Share Button
O ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) em evento na Universidade de Coimbra, onde manifestantes tentaram atingí-lo com ovos | Samira Galli/Estadão

O ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) em evento na Universidade de Coimbra, onde manifestantes tentaram atingí-lo com ovos | Samira Galli/Estadão

O ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi alvo de manifestações de militantes do Partido Nacional Renovador (PNR), de Portugal, na tarde desta terça-feira (26), em um evento em Coimbra. Convidado pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra para participar de uma conferência, Wyllys já havia iniciado o debate quando dois homens se levantaram da plateia e tentaram acertá-lo com três ovos. Aberta ao público, a conferência estava lotada, com centenas de pessoas do lado de fora. Segundo o Estadão Conteúdo, a agressão aconteceu quando o ex-deputado falava sobre crimes de homofobia e criticava o atual governo brasileiro. “As pessoas não se importaram com o insulto que Jair Bolsonaro fez à minha pessoa lá na Comissão de Direitos Humanos, porque a homofobia é social e naturaliza a violência contra as pessoas LGBTs. A homofobia é institucional e, por isso, todas as violências praticadas contra a comunidade LGBT no Brasil, principalmente as violências letais, não despertam…”, dizia o ex-deputado, quando foi interrompido pela ovada. Os agressores foram imobilizados pelos seguranças do evento e expulsos do local. “Eu gostaria de dizer para esses sujeitos – que no lugar de um ovo, poderiam ter mandado um tiro – que nós estamos atentos e fortes”, provocou Jean Wyllys, que foi protegido da “ovada” pelo segurança de sua escolta pessoal.A conferência em Coimbra foi a primeira atividade pública de Jean Wyllys em Portugal.