Share Button

Por GQ Brasil

O empresário belga-israelense Ehud Arye Laniado | Foto: Divulgação

O empresário belga-israelense Ehud Arye Laniado | Foto: Divulgação

Proprietário da Omega Diamonds, empresa do ramo de diamantes baseada na Antuérpia, Bélgica, o bilionário Ehud Arye Laniado morreu no último fim de semana aos 65 anos devido a um ataque cardíaco enquanto passava por uma cirurgia de aumento peniano em uma clínica particular de Paris, também conhecida como Faloplastia. Conhecido por “se preocupar muito com as aparências”, segundo amigos que não quiseram se identificar, o empresário mantinha uma cobertura avaliada em R$ 150 milhões em Mônaco onde armava festas rodeado de celebridades e modelos. De origem belga-israelense, Laniado começou sua carreira na África aos vinte e poucos anos e era considerado um expert na avaliação de diamantes. Em 2015, foi ele quem vendeu um dos diamantes mais caros da história, conhecido como Blue Moon, para o empresário de Hong Kong Lau Luen Hung por US$ 48,4 milhões. O tamanho exato da fortuna do empresário não era divulgado, mas ele e seu sócio, Sylvain Goldberg, estavam tendo problemas com a justiça belga em um processo de evasão de divisas.