WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Laboratório Checap drogaria_santana

:: ‘Destaque3’

Acidente entre carreta e ônibus que levava pacientes para consultas deixa feridos na BR-101

Share Button

Por G1 BA

O veículo tinha 29 pessoas que seguiam para consultas médicas em Salvador | Foto: Blog Voz da Bahia

O veículo tinha 29 pessoas que seguiam para consultas médicas em Salvador | Foto: Blog Voz da Bahia

Vinte e três pessoas ficaram feridas durante uma colisão entre um ônibus da Secretaria de saúde de Laje e uma carreta, na madrugada desta quinta-feira (17), na BR-101, em Laje, a cerca de 235 km de Salvador. De acordo com a polícia, o acidente aconteceu por volta de 1h desta quinta, quando os veículos colidiram próximo ao entroncamento da cidade. Com o impacto, o ônibus despencou de uma ponte e caiu no matagal. A polícia não soube informar a causa do acidente. Vinte nove pessoas estavam no veículo na hora do acidente. Os passageiros seguiam para consultas médicas em Salvador. Dois dos feridos foram levados para o Hospital Regional de Laje, enquanto os outros 21 feridos foram encaminhados para uma unidade hospitalar de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano. A polícia informou também que o motorista da carreta fugiu do local. O G1 disse que entrou em contato com a prefeitura de Laje, mas até a publicação da reportagem não obteve retorno.

Ministro do STF suspende investigação sobre Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Share Button

Por O Globo

Foto: Reprodução/ O Globo

Foto: Reprodução/ O Globo

O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro obteve na quarta-feira uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender as investigações sobre as movimentações atípicas envolvendo Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu gabinete. Na reclamação feita ao Supremo, Flávio argumentou que deveria ser processado no STF pelo fato de que assumirá o mandato no Senado em poucos dias. A decisão é do ministro Luiz Fux, que decidiu pela suspensão da investigação por entender que cabe ao relator sorteado no STF, ministro Marco Aurélio, decidir em que foro o caso deve prosseguir. O caso corre em sigilo. A partir de fevereiro, Flávio passa a ter foro privilegiado no STF, mas a Corte terá que analisar o destino do processo de acordo com a nova regra decidida no ano passado de que só ficam no Supremo casos que aconteceram durante o mandato e em razão da função parlamentar. O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) informou nesta quinta-feira que “em razão de decisão cautelar” foi determinada a suspensão do procedimento “até que o Relator da Reclamação se pronuncie”. Queiroz faltou a quatro depoimentos convocados pelo Ministério Público. A família dele também não foi prestar depoimento nas datas marcadas.

Brasil vive ‘epidemia’ de casos de violência doméstica, diz ONG

Share Button

Por G1

Violência contra a mulher gera concessões de medidas protetivas | Foto: Doidam10/Freepik

Violência contra a mulher gera concessões de medidas protetivas | Foto: Doidam10/Freepik

O Brasil enfrenta uma epidemia de violência doméstica e a superlotação do sistema carcerário, aponta a ONG Human Rights Watch. Nesta quinta-feira (17), a ONG divulgou os resultados de um relatório anual sobre problemas no respeito aos direitos humanos em 90 países. O estudo destaca o problema da violência generalizada contra as mulheres no Brasil. Ele indica que a polícia não investiga devidamente milhares de casos de agressões, de maneira que muitos dos responsáveis não são processados. No fim de 2017, mais de 1,2 milhão de casos estavam pendentes nos tribunais. O diretor para a divisão das Américas da Human Rights Watch, José Miguel Vivanco, denunciou ao Bom Dia Brasil uma “epidemia de violência contra a mulher”. Segundo ele, a Lei Maria da Penha, de 2006, é uma das melhores do mundo para combater esse tipo de violência, mas a estrutura precária não consegue fazer com que ela seja aplicada como deveria. “Lamentavelmente, podemos dizer que no Brasil há uma epidemia de violência doméstica, que não é suficientemente abordada, protegida, atendida pela parte do Estado”, afirmou Vivanco ao Bom Dia Brasil . O relatório cita dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública que indicam 4.539 mortes de mulheres em 2017, sendo que a polícia registrou 1.133 como feminicídios (ou seja, casos em que a morte da mulher foi motivada pela condição de gênero). O relatório aponta que o número de feminicídios está provavelmente subnotificado. Em todo o país, onde vivem mais de 200 milhões de habitantes, o número de casas que oferecem acolhimento para as mulheres vítimas de violência caiu de 97 para 74.

Após flexibilização da posse, deputados querem facilitar o porte de armas de fogo

Share Button
Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

Um grupo de deputados federais se articula para viabilizar a aprovação de um projeto de lei que flexibiliza o porte de armas. De acordo com informações da jornalista Julia Duailibi, os deputados da chamada bancada da bala querem aproveitar a disposição do governo em tratar o assunto. Nesta terça-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto flexibilizando as regras para a posse de armas. No entanto, é necessária uma mudança na legislação, alterando o Estatuto do Desarmamento, para facilitar o porte. O Estatuto do Desarmamento permite o porte de armas apenas em casos específicos, como ser integrante das Forças Armadas, de órgãos de segurança pública ou de empresa de segurança privada. A expectativa da bancada da bala é revogar essa legislação e criar regras mais flexíveis para o uso de armas de fogo.

PT e PSOL pretendem recorrer ao STF para tentar derrubar decreto de posse de armas

Share Button
Foto: Nelson Jr./STF

Foto: Nelson Jr./STF

O PT e o PSOL, oposição ao governo federal, pretendem tentar derrubar o decreto que regulamenta e flexibiliza a posse de armas no Brasil, assinado nesta terça-feira (15) pelo presidente da República Jair Bolsonaro. De acordo com O Globo, os partidos anunciaram que vão tentar suspender o novo texto recorrendo ao Supremo Tribunal Federal (STF) e também com uma medida a ser apresentada ao Congresso Nacional. De acordo com o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (PT-RS), a sigla vai ingressar ainda nesta semana com a ação em que questiona a constitucionalidade da medida ao STF. “Nós entendemos que esse decreto extrapola os limites da lei. Vamos entrar com o projeto de decreto legislativo (no Congresso, para revogar a medida), mas vamos também ao Judiciário”, disse Pimenta. “[A medida] extrapola as competências previstas na legislação ao Poder Executivo de regulamentar aquilo que a lei prevê. Ela invade competências do Poder Legislativo. Portanto, esta matéria não pode ser tratada por decreto”, argumentou o petista.

Wagner é contra PT apoiar candidatura de Rodrigo Maia à presidência da Câmara

Share Button
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

O senador eleito Jaques Wagner é contra o seu partido apoiar a candidatura de Rodrigo Maia (DEM) à presidência da Câmara dos Deputados, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. De acordo com a publicação, Wagner quer o PT longe do DEM do prefeito de Salvador, ACM Neto, que preside a sigla no âmbito nacional. Na semana passada, Maia rebateu as declarações da presidente do PT, senadora e deputada eleita Gleisi Hoffmann, de que o partido não apoiará a reeleição dele em fevereiro. “A Gleisi diz que não vai me apoiar. Então, enquanto o PT não se resolver, eu não procuro mais o partido”, afirmou, em entrevista ao G1.

Homem é preso com mais de 100 pés de maconha orgânica em sítio na Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Um homem foi preso com 105 pés de maconha orgânica, na manhã desta segunda-feira (14), em um sítio localizado às margens da BA-001, na zona rural da cidade de Alcobaça, no extremo sul da Bahia, segundo informações da Polícia Militar. Conforme a PM, a droga foi encontrada após denúncias de tráfico no local. Na propriedade, além da plantação, foi achado material de instrução sobre a produção orgânica da maconha, informou a polícia. Conforme a PM, com o suspeito, foram encontradas também oito potes com sementes da droga, duas balanças e uma quantidade da maconha prensada. O homem e o material apreendido foram levados para a delegacia da cidade. Ele foi autuado por tráfico de drogas. A polícia não detalhou a idade do suspeito e nem se ele já tinha outras passagens por crimes.

Suspeito de matar garoto de 8 anos é executado com 20 tiros em imóvel onde se escondia

Share Button

Por G1 BA

Garoto de oito anos morreu após ser baleado em ataque a tiros contra o tio dele na Bahia | Foto: Reprodução/Facebook

Garoto de oito anos morreu após ser baleado em ataque a tiros contra o tio dele na Bahia | Foto: Reprodução/Facebook

O suspeito de balear e matar o garoto Joelson Neto França de Oliveira, de 8 anos, na cidade de Eunápolis, no sul da Bahia, foi morto a tiros por homens que invadiram a casa onde ele estava escondido, na madrugada desta segunda-feira (14). Segundo informações da Polícia Civil, cerca de oito homens invadiram a casa onde o jovem estava escondido, levaram ele para o lado de fora do imóvel e o mataram com cerca de 20 tiros. Ele foi identificado como João Vitor Fonseca Cardim, de 20 anos. O caso está sob investigação da Polícia Civil, que informou que a morte de João Vitor pode ter sido uma represália por ele ter matado o garoto Joelson, ou o crime pode se tratar de uma “queima de arquivo”. Após matar o menino de 8 anos, João Vitor chegou a acompanhar o velório da criança. O crime aconteceu no início do mês, quando o garoto estava em um bar com o tio, que era o alvo dos disparos. A suspeita é de que João Vitor tenha agido a mando de um traficante, em uma cobrança de R$ 400 de uma dívida de drogas. O tio da vítima e alvo dos disparos, Iago França dos Anjos, de 24 anos, também foi baleado na ação. Na época, ele foi levado para o Hospital Regional de Eunápolis. Não há informações sobre se ele já recebeu alta médica. Iago prestou depoimento à polícia e contou que contraiu a dívida ao atuar no tráfico de drogas. Ele disse que não atua mais no tráfico e que quitou a dívida semanas antes do ataque.

Bolsonaro fala mal do PT para não falar do Queiroz, diz Gleisi

Share Button

Por Folhapress

A presidente do PT, Gleisi Hoffman (PR) | Foto: Agência Senado

A presidente do PT, Gleisi Hoffman (PR) | Foto: Agência Senado

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, rebateu a crítica do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que, ao comentar a prisão de Cesare Battisti, classificou o partido como corrupto. “Ao invés do Bolsonaro falar tanto do PT deveria se empenhar em acertar seu governo que comete erros em série. Mas entendo, falar mal do PT é pra não falar do Queiroz, do caixa dois do Onix, das nomeações de parentes e amigos”, disse Gleisi Hoffmann. A petista se referiu a Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar alvo do Coaf, que apontou movimentação suspeita de R$1,2 milhão, com repasse de R$ 24 mil à primeira-dama, Michelle Bolsonaro. O presidente diz que o valor foi pagamento de um empréstimo. Bolsonaro se manifestou na manhã deste domingo (13) pelas redes sociais. “Parabéns aos responsáveis pela captura do terrorista Cesare Battisti! Finalmente a justiça será feita ao assassino italiano e companheiro de ideais de um dos governos mais corruptos que já existiram do mundo (PT).”

Salário mínimo volta a ‘ganhar’ da inflação após 2 anos

Share Button

Por G1

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Valor foi reajustado pelo governo em 4,61% no dia 1º de janeiro e subiu para R$ 998 | Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O salário mínimo teve aumento real (descontada a inflação) de 1,14% em 2019, segundo a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade). Foi o primeiro ganho frente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) após dois anos de queda. O mínimo nacional foi reajustado pelo governo em 4,61% no dia 1º de janeiro, passando de R$ 954 para R$ 998. Já o INPC subiu 3,43% em 2018. Para reajustar o mínimo, o governo considera a variação do INPC no ano anterior (2018) mais o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2017, que foi de 1,1%. Segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), em 2018 o salário mínimo teve perda real de 0,25% e, em 2017, recuou 0,1% frente à inflação, a primeira queda em mais de uma década.

Veja o que variou acima do salário mínimo (4,61%):

Planos de saúde: 11,7%; Energia elétrica: 8,7%; IGPM (correção do aluguel): 7,53%; Gasolina: 7,24%; Educação: 5,32%; Habitação: 4,72%; Poupança: 4,62%.

Veja o que variou abaixo do salário mínimo (4,61%):

Transportes: 4,19%; Alimentação: 4,04%; Saúde e cuidados pessoais: 3,95%; Artigos de residência: 3,74%; IPCA (inflação oficial): 3,69%; Aposentadoria acima do mínimo (INPC): 3,43%; Despesas pessoais: 2,98%; Imóveis (venda): -0,21%.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia