Ney Silva/Acorda CidadeO diretor do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), José Carlos Pitangueira, que está à frente da instituição há dois meses, informou ao Acorda Cidade que cinco médicos ‘fantasmas’ já foram demitidos durante a sua administração. De acordo com ele, um levantamento foi feito para verificar a frequência dos funcionários e foi identificado que alguns profissionais não estavam comparecendo para trabalhar.

“Fizemos uma pesquisa e verificamos que cinco médicos não estavam comparecendo nesses 60 dias, por isso, nós tiramos da folha de pagamento. Quem não trabalha não deve receber”, afirmou, acrescentando que outros funcionários estão sendo investigados.
Segundo o diretor do Clériston, alguns médicos não estavam comparecendo, pois estavam com problemas de saúde. Esses, ele informou que serão encostados. (Com informações do Acorda Cidade)