Share Button
Foto: Anderson Riedel / PR

Foto: Anderson Riedel / PR

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, acredita que o surto do novo coronavírus no Brasil está “apenas começando”. Em entrevista à americana CNN, o médico não descartou a possibilidade do país registrar mil casos por dia. Na última quarta-feira (13), foram 749 óbitos contabilizados. No total, são mais de 12 mil mortos. “Estamos no início”, disse Mandetta. De acordo com ele, o pico pode ter sido atingido em Manaus, mas continua a crescer em outras capitais. “E no Sul ele ainda não começou”, alertou. “A população não sabe para que lado ela vai”, lamentou ao citar as divergências de ideias com o presidente Jair Bolsonaro, contrário ao isolamento total. “Eu dizia uma coisa e o presidente dizia outra”. Mandetta também fez um alerta para a relação do Brasil com a China, que sofreu um desgaste durante a pandemia. Nas últimas semanas, o chanceler Ernesto Araújo passou a criticar a China por conta da crise internacional. “A impressão que eu tenho é que, num local cheio de pólvora, o Itamaraty entra fumando”, disse. “Cadê as máscaras? Estamos perdendo enfermeiros”, disse. “Respiradores não chegam”, lamentou.