WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio






Laboratório Checap

drogaria_santana

:: ‘Destaque3’

Jovem morre após passar mal em academia de Salvador

Share Button
Amigos usaram as redes sociais para lamentar a morte da jovem (Foto: Reprodução/Facebook

Amigos usaram as redes sociais para lamentar a morte da jovem | Foto: Reprodução/Facebook

Uma jovem de 25 anos morreu após passar mal enquanto praticava exercícios dentro de uma academia do bairro de Tancredo Neves, em Salvador. O caso ocorreu por volta das 20h de terça-feira (27), segundo informações do Centro Integrado de Comunicação da Secretaria de Segurança de Pública (Cicom). De acordo com o G1, Jéssica Avelino Morais ainda chegou a ser socorrida por populares para um posto médico do bairro, mas não resistiu. Ainda não há informações sobre as causas da morte. Em nota publicada na rede social Facebook, a academia On Shape lamentou o ocorrido. As atividades no local foram suspensas após a morte da aluna. “É com grande pesar que a direção comunica aos alunos que nesta quarta-feira, 28/06, academia não irá funcionar, em memória do falecimento de uma aluna. A direção agradece a compreensão de todos”, diz a nota. Conforme o Cicom, o corpo da mulher foi encaminhado para o Departamento de Polícia Ténica (DPT) e o caso será investigado pela 11ª Delegacia de Tancredo Neves. 

Temer cobra provas, ataca Janot e diz sofrer ‘infâmia de natureza política’

Share Button
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

O presidente Michel Temer afirmou na tarde desta terça-feira (27) que não há provas concretas na denúncia por corrupção passiva apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo ele, a peça acusatória é uma “ficção”. É a primeira vez na história do Brasil que um presidente da República é denunciado por corrupção durante o exercício do mandato. “Somos vítimas dessa infâmia de natureza política. […] Fui denunciado por corrupção passiva sem jamais ter recebido valores. Onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem”, afirmou o presidente, segundo informações do portal G1. “Criaram uma trama de novela. Digo sem medo de errar que a denúncia é uma ficção. […] Tentaram imputar a mim um ato criminoso e não conseguiram porque não existe, juridica ou politicamente”, complementou Temer, que se disse tranquilo, do ponto de vista jurídico. Isso porque, para ele, não há fundamentos que embasem a denúncia. Antes de ser apreciada pelo STF, caberá à Câmara (primeiro, na CCJ e, depois, no plenário) decidir sobre o prosseguimento da acusação.

Se eu for condenado, não vale a pena ser honesto no Brasil, diz Lula

Share Button
Foto: Bruno Santos/Folhapress

Foto: Bruno Santos/Folhapress

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (27) que, se ele for condenado na Lava Jato, “não vale a pena ser honesto no Brasil”. Segundo o Uol, a declaração foi dada durante entrevista à rádio Itatiaia, em Minas Gerais, ao ser questionado sobre uma possível condenação em uma das ações penais que está nas mãos do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos relativos à Operação Lava Jato na primeira instância. “Eu, sinceramente, se, tiver uma decisão que não seja a minha inocência, sabe? Eu quero dizer para você que não vale a pena ser honesto neste país. E quero dizer que não vale a pena você ser inocente, porque ser inocente é você não dar aos acusadores o direito de prova, então, eles ficam nervosos e vão te acusar mesmo que não tenham provas”, afirmou. A sentença de uma das cinco ações penais em que Lula é réu pode sair a qualquer momento. Desde o dia 21 de junho, Moro está com os autos do processo para decidir se o ex-presidente é culpado ou inocente. Nesse processo, Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por ter recebido R$ 3,7 milhões em propina por meio da reforma de um tríplex no edifício Solaris, no Guarujá, litoral de São Paulo, e do armazenamento, entre 2011 e 2016, de presentes recebidos por Lula, da época que ele era presidente (2003-2010). 

‘Nada nos destruirá, nem a mim nem aos nossos ministros’, diz Temer

Share Button
Foto: Beto Barata/PR

Foto: Beto Barata/PR

O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira (26) que o governo está implementando uma “agenda de modernização no país” para a qual, segundo ele, não há um “plano B”. Logo em seguida, Temer afirmou que “nada nos destruirá, nem a mim nem a nossos ministros”. Segundo o G1, ele deu a declaração ao final de um discurso em evento no Palácio do Planalto para sancionar a lei que permite aos comerciantes cobrarem preços diferentes para um mesmo produto, dependendo da forma como o cliente paga. O presidente é alvo de investigações autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal após as delações de executivos da JBS. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve até terça-feira (27) apresentar uma denúncia contra Temer. “O Brasil está nos trilhos, no caminho da responsabilidade e na rota da superação. Portanto, meus amigos, que ninguém duvide. Nossa agenda de modernização do Brasil é a mais ambiciosa em muito tempo. Tem sido implementada com disciplina, com sentido de missão. Não há plano B, há que seguir adiante. E nada nos destruirá, nem a mim, nem aos nossos ministros.”, afirmou Temer.

Lula lidera intenções de voto para 2018 e Marina e Bolsonaro empatam em segundo

Share Button
Montagem

Reprodução

Pesquisa realizada pelo Datafolha entre 21 e 23 de junho, referente às intenções de voto para a disputa presidencial de 2018, mostrou poucas diferenças na comparação com as últimas avaliações. O ex-presidente Lula (PT) manteve a liderança, com 29% a 30%, seguido por Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC). O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa (sem partido) aparece com 11%, em quarto. No cenário onde a disputa é com Alckmin, o petista fica com 30%, e o tucano, com 8%, em terceiro. Embolados em segundo aparecem Bolsonaro, com 16%, e Marina, com 15%. De acordo com a Folha de S. Paulo, numa disputa com Doria, o resultado é similar: Lula, na frente, tem 30%, Marina e Bolsonaro, 15% cada um, e o prefeito, 10%. Quando incluído, Joaquim Barbosa fica numericamente na quarta posição, à frente de ambos os tucanos, mas em empate técnico. Já na disputa com o juiz Sério Moro que aparece em segundo (14%), empatado com Marina (14%) e Bolsonaro (13%). Lula continua liderando com 29%, e Alckmin perde pontuação (6%).

Vergonha de ser brasileiro atinge recorde de 47%, diz Datafolha

Share Button
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A crise política e econômica instalada no país contaminou a autoestima dos brasileiros. A vergonha de sua nacionalidade acometeu 47% da população, maior índice registrado pelo Datafolha desde o início da série histórica, em março de 2000. De acordo com a pesquisa, 50% dos eleitores hoje sentem mais orgulho do que vergonha de serem brasileiros. Houve uma queda brusca: em dezembro do ano passado, a taxa era de 69% e, em abril, 63%. Nesse intervalo, 28% tinham mais vergonha que orgulho em dezembro, e 34% em abril. Segundo a Folha de S. Paulo, a pesquisa mostra que a corrupção, após mais de três anos de Operação Lava Jato, tornou-se a principal preocupação dos brasileiros. Esse problema foi citado espontaneamente por 23% dos adultos quando perguntados qual é a primeira coisa que vem à mente quando se pensa em Brasil. Vergonha e desgosto aparecem em seguida, com 14%. A imagem negativa do país disparou. Em 2010, 54% dos brasileiros citaram aspectos negativos quando perguntados sobre o país. Corrupção à época respondia por 4% das menções. Hoje, 81% das respostas abrangeram aspectos negativos e corrupção, 23%. A pesquisa, realizada entre 21 e 23 de junho, com 2.771 entrevistados com 16 anos ou mais, em 194 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Perícia da PF conclui que gravação de Joesley e Temer não foi editada

Share Button
Reprodução

Reprodução

O laudo da perícia da Polícia Federal que analisou as gravações da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer e os gravadores usados pelo empresário aponta que não houve edição de conteúdo, ou seja, não houve manipulação nos diálogos. De acordo com a TV Globo, a informação foi confirmada por duas fontes envolvidas na investigação. Investigadores afirmam que os peritos encontraram pontos de descontinuidades técnicas, ou seja, variações no sinal de áudio, provocadas por questões técnicas, sem sinais de fraude ou edição. O laudo acrescenta que as conversas de Joesley com o presidente têm logica e coerência. O laudo foi entregue em mãos ao delegado do caso, que foi ao Instituto Nacional de Criminalística receber o parecer. Em maio, o perito Ricardo Molina, contratado pelos advogados de Temer, divulgou um laudo no qual afirmou que é “imprestável” como prova numa investigação e não seria aceita em uma “situação normal”. Para Ricardo Molina, o áudio apresentava “inúmeras descontinuidades, mascaramentos por ruído, longos trechos ininteligíveis ou de inteligibilidade duvidosa”.

Homem natural de povoado de Queimadas está entre os mortos em acidente no Espírito Santo

Share Button
Osivan está entre os 22 mortos em acidente no Espírito Santo | Foto: Arquivo Pessoal

Osivan está entre os 22 mortos em acidente no Espírito Santo | Foto: Arquivo Pessoal

O motoboy Osivan dos Santos Vilas Boas, de 38 anos, natural da comunidade de Várzea da Capoeira, na zona rural de Queimadas, município situado na região nordeste da Bahia, está entre os 22 mortos no acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta que transportava rocha e um ônibus da Viação Águia Branca no km 343 da BR-101, em Guarapari, no Espírito Santo. O acidente aconteceu por volta das 5h50 desta quinta-feira (22).

Ao Notícias de Santaluz, a Polícia Rodoviária Federal confirmou que Osivan estava na poltrona 39 do ônibus que partiu ao meio e pegou fogo após ser atingido pela carreta. Osivan chegou a ser levado em estado grave para a UTI de um hospital na região onde aconteceu o acidente, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. De acordo com informações de parentes, ele retornava para Cariacica, cidade onde morava atualmente com a esposa, Erlane Ferreira, e dois filhos, após ter ido a São Paulo para tentar resolver pendências de um processo sobre a morte da irmã dele, que morreu em um acidente de helicóptero em dezembro de 2014, e para uma consulta médica, já que fazia tratamento de esclerose múltipla. 

Ao G1, Erlane contou que foi a saudade do filho caçula de apenas 2 anos que fez com que Osivan quisesse voltar antes da data prevista. “A última vez que nos falamos foi por mensagem de telefone, por volta das 21h, na quarta-feira. Perguntei porque ele viria hoje (quinta-feira), já que normalmente quando vai pra São Paulo fica uma semana. Disse que não estava mais aguentando a saudades do Nicolas, nosso caçula”, lembrou.

A maioria dos parentes de Osivan mora na comunidade de Várzea da Capoeira, em Queimadas, e no distrito de Pereira, em Santaluz. Entretanto, o local do velório e sepultamento não foram divulgados.

Acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta e um ônibus deixa 21 mortos e vários feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari (Foto: Jefferson Rocio/ Futura Press/ Estadão Conteúdo

Acidente deixa 22 mortos e vários feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari | Foto: Jefferson Rocio/ Futura Press/ Estadão Conteúdo

Acidente

A tragédia na BR-101, em Guarapari, aconteceu após a colisão entre uma carreta, um ônibus de viagem e duas ambulâncias, no início da manhã desta quinta. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que a carreta transportava uma carga além da permitida e estava com pneu careca.

Segundo a Viação Águia Branca, 32 passageiros estavam no ônibus, sendo que dois não sofreram ferimentos, 10 estão hospitalizados e 20 faleceram em consequência do acidente. Também faleceram, no local, o motorista que conduzia a carreta que se chocou com o ônibus, e também o condutor de uma das ambulâncias. Esta foi a pior tragédia em rodovias da história no Espírito Santo. O governo do estado decretou luto de três dias.

Notícias de Santaluz

Bolsonaro lidera disputa à Presidência entre eleitores de Brasília, aponta pesquisa

Share Button

Poder360

Jair Bolsonaro | Foto: Aílton de Freitas

Jair Bolsonaro | Foto: Aílton de Freitas

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) aparece com 21,4% das intenções de voto para a Presidência em pesquisa com eleitores da capital federal. Em seguida estão o ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa (15,2%) e o ex-presidente Lula (13,2%), do PT. O levantamento é do Instituto Paraná Pesquisas. Foram entrevistados 1.516 eleitores do Distrito Federal de 14 a 18 de junho. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa também questionou quem seria o investigado na Lava Jato “mais nocivo para o Brasil pelo que já fez?”. O ex-presidente Lula foi o mais citado (37%), seguido por Aécio Neves (14,5%) e Eduardo Cunha (12,7%).

Procurado por partidos e artistas, Barbosa resiste à ideia de concorrer em 2018

Share Button
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Cotado como possível candidato à Presidência da República em 2018, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse que ainda resiste à ideia de disputar a eleição, apesar de estar sendo procurado por partidos. “A verdade é que eu resisto”, disse, em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. “Estou mais para não ser”. Ele foi procurado por lideranças de siglas como Rede, PSB e PT. Nesta semana, se reuniu também com artistas como Marisa Monte, Lázaro Ramos, Fernanda Torres, Fernanda Lima, Caetano Veloso e Thiago Lacerda. O objetivo do encontro era convencê-lo a mudar de ideia. “O maior obstáculo à ideia sou eu mesmo”, afirma Barbosa. Ele aponta que preza “muito a liberdade”. “Gozo dessa liberdade na sua plenitude, com independência total para fazer e falar o que bem entendo. Isso não tem preço”. Barbosa argumenta também que os artistas não tem dinheiro e que não há “ninguém atrás de mim com recursos” para desenvolver uma campanha. O ex-ministro também questionou: “Será que o Brasil está preparado para ter um presidente negro?”. O encontro com artistas teve a participação de duas lideranças da Rede: o senador Randolfe Rodrigues (AP) e o deputado federal Alessandro Molon (RJ).



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia