Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Lúcio Adolfo/Boa Esporte

Foto: Lúcio Adolfo/Boa Esporte

O Fluminense de Feira já chegou a um acordo com o goleiro Bruno. No entanto, a contratação depende da Justiça para autorizar a transferência de presídio do jogador, de 35 anos, que cumpre pena na cidade mineira de Varginha, por ter sido condenado pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio, ocorrido em 2010. Segundo o presidente do Touro do Serão, o deputado estadual Pastor Tom (PSL), o martelo deve ser batido nos próximos dias. “Falei com Bruno ontem de noite. Vou aguardar até amanhã o advogado para informar se essa transferência de lá para cá vai demorar ou não. Parece que o Fórum só abre amanhã”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. “Daqui para amanhã a gente já decide. Já está tudo acertado. Se o jurídico falar que não consegue [a transferência] em 30 dias, eu estou fora. Tem que vir agora, inclusive com oito dias. Não posso demorar, porque a gente não tem calendário, só temos quatro meses de competição”, completou. Em julho deste ano, o goleiro Bruno Fernandes obteve a progressão de pena para o regime semiaberto domiciliar. Com isso, ele poderá trabalhar, mas está impedido de deixar a cidade de Varginha, onde no dia 10 de cada mês precisa comparecer em Juízo para atualizar o seu endereço e prestar contas das atividades realizadas. A duração do contrato de Bruno com o Flu de Feira seria apenas pelo período de disputa do Campeonato Baiano, única competição do time na temporada de 2020. A estreia do Touro do Sertão está marcada para o dia 22 de janeiro, contra o Atlético de Alagoinhas, fora de casa, pela primeira rodada.