Share Button
geddelnjd

Foto: Bruna Castelo Branco/ Bahia Notícias

Depois de receber a confirmação de que permanecerá à frente da Secretaria de Governo, Geddel Vieira reconheceu que tratou com o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, sobre um projeto imobiliário na Bahia, mas negou que o tenha pressionado a produzir um parecer técnico para liberar o empreendimento. Durante entrevista à Folha de S. Paulo, ele chegou a chorar e confirmou que, no ano passado, fez uma promessa de compra e venda de uma unidade no condomínio e afirma que, justamente por ter conhecimento do impasse imobiliário, tinha legitimidade para levar a questão ao então ministro da Cultura. A cena de emoção já havia ocorrido em 1994, quando Geddel era deputado federal, e caiu várias vezes no choro durante depoimento à CPI do Orçamento, que investigou fraudes envolvendo recursos da união. Geddel acabou inocentado.