WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

:: ‘Destaque3’

Neto diz que deve anunciar nos próximos dias suspensão do Carnaval de Salvador

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Camila Souza/GOVBA

Foto: Camila Souza/GOVBA

O prefeito ACM Neto afirmou nesta terça-feira (18) que pode anunciar “nos próximos dias” a suspensão do Carnaval de Salvador em 2021. A perspectiva inicial do gestor era bater o martelo sobre o assunto até novembro, mas, segundo ele, há consenso entre prefeitura, empresários, artistas e demais entidades envolvidas na realização da festa de que a decisão deve ser antecipada.

“É provável que anunciemos nos próximos dias a suspensão do Carnaval de Salvador, porém isto não está oficializado. Não vale a pena tomar decisão até novembro, pois há consenso dos próprios empresários de que esta decisão deve ser antecipada. Em São Paulo, já foi anunciada a suspensão”, explicou em entrevista coletiva para apresentar novas medidas para fomentar a retomada da economia em Salvador.

Neto voltou a negar ter garantido a empresários, em reunião, que o Carnaval soteropolitano será realizado em julho de 2021 (entenda aqui). Ponderou que está tentando construir, com cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, um novo calendário para a festa no próximo ano, mas destacou ainda não haver datas oficializadas.

“Há discussões mais concretas a respeito dessas datas, mas, até haver oficialização final, eu não posso divulgar nada. Mas óbvio que a tendência é o adiamento”, afirmou.

PF conclui não haver provas de trecho de delação de Palocci que envolve Lula e BTG

Share Button

Por RPC Curitibae G1 PR

Palocci foi ministro de Lula | Foto: Montagem/G1

Palocci foi ministro de Lula | Foto: Montagem/G1

A Polícia Federal de São Paulo concluiu não haver provas em trecho da delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci que em ele citou o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o Banco BTG Pactual S/A. No documento, o delegado federal Marcelo Feres Daher afirmou que os fatos delatados por Palocci foram desmentidos por todas as testemunhas, declarantes e por outros colaboradores da Justiça. O relatório final da PF foi divulgado pela revista eletrônica Consultor Jurídico no domingo (16), e a RPC também teve acesso ao documento, assinado em 11 de agosto. Segundo o delegado, os colaboradores que desmentiram o ex-ministro “aparentemente não teriam prejuízo algum em confirmarem a narrativa de Palocci caso entendessem ser verdadeira”. A delação de Palocci foi fechada em 2018 e tem 34 anexos. No anexo desacreditado pela PF, Palocci relatou que o banqueiro André Esteves movimentou no BTG, em nome de terceiros, valores recebidos por Lula em crimes de corrupção e caixa 2. Em troca, teria recebido informações privilegiadas do governo sobre a mudança da taxa Selic, que permitiu que ele tivesse lucro e que usasse parte desses recursos para fazer doações para a campanha do PT em 2014. O Ministério Público Federal (MPF) já recebeu o relatório final da PF e vai analisar. Agora, há três caminhos a seguir: Pedir o arquivamento; Novas diligências; Oferecer denúncia à Justiça.

Projeto que obriga bares e restaurantes a servirem água filtrada gratuitamente é aprovado em SP

Share Button
Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

A Câmara de São Paulo aprovou o projeto de lei que obriga bares e restaurantes da cidade de São Paulo a oferecer água filtrada gratuitamente. De acordo com o G1, o texto agora depende da sanção ou veto do prefeito Bruno Covas (PSDB). De autoria dos vereadores Adolfo Quintas (PSD) e Xexéu Tripoli (PSDB), se aprovado, bares e restaurantes deverão servir água filtrada gratuita aos clientes, e colocar a informação no cardápio. No Rio, a medida é lei estadual desde 2015. O PL 450 foi um dos 35 projetos elaborados pelos vereadores e aprovados em sessão extraordinária da última quarta-feira (12). Na ocasião, também foi aprovado um projeto de autoria dos vereadores Reis (PT) e Patricia Bezerra (PSDB) que obriga bares, restaurantes e casas noturnas a adotar medidas de auxilio à mulher que se sinta em situação de risco.

Servidor da prefeitura de Santo Estevão é flagrado pela polícia transportando 10 tabletes de maconha em carro oficial

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução/TV Bahia

Foto: Reprodução/TV Bahia

Um servidor da prefeitura de Santo Estêvão, cidade a cerca de 150 km de Salvador, foi flagrado por policiais militares na BR-116, em trecho de Feira de Santana, transportando maconha em um veículo oficial da prefeitura. O caso ocorreu por volta das 15h de sexta-feira (14).

O veículo passava em alta velocidade pela BR-116 Sul, quando foi abordado por PMs. No veículo, foram encontrados 10 tabletes de maconha prensada, celulares e uma quantia em dinheiro que não foi divulgada.

Foto: Reprodução/TV Bahia

Foto: Reprodução/TV Bahia

Em nota, a prefeitura de Santo Estêvão afirmou que o servidor solicitou um carro da Secretaria de Educação, no fim da manhã de sexta, e disse que levaria veículo para lavar e depois devolveria. A prefeitura ainda afirma que alguns servidores receberam informações de terceiros de que o rapaz flagrado com a droga usaria carro para uma viagem pessoal.

A nota ainda diz que o servidor foi contratado pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) e já foi exonerado. Quanto ao crime, disse que medidas administrativas cabíveis devem ser adotadas.

O servidor e carro foram encaminhados para a Central de Flagrantes, localizada no complexo de delegacias de Sobradinho, em Feira de Santana.

Santaluz tem 12 novos casos confirmados e mais 9 pessoas curadas da Covid-19

Share Button
Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Mais doze casos de Covid-19 foram confirmados nesta sexta-feira (14) em Santaluz, na região sisaleira da Bahia. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, trata-se de sete pacientes do sexo masculino de 4, 20, 25, 30, 34, 38 e 43 anos e cinco do sexo feminino de 3 meses, 13, 25, 35 e 80 anos, residentes no centro da cidade (2), nos bairros Castro Alves (4), Jardim Luzense (2), São Pedro (2) e JK (2). Com a atualização, a cidade passa a contabilizar 314 diagnósticos positivos da doença desde o começo da pandemia. Há ainda 67 suspeitas sendo investigadas. Conforme a Secretaria de Saúde, o município também registrou nove curas clínicas nas últimas 24h, chegando ao total de 237 pessoas recuperadas. Entre os novos curados há quatro pessoas do sexo masculino de 5 meses, 3, 42 e 45 anos e cinco do sexo feminino de 8, 12, 28, 30 e 41 anos. Dez óbitos por complicações causadas pelo novo coronavírus foram registrados na cidade até o momento.

Notícias de Santaluz

Câmera flagra cliente arrancando cabelo e colocando em lanche antes de reclamar a vendedor: ‘Perdoo, mas é lamentável’

Share Button

Por RPC Maringá

Foto: Reprodução/RPC

Foto: Reprodução/RPC

O dono de uma banca de lanches, em Mandaguaçu, no norte do Paraná, foi surpreendido ao ver imagens gravadas pela câmera do estabelecimento, que registrou uma cliente puxando o próprio cabelo e colocando no cachorro-quente que havia comprado. Em seguida, como mostram as imagens, a cliente se dirigiu ao vendedor e empresário para reclamar que havia encontrado cabelo no lanche, e pediu um segundo cachorro-quente, como compensação. O caso aconteceu na noite de terça-feira (11). Ainda segundo o comerciante Jeferson de Lima, ao mostrar o cabelo, a cliente já tinha comido quase todo o lanche. Mesmo assim, ele disse que fez outro sanduíche para ela, que comeu inteiro. “Eu acho que deu na cabeça dela: ‘cara, eu não vou pagar esse lanche’. A atitude que ela fez eu perdoo, mas é lamentável. Espero que ela não faça novamente”, disse o empresário. A cliente pagou somente pelo segundo lanche. Lima disse que ficou intrigado com a reclamação, considerando o fato de que ele é careca e trabalha com boné ou proteção na cabeça. Ele contou que somente ao conferir a imagem da câmera de segurança descobriu o que aconteceu. Ao comentar a situação, ele enviou um recado para a cliente: “Se você estiver por aqui, venha pagar o lanche que você comeu. É o certo, né”.

Homem é preso após mulher denunciar que ele estuprava a filha há 3 anos na Bahia

Share Button
Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

A Polícia Civil cumpriu, na terça-feira (11), o mandado de prisão preventiva de um homem acusado de estuprar a filha de 13 anos, em Maraú, no baixo sul da Bahia. Ele foi preso quando realizava um serviço em uma fazenda. Conforme a polícia, as investigações apontam que os abusos ocorreram nos últimos três anos. Segundo a delegada Andréia Oliveira, titular da delegacia local, os crimes foram descobertos pela mãe da vítima, que desconfiou do comportamento do pai com a filha e levou a garota até um posto de saúde, onde a adolescente revelou os abusos para uma psicóloga. A situação foi informada ao Conselho Tutelar da região. A criança passou por exame pericial, no Departamento de Polícia Técnica (DPT), e será acompanhada por psicólogo. O homem será encaminhado para o sistema prisional.

Notícias de Santaluz

Polícia investiga estupro após garota de 11 anos dar à luz na Bahia

Share Button
Foto: Luciano Castro/ Central Notícia

Foto: Luciano Castro/ Central Notícia

A Polícia Civil da Bahia investiga uma denúncia de estupro após uma garota de 11 anos dar à luz. De acordo com a polícia, o Conselho Tutelar de Ibotirama registrou o caso na delegacia do município no dia 6 de agosto, mas as investigações serão feitas em Irecê, onde o crime ocorreu. Segundo o G1, a polícia não detalhou quando e nem em que cidade o bebê nasceu, mas informou que a vítima e o filho estão sob os cuidados do Conselho Tutelar de Ibotirama. Ainda segundo a polícia, familiares da garota já foram ouvidos e há um indicativo de autoria. Ninguém foi preso e as investigações do caso continuam em andamento.

Moradora do Espírito Santo tinha anticorpos do coronavírus antes do primeiro caso oficial no Brasil

Share Button

Por G1 ES

Foto: Divulgação/Sesa

Foto: Divulgação/Sesa

O secretário de Saúde do Espírito Santo, Nésio Fernandes, disse, em coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (11), que foram detectados anticorpos do novo coronavírus em um capixaba em 11 de fevereiro, antes do primeiro caso da doença divulgado oficialmente no Brasil (em 26 de fevereiro). O primeiro caso do estado foi divulgado em 5 de março.

“Nós identificamos em uma amostra biológica datada de 11 de fevereiro os anticorpos para a Covid-19 em uma amostra de uma paciente que doou sangue para o Hemoes do município de Guarapari, que não viajou para o exterior e apresentou sintomas respiratórios um mês antes da doação de sangue, estando assintomática nos últimos 14 dias anteriores à doação de sangue. Nós notificamos o Ministério da Saúde. Os dados desse paciente serão preservados”, disse o secretário.

Nésio explicou que outros casos estão sendo investigados por outros estados e que o assunto está sendo alinhado com o Ministério da Saúde, mas que que no momento este seria o primeiro caso do Brasil, em comparação com o primeiro anúncio oficial.

“Nós estamos, de fato, com um caso registrado anterior ao primeiro do país. Existem relatos de outros casos em outros estados também. Nós vamos estabelecer com o Ministério da Saúde um alinhamento das investigações dos casos anteriores a 26 de fevereiro para que a gente consiga qual foi o primeiro do país. Devemos encontrar casos anteriores, pois estamos com um caso que já foi transmissão comunitária. Devemos reconhecer que este paciente teve sintomas respiratórios um mês antes da doação de sangue, da coleta do material biológico e nós podemos afirmar que de fato a doença já circulava”, explicou.

Australiano ganha R$ 770 mil após ser demitido por compartilhar meme de Hitler

Share Button

Por G1

Bruno Ganz em 'A queda! As últimas horas de Hitler' (2004) | Foto: Divulgação

Bruno Ganz em ‘A queda! As últimas horas de Hitler’ (2004) | Foto: Divulgação

Um trabalhador australiano ganhou na Justiça o direito de receber 200 mil dólares australianos (o equivalente a cerca de R$ 770 mil) após ser demitido pela petroleira BP por ter compartilhado um meme de Hitler, durante negociações salariais com a empresa. O clipe compartilhado por Scott Tracey usa um conhecido trecho do filme alemão “A queda! As últimas horas de Hitler”, de 2004, em que o ditador, interpretado pelo ator Bruno Ganz, é mostrado aos gritos com generais após a Alemanha perder a Segunda Guerra Mundial. A paródia teria sido feita pela esposa do trabalhador. Ao decidir pela demissão de Tracey em 2018, a petroleira afirmou que o vídeo comparava executivos da empresa a nazistas e que mostrá-lo a colegas utilizando um computador da empresa representava uma quebra do código de conduta, de acordo com a imprensa local. Em fevereiro deste ano, o trabalhador foi reintegrado à empresa por decisão da Justiça. Além disso, a empresa foi condenada a pagar a remuneração devida a Tracey pelo tempo que ele ficou afastado do emprego, além das contribuições para sua aposentadoria. A petroleira BP não comentou a decisão.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia