Gustavo Geaquinto Fontes, analista do IBGE, tal padrão não se resume só ao preço dos produtos, afinal, há bebidas alcoólicas baratas. “O acesso ao consumo influencia, claro, mas não dá para cravar o quão determinante é. Tem a ver com estilo de vida de pessoas com maior renda também”, afirma.

Notícias de Santaluz

Lote com as primeiras 120 mil doses da vacina CoronaVac chega a São Paulo trazido da China

Share Button

Por G1 SP

Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O governo do estado de São Paulo recebeu na manhã desta quinta-feira (19) as 120 mil primeiras doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19. O material foi importado da China e desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan. O governador João Doria (PSDB), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, e o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchtey, acompanharam a chegada do lote, que foi trazido em um voo da China que desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo. A CoronaVac é uma das quatro candidatas a vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) que estão sendo testadas no Brasil. O governo de São Paulo firmou acordo para a compra de 46 milhões de doses e para a transferência de tecnologia para o Instituto Butantan. Para ser aplicada na população, a vacina ainda precisa ser autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Isso só pode ocorrer após a conclusão da realização de testes. Atualmente, a CoronaVac está na terceira e última fase de testes, quando é avaliada em humanos. O estudo mais recente sobre a vacina aponta que ela mostrou segurança e resposta imune satisfatória durante as fases 1 e 2 de testes. Não há ainda, no entanto, estudos conclusivos sobre a fase 3 dos testes.

Aliados de Bolsonaro defendem planejamento do governo para enfrentar eventual segunda onda da Covid-19

Share Button

Por Valdo Cruz – via G1

Bolsonaro acompanhado do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello | Foto: Carolina Antunes/PR

Bolsonaro acompanhado do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello | Foto: Carolina Antunes/PR

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro e parte de sua equipe minimizam a possibilidade de uma segunda onda da Covid-19 no Brasil, aliados do presidente estão preocupados com o risco de o governo não tomar as medidas necessárias e defendem que o Ministério da Saúde elabore desde já uma estratégia para enfrentar esse cenário.

Até aqui, o presidente já disse que falar de uma segunda onda no Brasil é “conversinha” e até sua equipe econômica divulgou que as chances de isso acontecer são “baixíssimas” e que já teríamos atingido a imunidade de rebanho, algo que é contestado pelos especialistas.

Esse discurso do Palácio do Planalto e do Ministério da Economia despertou preocupação entre aliados do presidente no Congresso, que já estão se articulando para manter contatos com as autoridades da área da Saúde, entre elas algumas do próprio ministério e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para tentar garantir um planejamento.

A expectativa é que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que contraiu a Covid-19 e passou por um tratamento difícil, mas já está recuperado, esteja bem mais sensível à necessidade de adotar medidas de prevenção para o caso de um agravamento da crise sanitária no país. Neste momento, a taxa de transmissão do coronavírus voltou a aumentar, preocupando especialistas da área.

Candidato comemora vitória antes da hora e faz até carreata, mas acaba derrotado em cidade de Goiás

Share Button
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Porangatu, no norte de Goiás, vivenciou uma situação inusitada na noite de domingo (15). O candidato a prefeito Marcio Luis, do MDB, saiu em carreata por ruas da cidade para comemorar, antecipadamente, a vitória. No entanto, durante a apuração das últimas urnas, o jogo virou, e a candidata Vanuza Valadares (Podemos), que estava em segundo lugar, venceu a eleição com a diferença de 45 votos. Depois do resultado oficial com 100% das urnas apuradas, Marcio Luis publicou vídeos em rede social ironizando a situação e reconhecendo a prefeita eleita. “Os resultados apontavam no sentido da nossa vitória. Já dizia o ditado: ‘Contou com a vitória antes da hora’. Peço desculpa a todos, mas foi realmente o que se apresentava. Todos noticiaram. Nós fizemos uma linda carreata. Não foi o resultado que esperávamos, mas foi o resultado que temos que respeitar”, disse o candidato, em meio a risos. Vanuza Valadares teve 7.668 votos, o que corresponde a 34,88% do eleitorado, e será a primeira mulher a ocupar o Executivo da cidade. Já Marcio Luis obteve 7.623 votos, que lhe rendeu 34,68% dos eleitores.

Coronavac produz anticorpos contra Covid em 97% dos participantes, aponta estudo

Share Button

Por Folhapress

Foto: GOVESP

Foto: GOVESP

A vacina contra a covid-19 da fabricante chinesa Sinovac é segura e tem capacidade de produzir resposta imune no organismo 28 dias após sua aplicação em 97% dos casos, segundo um artigo revisado por pares e publicado nesta terça-feira (17) na revista científica “Lancet Infectious Diseases”.

Os resultados são fruto da análise dos ensaios clínicos de fase 1 e 2 conduzidos na China nos meses de abril e maio com 744 voluntários saudáveis de 18 a 59 anos e sem histórico de infecção pelo coronavírus (Sars-CoV-2).

Embora a vacina Coronavac já esteja em fase 3 de teste (a última antes da aprovação) em humanos em diversos países, incluindo o Brasil, onde o imunizante é testado em parceria com o Instituto Butantan, trata-se da primeira publicação oficial dos testes das fases anteriores. Todas as outras vacinas em fase 3 já tinham tido seus resultados de fase 1 e 2 publicados.

Na última semana, as farmacêuticas Pfizer e Moderna divulgaram resultados preliminares e animadores mais avançados, de fase 3, com base em análise interina de dados. Ambas apresentaram eficácia acima de 90%, mas os detalhes não foram publicados em revista científica por enquanto.

O estudo randomizado, duplo-cego e controlado (considerado o padrão ouro, porque divide os participantes de forma aleatória em grupos, sem que saibam se estão tomando a vacina ou um placebo, para evitar viés) apresentou bons resultados, com a produção de anticorpos já verificada após 14 dias, com o pico de produção aos 28 dias.

Líder diz que órgãos de controle agem politicamente e atrapalham articulação do governo

Share Button

Por G1

Foto: Alan Santos/PR

Foto: Alan Santos/PR

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), disse nesta terça-feira (17) que os órgãos de controle do país agem politicamente e atrapalham a articulação política do governo no Congresso. De acordo com Barros, o problema acontece porque Ministério Público (MP), Tribunal de Contas da União (TCU), Poder Judiciário e Controladoria Geral da União (CGU) contestam atos “sem fundamento” e impedem a liberação de verbas pelo governo para que deputados apliquem em suas bases eleitorais. “Há um ativismo político desses órgãos. E eles, quando percebem uma decisão que não vai ao encontro de seu ideal, eles a contestam, mesmo sem fundamento e sem razão. Causam enorme dano, enorme prejuízo, atrasam entrega dos benefícios que a sociedade precisa receber e nunca são punidos por isso”, afirmou. Barros disse que uma das principais dificuldades da articulação política no momento está ligada ao “apagão das canetas”. Segundo ele, a “atuação predatória” dos órgãos de controle constrange funcionários públicos e atrasam a entrega de benefícios à sociedade. “A gente inicia um processo de compra, uma licitação de uma obra, e se passam anos até que se consiga entregar aquele benefício, muitas vezes passa o mandato daquele parlamentar”, disse o líder do governo na Câmara. Barros ressaltou ainda que os responsáveis pelos órgãos de controle cometem “erros crassos” e nunca respondem judicialmente por isso. “São os inimputáveis que nós infelizmente temos assistido aqui no nosso país”, acrescentou.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia