WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio






Laboratório Checap

drogaria_santana

:: ‘Destaque3’

Lula diz que decisão de Moro despertou vontade de disputar Presidência: “Quem pode decretar o meu fim é o povo”

Share Button
Lula durante discurso na sede do PT em São Paulo nesta quinta-feira (13), um dia após ser condenado por Moro (Foto: Nacho Doce/Reuters

Lula durante discurso na sede do PT em São Paulo nesta quinta-feira (13), um dia após ser condenado por Moro | Foto: Nacho Doce/Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 71, declarou, nesta quinta-feira (13), que vai reivindicar de seu partido, o PT, a indicação para concorrer à Presidência da República na eleição do ano que vem. Ele afirmou que, apesar da “idade avançada”, “está disposto a brigar do mesmo jeito quanto tinha 32”. “Estou mais experiente, estou tomando vitamina de manhã, estou fazendo ginástica. Quem acha que é o fim do Lula vai quebrar a cara. Somente na política, quem tem direito de decretar o meu fim é o povo brasileiro.” Segundo o Uol, o ex-presidente também disse que a sentença é “uma tentativa de tirá-lo do jogo político”, em referência a uma possível candidatura nas eleições presidenciais do ano que vem. “Se pensam que, com essa sentença me tiraram do jogo, podem saber que eu estou no jogo. Quero reivindicar a minha nomeação como postulante a candidato do PT na eleições presidenciais.” Após a declaração, em tom de campanha eleitoral, o político foi aplaudido aos gritos de “olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”. “Se eles acabaram de destruir tudo que foi de direito dos trabalhadores, eu queria dizer: senhores da Casa Grande, permitam que alguém da senzala faça o que vocês não têm competência. O povo está precisando de alguém que saiba a vida dura que leva o povo pobre desse país”, complementou.

Suspeito de estuprar meninas de 7 e 8 anos é preso no norte da Bahia

Share Button

Por G1 BA

Homem atraía vítimas com jogo de celular e bicicleta, segundo polícia (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Homem atraía vítimas com jogo de celular e bicicleta, segundo polícia | Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Um homem de 27 anos foi preso na cidade de Jaguarari, norte da Bahia, na quarta-feira (12), suspeito de estuprar duas meninas de sete e oito anos, de acordo com a Polícia Civil. Foi cumprido um mandado de prisão temporária contra o suspeito. Ele teria cometido o crime na presença de outras duas meninas, dentro da casa em que morava, segundo a polícia. O homem atraía as crianças com o pretexto de jogar no celular dele ou andar de bicicleta. O suspeito foi levado para o Complexo Policial em Senhor do Bonfim, onde está à disposição da Justiça.

Médico é preso com drogas, anabolizantes e munições no norte da Bahia

Share Button

Correio24Horas

Foto: Divulgação / SSP

Foto: Divulgação / SSP

O médico Fernando Pereira Garcia, 44 anos, foi preso em flagrante, na manhã desta quarta-feira (12), em Senhor do Bonfim, Centro-norte do estado, por porte ilegal de munição e drogas. Fernando era procurado pela Justiça de Porto Alegre do Norte, no Mato Grosso, por tráfico de drogas, posse de material bélico e anabolizantes. Natural de Goiás, o médico trabalhava na cidade baiana e tem cadastro regular no Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb). Equipes da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Senhor do Bonfim) foram até a casa de Fernando, na Rua dos Rodoviários, Derba, cumprir um mandado de prisão temporária expedido em Mato Grosso. No local, foram encontradas 20 balas para revólver calibre 38, além de cocaína e maconha. Outras nove pessoas foram presas em Mato Grosso, durante a operação Bad Boys deflagrada pela polícia do estado do centro-oeste. De acordo com o titular da 19ª Coorpin, delegado Felipe Neri, Fernando poderá pagar fiança para os crimes cometidos na Bahia, mas ficará a preso na sede da unidade à disposição da Justiça que emitiu o mandado.

PP fecha questão para deputados votarem contra denúncia de Temer, diz líder

Share Button
O deputado Arthur Lira (PP-AL) | Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

O deputado Arthur Lira (PP-AL) | Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

O líder do Partido Progressista (PP) na Câmara, deputado Arthur Lira (AL), anunciou nesta terça-feira (11) que o partido fechou questão contra a denúncia apresentada contra o presidente Michel Temer. Segundo o Estadão Conteúdo, o PP, com 47 deputados, foi o primeiro partido a anunciar essa decisão. O fechamento de questão é uma decisão partidária onde os parlamentares são obrigados a votar de acordo com a orientação da legenda. Caso desobedeçam a determinação, estão sujeitos a punições, entre elas a expulsão. Segundo Lira, ainda não é possível antecipar as sanções que serão impostas aos deputados que decidirem descumprir a ordem do partido. “Vamos ver primeiro a votação”, disse. Nesta quarta-feira (11) a Executiva do PMDB, partido de Temer, se reúne para definir o fechamento de questão. O PR também deve seguir o mesmo caminho nos próximos dias.

Após sessão tumultuada, Senado aprova texto-base da reforma trabalhista

Share Button

Por G1

plenario-do-senado

Foto: Reprodução/ G1

Após sessão marcada por uma série de tumultos em plenário, o Senado aprovou nesta terça-feira (11), por 50 votos a 26 (e uma abstenção), o texto-base da reforma trabalhista. Enviado pelo governo no ano passado, o projeto muda trechos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e prevê pontos que poderão ser negociados entre empregadores e empregados e, em caso de acordo coletivo, passarão a ter força de lei. Com a aprovação do texto-base, os senadores passarão a votar, a partir de agora, três destaques, sugestões de parlamentares para alterar a redação original. Se os destaques forem rejeitados, a reforma, já aprovada pela Câmara dos Deputados, seguirá para sanção do presidente Michel Temer. O presidente se comprometeu com senadores da base governista a alterar trechos controversos do projeto. Depois da publicação no “Diário Oficial da União” pela Presidência da República, haverá um prazo de quatro meses para a entrada das novas regras em vigor. Pela proposta, a negociação entre empresas e trabalhadores prevalecerá sobre a lei em pontos como parcelamento das férias, flexibilização da jornada, participação nos lucros e resultados, intervalo de almoço, plano de cargos e salários e banco de horas. Outros pontos, como FGTS, salário mínimo, 13º salário, seguro-desemprego, benefícios previdenciários, licença-maternidade, porém, não poderão ser negociados.

MPF pede arquivamento de ação contra Lula por obstrução de justiça

Share Button
Foto Paulo Pinto/AGPT

Foto: Paulo Pinto/AGPT

O Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) pediu o arquivamento de uma das investigações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por obstrução de justiça. A investigação foi aberta a partir do depoimento do ex-senador Delcídio do Amaral em sua delação premiada. O pedido manifestado pelo procurador Ivan Marx, da Procuradoria da República em Brasília será enviado à Justiça Federal. Caso o juiz concorde com a peça do Ministério Público, o caso será arquivado. De acordo com informações do G1, Delcídio relatou, em sua delação premiada, que Lula teria entrado em contato com os então senadores Renan Calheiros e Edison Lobão, do PMDB, para criar uma comissão que teria a finalidade de acompanhar a Operação Lava Jato, para contrapor o que seria divulgado na mídia. “Na prática, o efeito pretendido era o de embaraçar as investigações da Lava Jato”, disse Delcídio no depoimento. O procurador ainda suspeita de que Delcídio estaria utilizando Lula, após perceber que quanto mais fizesse anexos com o ex-presidente, mais o acordo poderia ser benéfico.

ONG diz que líder do Estado Islâmico está morto; Pentágono não confirma

Share Button
Foto: Reprodução / Vídeo Estado Islâmico

Foto: Reprodução / Vídeo Estado Islâmico

A ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou nesta terça-feira (11) que o líder supremo do Estado Islâmico, Abu Bakr al Baghdadi, está morto. “Confirmamos informações de líderes, incluindo um da primeira hierarquia do Estado Islâmico na zonra rual no leste de Deir al-Zor”, disse o diretor do grupo de monitoramento da guerra, Rami Abdulrahman. As informações são da France Presse e da Reuters, citadas pelo G1. As circunstâncias da morte, no entanto, ainda não estão claras. Fontes do Observatório na cidade síria disseram ter sido informadas por integrantes do Estado Islâmico sobre a morte do líder, mas não precisaram quando. Em junho, o Ministério de Defesa da Rússia afirmou que um ataque aéreo em 28 de maio pode ter matado Baghdadi em Raqqa, principal reduto do grupo terrorista na Síria. O alvo do bombardeio era um encontro de líderes do Estado Islâmico, do qual Baghdadi era membro. Autoridades americanas, iraquianas e curdas naõ confirmaram a morte anunciada nesta terça. Sites afiliados ao Estado Islâmico e contas de redes sociais também não se manifestaram sobre a possibilidade. Apesar da incerteza, o presidente Donald Trump escreveu no Twitter que houve uma “grande vitória contra o Isis”.

Relator recomenda prosseguimento da denúncia da PGR contra Temer

Share Button
Reprodução

Reprodução

O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), relator na Câmara da denúncia oferecida pela Procuradoria Gera da República contra o presidente Michel Temer, recomendou nesta segunda-feira (10) o prosseguimento do processo. A leitura do parecer durou uma hora. Zveiter apresentou o parecer dele sobre a denúncia à Comissão de Constituição e Justiça. Segundo o G1, a expectativa é que o relatório comece a ser discutido nesta quarta (12) para, então, ser votado pelos integrantes da CCJ. “Recomendo aos colegas da comissão e, em última analise, ao plenário, o deferimento da autorização com a tranquilidade de que este caminho não representa qualquer risco para o Estado democrático de direito, até porque a Constituição Federal indica claramente a solução para as consequências recorrentes de tal hipótese”. Segundo Zveiter, a acusação contra Temer “não é fantasiosa” e os fatos precisam ser apurados. O relator observou também ser “inviável” o não prosseguimento do processo. “Tudo nos leva à conclusão de que, no mínimo, existem fortes indícios da prática delituosa”, completou. Independentemente do resultado na comissão, o parecer será submetido a votação no plenário da Câmara. Para a denúncia seguir ao Supremo Tribunal Federal, precisa do apoio de, pelo menos, 342 deputados.

Relator de denúncia contra Temer é investigado por suposto esquema de compra de votos em 2014

Share Button
O deputado Sergio Zveiter, escolhido pela CCJ da Câmara dos Deputados como relator do processo de denúncia contra o presidente Michel Temer, fala à imprensa Foto: Wilson Dias/EBC/FotosPúblicas

O deputado Sergio Zveiter, relator do processo de denúncia contra o presidente Michel Temer | Foto: Wilson Dias/EBC/FotosPúblicas

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) investiga o deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) por participação em um suposto esquema de compra de votos nas eleições de 2014. O peemedebista é relator da denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. De acordo com o Estadão, a Procuradoria Regional Eleitoral pediu a abertura do inquérito depois que o empresário Paulo Henrique Almeida foi autuado em flagrante em São Fidelis, no norte fluminense, e preso sob acusação de compra de votos. O empresário disse que atuava para o deputado estadual Thiago Pampolha (PDT), que se diz inocente. Zveiter foi envolvido no caso depois de uma busca a endereços ligados a Almeida, em que a polícia encontrou 5.501 santinhos eleitorais, cópias de títulos de eleitor e R$ 1.189. Uma investigação sobre o mesmo episódio inocentou Pampolha, mas o inquérito do TRE sobre a participação de ambos continuou. Segundo o Estadão, em fevereiro deste ano juízes do TRE entenderam que o inqúerito deveria ser enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), já que se tratava de um deputado federal. Zveiter entrou com recurso e pediu o arquivamento da investigação. Em junho, o vice-procurador-geral eleitoral Francisco de Assis Vieira Sanseverino pediu o prosseguimento do inquérito no TRE e seu envio ao Supremo. Agora o recurso e a manifestação estão no gabinete do ministro Luiz Fux.

Doria limita horário de viagem com passe livre em ônibus para estudantes

Share Button
Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress

Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress

A gestão João Doria (PSDB) mudou as regras para estudantes que usam passe livre na capital e vai reduzir o tempo de uso diário. As alterações foram publicadas na edição deste sábado (8) do “Diário Oficial” da Cidade. Segundo a Folha de S. Paulo, a partir do próximo dia 1º de agosto, quando voltam as aulas, o estudante terá direito a fazer até quatro embarques em um período de duas horas, duas vezes ao dia. Hoje, o estudante conta com até oito embarques ao dia, em um período de 24 horas. Assim, é possível usar o passe livre para outros fins, como ir ao trabalho. Com o novo limite de embarques, teoricamente o estudante só poderá usar o passe livre para ir e voltar da escola ou da faculdade. De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, a expectativa é de uma economia de R$ 70 milhões até o fim deste ano com a nova medida.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia