Share Button
demandaagua

Foto: Ilustração

Nos últimos dias, foram registradas alterações nas características da água distribuída no Sistema Integrado de Abastecimento da região do Sisal, mais especificamente na cor e no odor. A falta de chuvas e as elevadas temperaturas na região podem estar ocasionando a morte de algas nas duas barragens e estes fatores podem estar contribuindo para alteração nas características sensoriais da água, como o cheiro e coloração da mesma.

A equipe técnica da Embasa está investigando as possíveis causas do problema e adotando medidas para solucionar a situação, que afeta os municípios de Riachão do Jacuípe, Ichu, Candeal, Nova Fátima, Valente, São Domingos, Gavião, Pintadas e Capela do Alto Alegre é proveniente das barragens de Pedras Altas e São José do Jacuípe.

Em comunicado divulgado à imprensa na tarde desta segunda-feira (5), a empresa informou que está realizando testes e análises físico-químicas e bacteriológicas em amostras coletadas ao longo do sistema de abastecimento, para verificar se os parâmetros especificados na Portaria do Ministério da Saúde nº 2.914/11 foram afetados. Até o momento, segundo a Embasa, não foi identificada nenhuma alteração nos níveis de potabilidade da água que representassem risco à saúde da população.

A Embasa esclarece que estão sendo enviados todos os esforços para solucionar o mais rápido possível a situação, incluindo o uso de produtos alternativos e técnicas diferenciadas para o tratamento da água proveniente das duas barragens, que consigam eliminar o odor e a cor escura da água. A empresa disse que conta com a compreensão dos moradores dos municípios afetados.

Redação Notícias de Santaluz