WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

:: ‘Destaque3’

Polícia procura pastor suspeito de invadir e furtar R$ 50 mil de igreja católica em SP

Share Button
Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil procura um homem, identificado pela família como pastor evangélico, que invadiu e furtou R$ 50 mil da Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus, em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo. De acordo com o G1, o crime aconteceu na noite desta segunda-feira (7) e foi registrado pelas câmeras de segurança da igreja. O suspeito segue foragido. Segundo o padre Marcos Miranda, o pastor foi identificado pela comunidade e por familiares, que viram as imagens gravadas do assalto. “Veio mãe, veio a família toda e o identificou. Me informaram que ele é pastor em uma igreja evangélica e oscila entre a vida de Deus e o vício de drogas”, contou. De acordo com a família, depois do episódio, o pastor não voltou mais para casa. “O dinheiro levado estava guardado para pagar funcionários da igreja e o serviço de uma obra no telhado da paróquia”, disse o padre ao G1. “Ele arrombou oito urnas de doação dos fiéis e um velário. O dinheiro ele achou no escritório e é o que conseguimos contabilizar. As urnas ainda não tinha sido abertas e não sabemos o quanto ele levou, mas a média semanal é de R$ 1,5 mil”, completou o padre Marcos.

Bolsonaro visita Bahia para assinar parceria para construção de trecho de ferrovia

Share Button

Por G1

Foto: Alan Santos/PR

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro chegou a Barreiras, no oeste da Bahia, na manhã desta sexta-feira (11), de onde pegou um helicóptero para São Desidério, para assinar um termo de compromisso e parceria entre a Construtora Engenharia, Construções e Ferrovias S/A (Valec) e o Exército Brasileiro, para construção de um trecho de 18 km da ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL). Esta é quarta visita do presidente a cidades do Nordeste em menos de 50 dias.

A extensão da ferrovia que será construída a partir do termo de execução assinado pelo presidente corresponde a cerca de 0,8% do trecho baiano da FIOL que, quando for concluído, vai ter 1.500 km de extensão entre Barreiras, no oeste baiano, e o Porto Sul, em Ilhéus. Esse trecho será no lote 6, que fica próximo à cidade de Correntina.

O prazo do convênio assinado pelo presidente Bolsonaro é de 24 meses, com investimento de R$ 115 milhões. Mais de 300 militares e civis vão trabalhar nas obras de infraestrutura e da superestrutura da ferrovia.

Segundo a Valec, empresa ligada ao Ministério dos Transportes e responsável pelas obras da FIOL, a meta estabelecida pelo Ministério da Infraestrutura é de que, até o final de 2022, 85% da obra tenha sido concluída.

As obras de construção da FIOL começaram em 2011, em uma parceria entre os governos federal e da Bahia. No entanto, por falta de verbas, foi paralisada entre 2015 e 2017. A previsão era de que a FIOL tivesse construção concluída em 2014, mas ela segue sem previsão de finalização.

ACM Neto diz que réveillon em Salvador terá formato digital: ‘Não haverá Festival Virada’

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O prefeito de Salvador, ACM Neto, disse em coletiva nesta quinta-feira (10) que o réveillon da capital baiana terá formato virtual. O tradicional Festival Virada não será feito por causa da pandemia da Covid-19. “Não haverá Festival Virada, porém estamos bolando um projeto especial para a virada de ano. Posso assegurar que não vai passar em branco. Vai ser uma coisa bem bacana, o formato já está pensado. Não posso anunciar ainda porque estamos buscando o apoio de empresas privadas”. “Estamos buscando patrocínio. A gente tem tudo para fazer em um formato novo, priorizando os meios digitais” , disse. O prefeito falou também sobre a questão de reabertura das praias, que ainda não tem data para liberação. Segundo ele, equipes estão estudando a retomada, que será com atividades limitadas.

Exportações baianas registram queda de mais de 30% no mês de agosto

Share Button
Segundo a SEI, queda é resultado da diminuição das vendas de soja e celulose para fora do país | Foto: Divulgação/Ascom Aiba

Segundo a SEI, queda é resultado da diminuição das vendas de soja e celulose para fora do país | Foto: Divulgação/Ascom Aiba

As exportações da Bahia no mês de agosto tiveram queda de 31,5% em comparação ao mesmo período no ano passado. Os dados foram divulgado, nesta terça-feira (8), pela Superintendência Estadual de Estudos Econômicos e Sociais (SEI). De acordo com o órgão, o prejuízo equivale a US$ 453 milhões. A queda é resultado da diminuição das vendas de soja e celulose para fora do país. Além disso, também houve queda de 51,6% nas importações realizadas pelo estado. De acordo com o G1, dos 19 segmentos acompanhados pela SEI, apenas cinco tiveram desempenho positivo no mês, quando comparados ao mesmo período de 2019. Foram eles: frutas e suas preparações (23,6%), café e especiarias (53,8%) e minerais (56%). O recuo no agronegócio baiano já era esperado, devido a redução de 15,6% nos embarques de soja, principal produto de exportação do estado, entre março e julho, época da colheita e escoamento da safra. Já o setor de papel e celulose, registrou queda de 21,6% nos embarques em agosto, afetado pelos estoques mundiais elevados, aliado a baixas nos preços geradas pela desvalorização do Real na economia global. Somente em agosto, os preços médios dos produtos baianos vendidos ao exterior tiveram desvalorização de 24,2%, enquanto que no acumulado do ano, a queda chegou a atingir 31,6% em média.

Presos fogem do Conjunto Penal de Paulo Afonso

Share Button

Por TV Bahia

Foto: Reprodução/Seap

Foto: Reprodução/Seap

Sete presos fugiram do Conjunto Penal de Paulo Afonso, cidade que fica no norte da Bahia, na madrugada desta terça-feira (8). Segundo a unidade, houve pedido de reforço policial e as buscas já foram iniciadas. Até por volta de 13h, no entanto, nenhum dos fugitivos tinha sido localizado. Conforme os funcionários do conjunto, os detentos eram do Pavilhão C. Eles serraram as grades e usaram lençóis amarrados para fazerem uma corda e fugir através do muro da unidade. A fuga do grupo só foi percebida na manhã, durante a contagem de rotina. Em março, um preso da unidade prisional também conseguiu fugir. Há 15 dias, outros dois escaparam do conjunto penal. Dois já foram capturados e o outro continua foragido. O conjunto tem capacidade para 410 detentos, mas, atualmente, tem 438.

Homem chega de bicicleta, invade casa e rouba objetos em Feira de Santana

Share Button

Por TV Subaé

Foto: Reprodução / TV Subaé

Foto: Reprodução / TV Subaé

Imagens de câmeras de segurança gravaram o momento em que um homem invadiu uma uma casa e roubou objetos, em Feira de Santana. A ação durou menos de 15 minutos. O caso ocorreu na Rua Milão, no bairro Brasília, por volta de 12h de sexta-feira (4). Não havia ninguém na casa no momento do crime. Nas imagens, dá para ver que o homem chega em uma bicicleta, para e abre o portão, como se fosse um morador da casa. Ele, então, consegue entrar no imóvel. Onze minutos depois, ele aparece nas imagens carregando uma sacola e, em seguida, vai embora na bicicleta. O suspeito conseguiu levar um celular, um notebook, além de roupas e sapato. Segundo os moradores, o homem quebrou dois cadeados para conseguir entrar no local. O caso foi registrado na delegacia da cidade como arrombamento, e é investigado pela polícia.

Equipe econômica recomenda veto a perdão tributário de igrejas, que devem mais de R$ 1 bilhão

Share Button
Bolsonaro ao lado do missionário R. R. Soares, em cerimônia de celebração de 40 anos da Igreja Internacional da Graça de Deus - Carolina Antunes/PR

Bolsonaro ao lado do deputado David Soares e do missionário R. R. Soares | Foto: Carolina Antunes/PR

A equipe econômica recomenda veto a uma proposta de lei que concede anistia em tributos a serem pagos por igrejas, que têm mais de R$ 1 bilhão em dívidas registradas com a União segundo levantamentos do governo. A decisão final é do presidente Jair Bolsonaro. Segundo a Folha de S.Paulo, a proposta que beneficia entidades religiosas foi criada pelo deputado David Soares (DEM-SP) e inserida em um projeto de lei sobre a resolução de litígios com a União. Ele é filho do pastor R. R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus (que está entre as principais devedoras).

O texto altera a lei de 1988 que instituiu a CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido) para remover templos da lista de pessoas jurídicas consideradas pagadoras do tributo, além de anular autuações que desrespeitem a premissa. A justificativa é que a Constituição dá proteção tributária às igrejas, mas o argumento é contestado. Em outro trecho, o projeto concede anistia retroativa à cobrança de impostos previdenciários nas remunerações pagas a membros religiosos (como os pastores). A proposta busca aplicar o entendimento que os valores não são remunerações.

Na equipe econômica, dois pareceres já recomendam veto aos trechos que beneficiam as igrejas. Entre os argumentos, está o impacto fiscal da medida. Conforme já mostrou a Folha, somente na Receita Federal o total de débitos pendentes de entidades religiosas é de aproximadamente R$ 1 bilhão, de acordo com informação colhida pelos auditores a pedido do Congresso em meados do ano passado. Na PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), havia na mesma época outros R$ 462 milhões em dívidas registradas.

Índia ultrapassa Brasil e se torna segundo país com mais casos de coronavírus

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Jeevan Rath/Colaborativo

Foto: Jeevan Rath/Colaborativo

Pouco depois de confirmar 90 mil casos de Covid-19 em 24 horas, um recorde mundial, a Índia ultrapassou a marca do Brasil, se tornando o segundo país com mais casos de coronavírus. De acordo com o portal da universidade americana Johns Hopkins, que acompanha os registros da doença em todo o mundo, a Índia possui 4.204.613 pessoas já diagnosticadas com a Covid-19 enquanto o Brasil confirmou 4.137.521 casos. Com isso, o país fica atrás apenas dos Estados Unidos, líder isolado com 6.277.847 registros da doença. Quanto à lista de óbitos, a Índia permanece na terceira posição, com 71.642 registros. Os Estados Unidos se mantêm no topo, com 188.941 vidas perdidas para o coronavírus, e o Brasil fica na segunda posição, com 126.650 óbitos em decorrência da pandemia. Já em relação aos números positivos, de recuperados, a situação se inverte. O Brasil assume a liderança, com 3.522.155 pessoas que venceram a Covid-19. Em seguida, vem a Índia, com 3.250.429 recuperados e só depois os Estados Unidos, com 2.315.995 habitantes livres do vírus.

Santaluz tem doze novos casos positivos e mais quatro pessoas curadas da Covid-19

Share Button
Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Santaluz registrou neste sábado (5) mais doze diagnósticos positivos de contaminação pelo novo coronavírus. Trata-se de três pacientes do sexo masculino e nove do sexo feminino, com idade entre 17 e 76 anos, residentes no centro da cidade (5), no bairro Manoel Lima (1), nos povoados Lameiro (3), Serra Branca (2) e no distrito Pereira (1). Com a atualização, a cidade passa a contabilizar 521 confirmações de Covid-19 desde o começo da pandemia, das quais 394 pessoas já se recuperaram, entre elas um homem e três mulheres que tiveram alta clínica nas últimas 24 horas. O município agora tem 116 casos ativos da doença. O número de suspeitas caiu para 51, neste sábado.

Notícias de Santaluz

Bolsonaro diz que recuperação econômica não será rápida

Share Button

Por Folhapress

Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

Em visita a obras da pista do aeroporto de Congonhas neste sábado (5), o presidente Jair Bolsonaro admitiu que a recuperação econômica do Brasil não será rápida.

“Esperamos que volta a normalidade o país, não digo mais rápido, que não tem como ser rápido, mas não tão demorado também”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro também criticou os que, segundo ele, não priorizaram a economia.

“Aquele pessoal que dizia no passado, que não era eu, ‘a economia recupera depois’, está na hora de botar a cabeça pra fora e dizer como é que se recupera rapidamente a economia. Sempre falei que era vida e economia. Fui muito criticado. Mas não posso pensar de forma imediata, tenho que pensar lá na frente.”

A fala do presidente vem dias após a economia registrar retração inédita de 9,7% no segundo trimestre de 2020 na comparação com os três meses anteriores, segundo dados divulgados na terça-feira (1º) pelo IBGE.

Além de Bolsonaro, estavam em Congonhas os ministros da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e da Justiça, André Mendonça, o secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, e o presidente da Infraero, Brigadeiro Paes de Barros.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia