WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

:: ‘Destaque3’

Governo diz que auxílio emergencial não pode ser permanente

Share Button

Por Agência Brasil

Foto: Pixabay e Marcos Santos/USP Imagens

Foto: Pixabay e Marcos Santos/USP Imagens

O Ministério da Economia informou nesta terça-feira (12) que o auxílio emergencial não pode ser permanente para não comprometer a política fiscal. Segundo a nota, “as despesas criadas neste momento de excepcionalidade não devem ser transformadas em permanentes para não comprometer a recuperação das contas públicas a partir de 2021 e nem a trajetória sustentável da dívida pública”. “Sobre as notícias de que o programa de auxílio emergencial pode ser permanente, o Ministério da Economia esclarece que tem tomado medidas de caráter temporário para combater os efeitos da pandemia. O compromisso com o teto de gastos dá credibilidade e promove investimentos que criam empregos e faz com que o governo onere cada vez menos a sociedade”, diz o texto. Segundo a nota, neste momento, o governo está preocupado em preservar vidas e a atividade econômica. Na segunda-feira (11), o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse que o o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) poderá ser mantido após o fim da pandemia, num processo de transição para um novo modelo econômico. “Não podemos virar a chave e desligar tudo de uma hora para outra”, disse, referindo-se à possibilidade de manutenção do benefício no segundo semestre deste ano.

‘Estamos voltando a ser o país da fome’, diz Bolsonaro a apoiadores

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro novamente defendeu que o país tem que se preocupar com os efeitos econômicos provocados pela crise do coronavírus e não só com as demandas de saúde. “Estamos voltando a ser o país da fome. Tem que tratar a questão do vírus juntamente com a questão do desemprego”, disse o presidente em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, nesta terça-feira (12). Ele ainda comentou a prorrogação da quarentena no estado de São Paulo até o dia 31 de maio. “O Supremo deu poderes pra ele (o governador João Doria) decidir sobre essa questão aí. Se fosse comigo, seria diferente”, falou.

Vou sair em 1º de janeiro de 2027, diz Bolsonaro ao ser indagado sobre impeachment

Share Button

Por Folhapress

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Confrontado sobre a possibilidade de renúncia ou impeachment, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que vai sair do Palácio do Planalto somente em 1º de janeiro de 2027, sugerindo que será reeleito em 2022. Bolsonaro não quis falar com a imprensa neste domingo (10), mas conversou com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente. Em meio ao público, um dos visitantes afirmou: a “democracia pede sua renúncia ou impeachment”. Surpreso com a declaração, o presidente disse: “Vou sair em 1º de janeiro de 2027”. Pedidos de impeachment de Bolsonaro foram apresentados à Câmara, mas o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda não decidiu sobre isso. Bolsonaro esteve em evento para revelação do sexo do filho de Eduardo Bolsonaro, deputado federal do PSL por São Paulo, e Heloísa Wolf. Nas redes sociais, Eduardo publicou um vídeo, no qual ele usa uma arma para estourar um balão, que revelou a cor rosa, indicativo de sexo feminino. Após o evento, Bolsonaro retornou ao Palácio da Alvorada. Questionado por alguns apoiadores sobre qual o sexo da futura neta, o presidente disse que não responderia para não gerar polêmica.

Ministro da Saúde diz que domingo foi marcado pela alegria do Dias das Mães e tristeza com as mortes por coronavírus

Share Button

Por G1

Nelson Teich | Foto: Reprodução GloboNews

Nelson Teich | Foto: Reprodução GloboNews

O ministro da Saúde, Nelson Teich, disse que este domingo (10) é marcado por uma “dualidade de sentimentos”, com alegria pela comemoração dos Dias das Mães, mas tristeza pelas 10 mil mortes provocadas pelo coronavírus. A mensagem de Teich foi publicada nas redes sociais. É a primeira vez que um integrante do governo Jair Bolsonaro se manifesta sobre os mortos pela doença, depois que o Brasil ultrapassou a marca de 10 mil vítimas. “Hoje, dia 10 de maio, amanhecemos com uma enorme dualidade de sentimentos, que por um lado nos traz a alegria de um dia tão especial como o dia das mães e por outro a tristeza e sofrimento de ter atingido a terrível marca de mais de 10 mil mortes por Covid-19 no Brasil”, escreveu Teich no Twitter. Neste domingo, o Brasil alcançou a marca de 11.123 mortes e 162.699 casos confirmados de coronavírus.

ACM Neto anuncia ‘lockdown setorizado’ em Salvador

Share Button
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Salvador terá um lockdown setorizado. Ou seja: fechamento de alguns locais que possuem maior incidência de pessoas infectadas com coronavírus. De acordo com o Bahia Notícias, a informação foi divulgada pelo prefeito ACM Neto (DEM), em entrevista coletiva nesta quarta-feira (6). “Amanhã vamos apresentar a Salvador um plano, que vem sendo traçado desde o começo, que é promover a interdição completa de alguns pontos de Salvador (…) Nós queremos começar essa semana e a medida terá validade a partir deste sábado. Vamos fazer uma espécie de lockdown setorizado, que é o fechamento de determinados lugares, onde é maior a taxa de coronavírus, inclusive de comércio e ruas. Se essa medida não funcionar, vou defender o fechamento de tudo”, afirmou. A capital baiana havia registrado 2.599 casos confirmados de Covid-19 até o início da noite de terça-feira (5), com 95 óbitos, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde. Em números absolutos, Pituba e Brotas são as áreas que concentram o maior número de casos, enquanto Patamares apresenta o maior percentual de habitantes contaminados pelo novo coronavírus. Os dados separados por bairros da capital baiana, divulgados pelo secretário Leo Prates, apontam ainda uma curva ascendente de casos em áreas como Bonfim, Uruguai, Plataforma e Liberdade.

Homens disparam contra barreira sanitária e tiros atingem guarda e agente de saúde

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Homens armados dispararam contra uma barreira sanitária montada no município de Barra do Choça, na região sudoeste do estado, e deixaram duas pessoas feridas. O crime ocorreu na tarde da última segunda-feira (4). Os homens estavam em um carro branco e fugiram logo após a ação criminosa. Uma guarda municipal e uma agente de saúde foram baleadas. A guarda municipal passará por cirurgia na tarde desta terça-feira (5), já que o projétil ficou alojado no joelho. A agente de saúde foi atingida na panturrilha e está em observação. A suspeita é de que o crime tenha sido uma retaliação de criminosos da região contra uma operação contra o tráfico de drogas realizada no último fim de semana. Ninguém foi preso até a última atualização desta reportagem. Diante do ocorrido, a montagem das barreiras sanitárias em Barra do Choça foi suspensa. Nesta tarde, o prefeito da cidade, Adiodato Araújo, se reunirá com o secretário municipal de Saúde para planejar um meio seguro para que a medida volte a ser implementada.

Ala ideológica quer saída de Regina Duarte, e ala política teme desgaste após Moro

Share Button
Foto: Alan Santos/PR

Foto: Alan Santos/PR

Comandada por Olavo de Carvalho, a ala ideológica do governo do presidente Jair Bolsonaro conseguiu nesta terça-feira (5) uma vitória na Secretaria da Cultura, comandada por Regina Duarte: a volta de Dante Mantovani para a Funarte. Segundo informações da jornalista Andréia Sadi, no G1, auxiliares de Bolsonaro que são aliados de Regina Duarte dizem que foram pegos de surpresa com a informação, mas admitem a digital de Olavo de Carvalho, que quer a demissão da atriz. Ao ser questionado sobre a permanência de Regina no governo, Bolsonaro disse que só presidente e vice não podem ser trocados. Hoje, assessores políticos do presidente consideram ser imprevisível o desfecho da situação de Regina, mas não descartam sua saída. Isso seria um novo desgaste após a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública, já que tanto ele quanto a atriz são populares. Não à toa, o impacto do “sim” de Regina foi comparado por militares ao sim de Sergio Moro quando entrou no governo.

Doria, esposa e filhos recebem ameaças de morte

Share Button
Brasilia DF 07 11 2018 O governador eleito de São Paulo, João Doria, fala à imprensa após encontro com o presidente eleito Jair Bolsonaro no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabinete de transição de governo.Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil

O governador de São Paulo, João Doria, encaminhou ao serviço de inteligência da Polícia Civil uma ameaça de morte feita por uma moça na conta de Instagram de Bia Doria, sua esposa. A ameaça se junta a outras enviadas ao governador desde o início da quarentena em São Paulo. A mensagem ameaçava de morte Doria, Bia e os filhos do casal. De acordo com a coluna de Lauro Jardim em O Globo, além da investigação que a polícia paulista já está fazendo, Doria pediu ao seu advogado, Fernando José da Costa, que impetrasse uma ação criminal contra a autora da mensagem.

Policial Militar com suspeita de coronavírus morre no sul da Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Redes Sociais

Foto: Redes Sociais

Um policial de 40 anos, com suspeita de infecção por coronavírus, morreu no domingo (3), em Itabuna, no sul da Bahia. De acordo com a Polícia Militar do município, o policial Wilson Moura estava internado no Hospital Calixto Midlej, em Itabuna. Ele morava em Buerarema, também no sul da Bahia, mas trabalhava em Itabuna. Wilson tinha 20 anos de corporação, era casado e deixa três filhos. Ele foi sepultado no domingo em Itajuípe, cidade onde moravam os pais dele. A coleta do material do PM já foi realizada e a secretaria municipal de Buerarema aguarda o resultado. Até a publicação desta reportagem, a Bahia tinha mais de 3,5 mil pessoas infectadas pela Covid-19, com mais de 120 mortes.

Bolsonaro nomeia braço direito de Ramagem para comando da Polícia Federal

Share Button

Por G1 e TV Globo

Foto: Thiago Bergamasco/Agência Phocus

Foto: Thiago Bergamasco/Agência Phocus

O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta segunda-feira (4) o delegado Rolando Alexandre de Souza como novo diretor-geral da Polícia Federal. A nomeação foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”. A nomeação de Rolando foi oficializada cinco dias depois de o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspender a decisão de Bolsonaro de nomear o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o também delegado Alexandre Ramagem, para comandar a PF. Rolando Alexandre de Souza já foi superintendente da PF em Alagoas entre 2018 e 2019. Em setembro de 2019, a convite de Alexandre Ramagem, assumiu o cargo de secretário de Planejamento e Gestão da Abin. Na PF, Rolando também foi chefe do Serviço de Repressão a Desvio de Recursos Públicos e ocupou cargos de chefia na Divisão de Combate a Crimes Financeiros e na superintendência em Rondônia.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia