WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio






Laboratório Checap

drogaria_santana

:: ‘Destaque3’

Mulher morre e nove ficam feridos após caminhão desgovernado descer ladeira na Bahia

Share Button
Foto: Reprodução / Blog do Anderson

Foto: Reprodução / Blog do Anderson

Uma mulher morreu e nove pessoas ficaram feridas após um caminhão desgovernado descer uma ladeira e arrastar carros em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. O fato ocorreu na manhã desta sexta-feira (7), em um trecho da BR-116 que corta a cidade. Socorristas precisaram de duas horas para retirar as vítimas das ferragens. Segundo o Blog do Anderson, o veículo de carga pesada teria perdido os freios na descida da Serra do Piripiri e só parou após a última colisão já na porta de um estabelecimento comercial. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. Já os feridos foram encaminhados ao Hospital Geral de Vitória da Conquista, a uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento] e ao Hospital São Vicente de Paulo.

Senador afirma que “o governo caiu” e país “terá novo presidente” em 15 dias

Share Button
Fotos: Rogério Melo/PR

Fotos: Rogério Melo/PR

Em fala a um grupo de investidores nesta quinta (6), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) disse que, se depender do processo na Câmara, “dentro de 15 dias o país terá um novo presidente”. Para o tucano, a “instabilidade aumentou” com a prisão de Geddel Vieira Lima, o avanço da delação de Eduardo Cunha e a escolha de Sergio Zveiter (PMDB-RJ) como relator da denúncia na CCJ. Evidenciando que uma ala do tucanato rifou Michel Temer, afirmou que “o governo caiu”. As informações são do blog Painel, da Folha de S. Paulo. Ao falar das reformas, Cássio Cunha Lima disse que, se Temer continuar no Planalto, as propostas não passarão. Em encontro com parlamentares da oposição nesta semana, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, teria dito que “não quer fazer com Temer o que ele fez com Dilma”, mas avaliou que “a situação do governo é insustentável”. Maia, segundo esses parlamentares, disse ter dúvidas se Temer conseguirá sobreviver à votação da primeira denúncia e teria indicado que a base sabe que “tudo o que tem com Temer manterá comigo”. Procurado, o presidente da Câmara negou o relato. “Não é verdade. Não falei com a oposição esta semana. Só estive em uma reunião, com 40 deputados, a maioria da base, e o assunto era reforma política.”

Novo Fies terá 100 mil vagas a juro zero, diz MEC

Share Button
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O governo federal anunciou nesta quinta-feira (6) a abertura, para 2018, de 310 mil vagas em três modalidades do Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Novo Fies). Dessas vagas, 100 mil serão ofertadas na modalidade Fies 1, a juro zero para estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos, incidindo somente correção monetária. Segundo a Agência Brasil, o estudante pagará uma parcela máxima de 10% de sua renda mensal. Outros pontos de corte serão a pontuação mínima de 450 pontos e nota na redação acima de zero no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Outras 75 mil novas vagas foram anunciadas para o segundo semestre deste ano.  Na segunda modalidade, o Novo Fies terá como fonte de recursos fundos constitucionais regionais. Em 2018, neste grupo serão ofertadas 150 mil vagas para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a juros de até 3% ao ano, mais correção monetária. A terceira modalidade do Novo Fies contará também com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Neste grupo, 60 mil vagas serão ofertadas em 2018 a estudantes com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos. 

Temer diz a ministros que STF vai inocentá-lo se Câmara aceitar denúncia

Share Button
Foto: Marcos Correa/PR

Foto: Marcos Correa/PR

Em articulações para enfrentar uma votação que pode afastá-lo do cargo, o presidente Michel Temer convocou 22 ministros de seu governo e disse a eles que, mesmo que seja derrotado na Câmara, tem certeza de que será absolvido pelo STF (Supremo Tribunal Federal). As informações são da Folha de S. Paulo. Temer se reuniu por cerca de três horas com integrantes do primeiro escalão do governo, nesta quarta-feira (5), para pedir que eles conquistem votos entre deputados aliados para barrar a denúncia de corrupção apresentada contra ele pela PGR (Procuradoria-Geral da República). Segundo um dos participantes do encontro, Temer se disse seguro de que o STF não o condenará por corrupção, mesmo que o plenário da Câmara aprove o prosseguimento da denúncia e ele seja afastado do cargo durante o julgamento. No encontro, o presidente entregou a cada um dos ministros uma cópia da defesa que foi protocolada por seus advogados na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara nesta quarta (5). Ele citou as falhas que diz haver na denúncia do procurador-geral, Rodrigo Janot, e pediu que sua equipe convença os deputados de que não é possível abrir uma ação criminal contra um presidente da República sem provas concretas. Apesar do tom duro, Temer demonstrou otimismo com as votações na CCJ e no plenário da Câmara, que podem ocorrer até agosto.

Lula presta depoimento como testemunha de defesa de Eduardo Cunha

Share Button
Foto: Reprodução/ G1

Foto: Reprodução/ G1

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) depôs na tarde desta terça-feira (4), no Fórum de São Bernardo do Campo, no ABC (SP), como testemunha de defesa do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB). A audiência, feita por meio de videoconferência, durou dez minutos e foi conduzida pelo juiz federal de Brasília, Vallisney de Souza Oliveira, responsável pelos processos em primeira instância da Operação Sépsis, desdobramento da Lava Jato que investiga irregularidades no FI-FGTS. Segundo o Bahia Notícias, ainda nesta terça o juiz ouviu, também por videoconferência, o empresário Marcelo Odebrecht, convocado pela defesa do doleiro Lúcio Funaro. Cunha e Funaro são suspeitos de ter cobrado propina de empresários para liberar empréstimos com juros reduzidos por meio do fundo de investimentos abastecido com dinheiro dos trabalhadores. Investigações da Polícia Federal apontam que as operações do FI-FGTS teriam gerado R$ 20 milhões em propina para políticos do PMDB, entre os quais Eduardo Cunha.

Moro determina quebra de sigilo de contas dos acusados de operar propina para PMDB

Share Button
Foto: Lula Marques / AGPT

Foto: Lula Marques / AGPT

O juiz Sergio Moro decretou nesta segunda-feira (3) a quebra do sigilo bancário dos operadores Jorge e Bruno Luz. Pai e filho são acusados de atuar para parlamentares do PMDB e diretores da Petrobras no pagamento de propina em contratos de compra e operação de navios-sonda no exterior. De acordo com a coluna Radar Online, de Veja, a medida atinge dez contas bancários localizadas em paraísos fiscais. No decreto, Moro determinou também o detalhamento de todas as movimentações dos últimos cinco anos. “Jorge Antônio da Silva Luz e Bruno Gonçalves Luz teriam, em pelo menos cinco episódios, intermediado o pagamento de vantagem indevida a agentes públicos, incluindo dois diretores e dois dirigentes da Petrobras, em valores vultuosos e utilizando expedientes sofisticados de ocultação e dissimulação”, afirmou Moro. Jorge e Bruno Luz foram denunciados em 31 de março.

Comissão de Ética da Presidência investigará Kassab, Geddel e outras 4 pessoas

Share Button
Foto: Reprodução/ Estadão

Foto: Reprodução/ Estadão

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República (CEP) se reuniu nesta segunda-feira (3) para analisar o conteúdo da colaboração premiada realizada pelos sócios da J&F, Joesley e Wesley Batista, e pelo executivo do conglomerado, Ricardo Saud, no âmbito da Operação Lava Jato. De acordo com o Bahia Notícias, após “análise exaustiva” dos áudios e documentos apresentados, a comissão decidiu pela abertura de processo de apuração de autoridades e pessoas que já ocuparam cargos sujeitos ao colegiado: os ministros Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia e Comunicações), Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços; o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima; o vice-presidente corporativo da Caixa Econômica Federal, Antônio Carlos Ferreira; o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel; e o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega. Todos os políticos citados serão intimados a prestar esclarecimentos de defesa em um prazo de 10 dias, a partir do recebimento dos ofícios de notificação.

Recursos do Plano Safra 2017/2018 serão liberados a partir desta segunda (3)

Share Button
Arquivo Anpr

Arquivo Anpr

A partir desta segunda-feira (3), o produtor rural poderá contar com recursos para financiar a próxima safra agrícola. Segundo a Agência Brasil, são R$ 190,25 bilhões destinados pelo governo federal a operações de custeio, comercialização e investimento, por meio do Plano Agrícola e Pecuário (Plano Safra) 2017/2018. O Plano Safra é lançado sempre no início do ano agrícola, em 1º de julho de cada ano. Para ajudar os agricultores a custear a safra, é disponibilizado crédito em linhas com recursos obrigatórios, livres e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O produtor interessado deve verificar se seu banco oferta linhas de crédito do plano.

Motorista é assassinado a pauladas e tem carro incendiado após atropelar e matar três pessoas na Bahia

Share Button

Por G1 BA

Carro foi incendiado após motorista ser morto a pauladas na BA (Foto: Site Alta Pressão Online

Carro foi incendiado após motorista ser morto a pauladas na Bahia | Foto: Site Alta Pressão Online

Um motorista foi assassinado a pauladas por populares e teve o carro incendiado após atropelar e matar três pessoas, em um trecho da BA-504, na zona rural de Araçás, na região nordeste da Bahia. O caso ocorreu, na noite de sábado (1º), no Km 10 da rodovia, próximo ao povoado de Onça. De acordo com a Polícia Civil, o motorista Márcio Lima Santos trafegava pela estrada quando perdeu o controle do carro que dirigia e, primeiro, atropelou um idoso de 65 anos. Em seguida, conforme a polícia, o carro desgovernado atingiu duas pessoas que estavam em uma motocicleta, cerca de 200 metros depois. Todas as vítimas morreram no local. O carro ainda andou por mais cerca de 300 metros, conforme a polícia, até colidir contra uma cerca e parar dentro de uma propriedade rural. No local, de acordo com a Polícia Civil, populares revoltados retiraram o motorista do carro a forças e o espancaram até a morte. Em seguida, o carro foi incendiado. A polícia não conseguiu identificar os envolvidos no homicídio e ninguém foi preso. Um exame será realizado para saber se o motorista estava sob efeito de álcool. Os corpos dos quatro mortos foram encaminhados para o Instituo Médico Legal (IML).

Edson Fachin manda soltar ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, o ‘homem da mala’ de Temer

Share Button
Foto: Reprodução/ O Globo

Foto: Reprodução/ O Globo

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar nesta sexta-feira (30) o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Ao autorizar a soltura do peemedebista, Fachin determinou que ele passe a usar tornozeleira eletrônica e deverá permanecer em casa à noite (de 20h às 6h), finais de semana e feriados, segundo informou o G1. Além disso, ficará proibido de contato com outros investigados e de deixar o país, devendo se apresentar à Justiça sempre que requisitado. Rocha Loures foi preso preventivamente (antes de julgamento) no dia 3 de junho, a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), em razão das delações de executivos da JBS. Ele foi flagrado pela PF recebendo de um executivo da empresa uma mala com R$ 500 mil que, segundo delatores da JBS, era dinheiro de propina. Segundo a PGR, o dinheiro destinava-se a Michel Temer e era parte de propina paga pela JBS para que a empresa fosse favorecida, por influência do governo, no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), num processo para reduzir preço do gás fornecido pela Petrobras a uma termelétrica da empresa. Após a prisão e com o decorrer das investigações, Rocha Loures foi denunciado junto com o presidente Michel Temer por corrupção passiva.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia