Share Button
Foto: Reprodução/EBC

Foto: Reprodução/EBC

Integrantes do governo pretendem criar uma espécie de quarentena para servidores públicos que queiram se candidatar a cargos políticos, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Pela proposta, ocupantes de carreiras de Estado terão de se afastar de seus postos e esperar um prazo determinado antes de disputar uma eleição. A ideia foi levada a auxiliares de Jair Bolsonaro com a sugestão de ser incorporada à reforma administrativa. A mudança reforça a tese da equipe econômica de que o servidor não pode ter vínculo partidário. Pela proposta, devem ser atingidos servidores do Executivo, como policiais federais, defensores públicos, auditores fiscais e analistas do Banco Central. Procuradores e juízes obedecem regras que regem o Judiciário e o Ministério Público.