WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

:: ‘Destaque3’

Santaluz: materialize seus sonhos no ‘Mundo da Construção’

Share Button
Foto: Divulgação

O Mundo da Construção fica na Rua Cosme de Farias, em Santaluz | Foto: Divulgação

Sabe aquela reforma que há muito você queria fazer? Pois agora ficou mais fácil reformar e construir. Seja qual for o tamanho da obra, desde o projeto até o acabamento você pode contar com o ‘Mundo da Construção’. Bloco, cimento, areia, lajotas, linha completa de pisos, tinta, material hidráulico e elétrico, temos tudo o que você precisa, e pelos menores preços em até 10x sem juros. Venha nos fazer uma visita e conferir nosso orçamento sem compromisso. Rua Cosme de Farias, em Santaluz. Se preferir, você também pode entrar em contato pelo WhatsApp (75) 99252-8834.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

‘Não compraremos a vacina da China’, diz Bolsonaro em rede social

Share Button

Por G1

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em sua página no Facebook nesta quarta-feira (21), que o Brasil não irá comprar “a vacina da China”. A afirmação foi feita em resposta a uma seguidora na rede social que pediu a exoneração do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “Bom dia presidente. Exonera Pazuelo urgente, ele está sendo cabo eleitoral do Doria. Ministro traíra”, escreveu a seguidora, se referindo a João Doria (PSDB), governador do estado de São Paulo. Na terça-feira (20), o Ministério da Saúde havia anunciado a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac. A empresa tem um acordo com o governo de São Paulo para fornecimento da vacina pronta e, também, para a transferência da tecnologia de produção para o Instituto Butantan. “Tudo será esclarecido ainda hoje. Não compraremos a vacina da China”, disse o presidente. Horas depois, na mesma rede social, Bolsonaro disse que “minha decisão é a de não adquirir a referida vacina” e que, antes de ser disponibilizada à população, a imunização deve ser “comprovada cientificamente pelo Ministério da Saúde e certificada pela Anvisa”.

Ministério Saúde colocará vacina chinesa contra Covid-19 em Programa Nacional de Imunização

Share Button
Foto: Freepik

Foto: Freepik

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse a governadores nesta terça-feira que a potencial vacina da chinesa Sinovac contra a Covid-19, Coronavac, será incorporada ao calendário do Programa Nacional de Imunizações, segundo relatou à Reuters o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), um dos presentes à reunião. Conforme a agência de notícias, uma segunda fonte confirmou a mesma informação. De acordo com Dino, Pazuello não deu detalhes sobre como seria a vacinação, mas o ministro espera ser possível que seja feita a partir de janeiro, com base em informações repassadas ao Ministério da Saúde pelo Instituto Butantan, que testa e desenvolve a vacina no Brasil com a Sinovac.

‘Será um grande erro não investir no Brasil’, diz Paulo Guedes

Share Button

Por G1

Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (20) que investidores internacionais deveriam manter ativos no país, aguardando efeitos das reformas estruturais que o governo promete dar seguimento em 2021. “Será um grande erro não investir no Brasil”, disse. Em conferência do Milken Institute, ele afirmou também que não haverá aumento da carga tributária no país, pois haverá apenas um remanejamento de impostos “inadequados”. “Não vamos aumentar impostos, e vamos reduzir juros corporativos. Nos Estados Unidos, derruba-se os impostos de empresas enquanto se taxa dividendos. Aqui, paga-se zero em dividendos e isso não é razoável”, disse Guedes. “O que faremos é deixar o sistema parecido com o dos Estados Unidos: mais impostos nos dividendos e menos para empresas”, explicou. O ministro também tentou tranquilizar investidores com relação à governança no país. Segundo Guedes, houve “muito barulho” durante as eleições de 2018 a respeito de autoritarismo por parte do então candidato Jair Bolsonaro, mas que o governo se provou democrático. “Estamos há um ano e meio sem corrupção no país. É como se fosse um século!”, disse. Sobre ameaças de furar o teto, Guedes colocou no Ministério da Economia o papel de segurar a euforia do governo, inclusive a popularidade de Bolsonaro. “Ele quer ser herói, mas nosso papel é segurá-lo abaixo do teto de gastos”, disse. “É por isso que saí brigando com meus colegas [de governo], não há hipótese de abandonarmos essa agenda.”

Grupo explode caixas e agência bancária fica destruída na Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução/TV Bahia

Foto: Reprodução/TV Bahia

Caixas eletrônicos de uma agência bancária foram explodidos na madrugada desta terça-feira (20), no bairro do Retiro, em Salvador. A agência atacada é da Caixa Econômica Federal e fica na Rua Melo Moraes Filho. O local ficou destruído. Não houve feridos. Equipes da 9ª CIPM foram acionadas e, quando chegaram ao local, já encontraram a agência com fios expostos, vidros quebrados, caixas danificados, além de cápsulas de armas espalhadas pelo chão. Não há detalhes se os criminosos conseguiram levar alguma quantia. O alarme da agência chegou a ser acionado, mas quando os funcionários da empresa de segurança chegaram ao local, a ação já havia sido realizada. Os suspeitos conseguiram fugir. Moradores da região informaram que ouviram fortes estampidos e barulhos de explosão. Disseram ainda que durante a ação, o grupo jogou miguelitos – espécie de armadilha de metal usada para furar pneus de carros – pela rua como forma de atrasar a chegada da polícia à agência. A unidade bancária tem câmeras de segurança e há marcas de dois disparos de arma de fogo perto de uma delas. A Polícia Federal vai fazer perícia e investigar o caso.

Mais de 60 pés de maconha são achados em quintal de casa no interior da Bahia

Share Button
Foto: Reprodução/TV Bahia

Foto: Reprodução/TV Bahia

A Polícia Militar encontrou, na segunda-feira (19), 64 pés de maconha no quintal de uma casa em São Gonçalo dos Campos, cidade a cerca de 115 km de Salvador. Segundo a TV Bahia, a PM informou que militares faziam ronda pelo bairro Murilo Leite, quando dois homens correram ao avistarem a viatura. Os policiais perseguiram os suspeitos, que entraram em uma casa abandonada. No local, os PMs encontraram a plantação de maconha. Os dois homens conseguiram fugir, mas no imóvel, além da plantação, os militares acharam 12 pedras de crack, 3 trouxas de maconha e um saquinho contendo sementes, supostamente de maconha.

Bolsonaro diz que vacina contra Covid-19 ‘não será obrigatória e ponto final’

Share Button
Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

“O meu ministro da saúde já disse claramente que não será obrigatória e ponto final”, disse o presidente Jair Bolsonaro a apoiadores, nesta segunda-feira (19), sobre a vacina contra o novo coronavírus. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a declaração é uma resposta ao governador de São Paulo, João Doria, que afirmou que a vacinação no estado será obrigatória. De acordo com o gestor, a única exceção seria feita para quem tem alguma restrição avalizada por um médico. “Tem um governador aí que está se intitulando o médico do Brasil dizendo que ela [a vacina] será obrigatória. Repito que não será”, continuou Bolsonaro. “Da nossa parte, a vacinação, quando estiver em condições de, depois de aprovada pelo Ministério da Saúde e com comprovação científica e, assim mesmo, ela tem que ser validada pela Anvisa, daí nós ofereceremos ao Brasil, de forma gratuita, obviamente”, disse o presidente.

Professor é decapitado por pai de aluno no subúrbio de Paris

Share Button
Foto: Reprodução/JN Agências

Foto: Reprodução/JN Agências

Um professor foi encontrado morto pela policia francesa nas imediações de uma escola no subúrbio de Paris na tarde desta sexta-feira (16). A suspeita é de que o crime tenha sido cometido pelo pai de um dos alunos da vítima. O professor de história teria dado uma aula sobre a liberdade de expressão onde mostrou caricaturas de Maomé, conforme apuração do jornal francês Le Monde. O suspeito de cometer o crime foi morto pela polícia na cidade de Ergany, vizinha à capital francesa, enquanto tentava fugir. Informações dão conta de que o homem não cumpria a ordem de baixar a arma, uma faca de cozinha, possivelmente utilizada no crime, e resistiu agressivamente à prisão. O caso é tratado como terrorismo. Há ainda a informação de que o criminoso chegou a publicar imagens da ação violenta em seu perfil em uma rede social antes de ser alcançado pela polícia.

Vale identifica trincas no que restou da barragem que se rompeu em Brumadinho

Share Button

Por G1 Minas

Foto: Danilo Girundi/TV Globo

Foto: Danilo Girundi/TV Globo

A Vale informou, nesta quinta-feira (15), que identificou duas trincas no material remanescente da barragem B1, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A estrutura se rompeu em janeiro de 2019, deixando 259 mortos e 11 desaparecidos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fato não impactou nas buscas pelos desaparecidos. “Em decorrência disso foi estabelecido um perímetro de segurança no qual as equipes que estavam atuando mais perto da barragem B1 foram remanejadas para outras frentes”, disse o porta-voz da corporação, o tenente Pedro Aihara. A mineradora afirmou ainda que as atividades foram paralisadas no local, preventivamente, em uma distância entre 2 e 3 km da barragem depois que as trincas foram identificadas em uma inspeção de rotina. Segundo a Vale, a ação foi alinhada com a auditoria do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e comunicada aos órgãos competentes. “A empresa reforça que a medida é preventiva e que não há necessidade de evacuação dos moradores das comunidades vizinhas, uma vez que essas áreas permanecem em segurança”, diz a nota.

Mais de 4,1 milhões de brasileiros ficaram desempregados diante da pandemia, aponta IBGE

Share Button

Por G1

Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Dados divulgados nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que, em cinco meses, mais de 4,1 milhões de brasileiros entraram para a fila do desemprego diante da pandemia do novo coronavírus. Entre a primeira semana de maio e a penúltima de setembro, aumentou em 43% o número de desempregados no país. De acordo com o levantamento, o país encerrou a penúltima semana de setembro com cerca de 14 milhões de desempregados, o maior contingente observado desde o começo da pesquisa. Na primeira semana de maio, eram 9,8 milhões de trabalhadores em busca de uma ocupação no mercado de trabalho. Com isso, a taxa de desemprego passou de 10,5% para 14,4%, a maior de todo o período pesquisado. O levantamento foi feito entre os dias 20 e 26 de setembro por meio da Pnad Covid19, versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua realizada com apoio do Ministério da Saúde para identificar os impactos da pandemia no mercado de trabalho e para quantificar as pessoas com sintomas associados à síndrome gripal no Brasil. Esta foi a última edição da pesquisa semanal.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia