WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Max_Bom Preço

Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

Ministro do STJ nega pedido de adiamento do Enem

Share Button

Por O Globo

Concurso da Embasa visa preenchimento de 600 vagas (Foto: Divulgaçã

Foto: Divulgação

O ministro Gurgel de Faria, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o pedido da União Nacional dos Estudantes (Une) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) para adiar a data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na segunda-feira, as entidades entraram com um pedido de liminar no STJ solicitando a adequação do calendário do Enem à “realidade do atual ano letivo” e que o MEC consulte as secretarias de estado de educação sobre o tema. O ministro argumenta que o STJ não tem competência para julgar o mandado de segurança uma vez que ele diz respeito a atos do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame. O magistrado citou também que não foi anexado o edital do exame no processo, o que impossibilitaria apreciação da ação. Nessa modalidade processual todas as provas devem vir junto com a petição inicial. No pedido, as entidades argumentaram que a suspensão de aulas em todos os estados do país pode aprofundar desigualdades e prejudicar os estudantes: “Considerando o contexto da falta de aula e reorganização dos períodos letivos em decorrência das medidas de isolamento derivadas da pandemia, que poderia colocar em uma situação de ainda maior desigualdade os estudantes de escola pública, que não vêm tendo aulas, em relação àqueles de escolas particulares que mantém a atividade letiva virtualmente”. As inscrições para o Enem 2020 começaram na segunda-feira. De acordo com o cronograma, as provas presenciais ocorrerão em 1 e 8 de novembro. A prova virtual, por sua vez, será aplicada nos dias 22 e 29 de novembro.

Prefeitura de Santaluz e comerciantes se reúnem para discutir medidas de prevenção ao coronavírus

Share Button
Foto: Kaká Santos/Prefeitura da Santaluz

Foto: Kaká Santos/Prefeitura da Santaluz

A Prefeitura de Santaluz convocou os comerciantes da cidade para um diálogo de ideias e sugestões, no sentido de aprimorar o conjunto de medidas adotadas no combate à COVID-19. O assunto em pauta foi a manutenção do funcionamento do comércio, uma vez que os casos estão aumentando com maior velocidade em todo o Brasil.

A Prefeita Quitéria Carneiro esteve presente e falou sobre a necessidade de comerciantes e funcionários colaborarem com as medidas de prevenção, afirmando que um possível fechamento não depende apenas da gestão, depende também da evolução do contágio, que é um fator determinante e do cumprimento das medidas já estabelecidas. Ela finalizou pedindo que todos usem máscaras e que o comércio exija a utilização na hora de receber clientes.

Foto: Kaká Santos/Prefeitura da Santaluz

Foto: Kaká Santos/Prefeitura da Santaluz

O Diretor da Vigilância Sanitária Municipal, Wellington, e a Secretária de Saúde, Jamile Sena, informaram sobre novas medidas para o espaço físico de cada estabelecimento, com a determinação da quantidade de pessoas, numa linha ainda mais segura, além da utilização de identificação de metragem do distanciamento, para comércios com atendimento em filas. Também estiveram presentes Rodrigo Santana, Diretor da CDL e Dr. Danilo, Diretor do Hospital Municipal. Comerciantes participaram, colocando pontos e sugestões, que deverão complementar as novas decisões.

O encontro, que ocorreu na noite de terça-feira no CENOS, obedeceu todas as medidas de higiene e proteção possíveis, como a utilização de máscara, álcool em gel e aferição da temperatura, na entrada, de todos os participantes, além da distribuição dos assentos com distanciamento.

Santaluz registrou na última segunda, 11 de Maio, o segundo caso confirmado de COVID-19. O paciente encontra-se em isolamento domiciliar na cidade.

Por Departamento de Comunicação da Prefeitura de Santaluz

Jovem é raptado em bar de Conceição do Coité e achado morto em estrada vicinal de Araci

Share Button
Foto: Notícias de Santaluz

Foto: Notícias de Santaluz

Luciandro Ramos Santos, conhecido também como ‘Capenga’, de 24 anos, residente em Salgadália, distrito de Conceição do Coité, foi encontrado morto, com marcas de tiros, na manhã desta quarta-feira (13) em uma estrada vicinal que liga a comunidade onde ele morava ao município de Araci, nas imediações da localidade conhecida como Queimadinha. Autoria e motivação do crime ainda são desconhecidas. De acordo com informações da polícia, a vítima foi identificada por familiares que estiveram no local. Conforme a polícia, na noite anterior, Luciandro foi raptado em um bar, em Salgadália, por homens que chegaram em um carro. O celular dele foi deixado no local. O corpo foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) na cidade de Serrinha. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Notícias de Santaluz

Pastor na Bahia diz que coronavírus é bom para que pessoas se convertam a Jesus

Share Button

Por G1 BA

Pastor diz que coronavírus 'é bom para que o povo se converta a Jesus'; depois pede desculpas | Foto: Reprodução / Redes Sociais

Pastor diz que coronavírus ‘é bom para que o povo se converta a Jesus’; depois pede desculpas | Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um pastor de Santo Antônio de Jesus, cidade a cerca de 190 quilômetros de Salvador, usou as redes sociais na internet para publicar um vídeo no qual agradece pelos casos da Covid-19 porque, segundo ele, isso ajudará que as pessoas se convertam em Jesus Cristo. Depois da repercussão, ele fez outra postagem pedindo desculpas.

No Brasil, até esta quarta, 179.457 pessoas tiveram testes confirmados para a Covid-19. Já o número de mortos chega a 12.531. Na Bahia, conforme o último boletim da Secretaria de Saúde (Sesab), os casos ultrapassam os 6 mil, com 225 mortes.

O pastor Gilberto Passos faz parte da Igreja Caminho ao Deus Vivo (ICDV). O primeiro vídeo, disponibilizado no Facebook pessoal dele foi publicado na semana passada, mas apagado horas depois.

Na publicação [que o pastor apagou], ele comentou que as “materialidades” da vida afastam as pessoas de Jesus Cristo e questionou a eficácia da medicina.

Foi nessa ocasião que ele comentou: “Obrigado, Jesus. Aumenta mais o corona mesmo’. Importante porque só assim essas desgraças desse pessoal se conserta [sic], deixa o pecado, se converte em Jesus Cristo”.

Já no domingo (10), o pastor fez um outro vídeo, se justificando sobre a situação. Ele pontuou que a pandemia é um cenário para que as pessoas se convertam, mas não “para matar ninguém”.

“Eu falei assim: que bem feito essa coronavírus estar no mundo. O porquê eu falei isso? O coronavírus vem da parte de Deus. Para que? Para matar as pessoas que não são evangélicas? Não. Para as pessoas se afirmarem na casa de Deus. Mas por quê? Quem é pastor sabe como é que está a devassidão dentro da própria igreja, das pessoas agindo da forma que querem”, falou.

“Então disse assim: ‘Bem feito vir o coronavírus, para que esses cornos venham se converter a Jesus’. Por que? O que Deus quer? Que a gente se converta. Essa enfermidade é para as pessoas se converterem. Não é para matar ninguém. Para se converter e entender o evangélico”, completou.

Na ocasião, o pastor ainda comentou sobre o agradecimento que fez a Deus por causa da doença. Segundo ele, o agradecimento foi pautado nos ensinamentos bíblicos.

“Quando eu falei para dar graças a Deus pelo coronavírus, por quê? No capítulo 5, verso 18, diz assim: ‘Em tudo dá graças porque essa é a vontade de Deus e de Jesus’. Tudo que acontece na vida do crente é para o nosso bem. Graças a Deus por tudo. Se é para dar graça, é a bíblia que manda. Então, eu vou dizer assim: ‘Eu peço desculpas, perdão a vocês’. Mas eu não falei fora da bíblia. Eu falei pela palavra de Deus, que está escrito. Que Deus abençoe”, completou.

Na manhã de terça-feira (12), o pastor fez uma nova transmissão ao vivo pelo Facebook onde, além de pregar a palavra para os seguidores, aproveitou para se desculpar sobre as declarações anteriores.

“Entendo a revolta, entendo isso, da forma de interpretação. Entendo completamente. Mas, na verdade, a palavra que dei não era para as pessoas que são criaturas, mas para os filhos de Deus. Infelizmente, errei nessa parte. Não pequei contra o meu Deus. Aí que era coisa feia. Peço perdão à comunidade, a humanidade, por não entender minha interpretação peço perdão. Não peço desculpas, peço perdão”, falou.

Em seguida ele reforçou que a fala foi enviada para os “mornos”, as pessoas que estão sempre na igreja, mas que não foram convertidos ainda.

“Eu, no lugar de vocês, também me irava, virava a mesa. Vocês estão mais do que certos. Mas me perdoem. Errei por ter dito isso no ar. Errei. Mas há um perdão. Não quero mal de ninguém que está falando mal. Há razão na perseguição, mas que Deus abençoe vocês. Falei para os mornos. A mensagem não foi para as criaturas nem para os filhos, foi para os mornos. Peço perdão e a compreensão”, completou o pastor.

Centrão não quer ministérios para não correr risco de se queimar no governo

Share Button
Foto: Isac Nóbrega/PR

Foto: Isac Nóbrega/PR

O Centrão continua negociando com o Planalto a nomeação de seus indicados para cargos de segundo e terceiro escalões do governo. As nomeações devem ser feitas nos próximos dias. De acordo com o jornal Estado de S.Paulo, cargos em pelo menos 10 ministérios, ou seja, metade da Esplanada, estão sendo negociados com partidos como PL, PP, PSD e Republicanos. Ainda segundo a publicação, os líderes do Centrão têm dito nos bastidores que preferem cargos de segundo e terceiro escalões porque poderão ter mais recursos sem ter que mostrar a cara no governo. Ou seja, está descartada a participação do Centrão nos ministérios. Com a aproximação com os partidos do Centrão, o Planalto estima ter entre 200 e 250 votos para conter um eventual processo de impeachment.

Covid-19: Prefeitura de Santaluz intensifica ações de prevenção nas entradas da cidade

Share Button
Foto: Ascom/ Prefeitura de Santaluz/Divulgação

Foto: Ascom/ Prefeitura de Santaluz/Divulgação

Uma equipe composta por profissionais de saúde, pela Vigilância Epidemiológica (Viep) do Município, a Transantaluz e a Guarda Municipal, realiza diariamente ações de prevenção e monitoramento por meio de barreiras sanitárias instaladas nas entradas da cidade. Todos os veículos que chegam estão sendo abordados, onde a temperatura é aferida em cada cidadão, para garantir a segurança da população Luzense, além de poder identificar possíveis casos suspeitos de COVID-19.

Foto: Ascom/ Prefeitura de Santaluz/Divulgação

Foto: Ascom/ Prefeitura de Santaluz/Divulgação

A ação acontece desde o início da pandemia e tem ajudado na prevenção ao novo Coronavírus. De acordo com a Prefeita Quitéria Carneiro, as ações continuarão sendo intensificadas porque o objetivo da gestão municipal é evitar o contágio de seus munícipes e conscientizar toda a população sobre o avanço do vírus. A gestora destaca que outras medidas estão sendo analisadas para fortalecer ainda mais os trabalhos, que têm gerado bons resultados.

Por Departamento de Comunicação da Prefeitura de Santaluz

Coronavírus: Senado aprova projeto que suspende cobranças do Fies até 31 de dezembro

Share Button

Por TV Globo

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O Senado aprovou nesta terça-feira (12) o projeto que suspende a cobrança das mensalidades do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) até 31 de dezembro em razão da pandemia do novo coronavírus.

O texto, aprovado em sessão remota, recebeu 75 votos favoráveis e nenhum contrário. A proposta segue para a Câmara dos Deputados.

A data de 31 de dezembro prevista no projeto é a mesma da vigência do estado de calamidade pública, cujo reconhecimento foi proposto pelo governo e aprovado pelo Congresso Nacional.

Segundo a proposta, a suspensão vai valer para estudantes com as parcelas em dia, isto é, que não estiverem com parcelas em atraso, com exceção para a parcela acumulada de 180 dias devida até 20 de março.

De acordo com a proposta, ficam suspensos:

– pagamento das parcelas regulares de todo o saldo devedor;

– juros incidentes sobre o financiamento;

– quitação de parcelas de renegociação de contratos;

– pagamentos devidos pelos beneficiários do programa e pelas mantenedoras das universidades aos bancos para saldar multas por atraso e por gastos operacionais.

Quem optar pelo congelamento das parcelas, não será considerado inadimplente ou descumpridor do contrato. Após o fim do prazo, os valores suspensos serão divididos nas parcelas seguintes.

O texto define que o estudante que dever parcelas poderá aderir a um programa especial de regularização, com a divisão do valor em até 175 vezes.

Não há previsão para retomada das aulas da rede estadual, diz Rui Costa

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

O governador da Bahia, Rui Costa, informou, na noite desta terça-feira (12), que ainda não há previsão para o retorno das aulas na rede estadual de ensino. Segundo o governador, o calendário estadual precisará ser adequado ao dos municípios. Rui conversou com internautas em mais uma edição do programa Papo Correria. “O número de cidades [atingidas pelo coronavírus] ainda é muito alto. Precisamos retomar as aulas junto com as aulas municipais. Se chegarmos, daqui a uns 15 dias, com 10 ou 15 cidades [afetadas] a gente pode pensar, mas com 139 é complicado fragmentar o calendário escolar”, explicou. Durante o programa, Rui também comentou sobre a manutenção da data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para ele, a prova deveria ser adiada para uma data mais compatível com as escolas públicas do país. “Em todos os estados as escolas estão fechadas. Bom senso. Não dá para ter um Enem para escolas públicas e outro para escolas particulares. A inscrição até tudo bem, mas a data da prova é preciso bom senso e respeito”.

Japão começa a fornecer antiviral recém-aprovado para tratar covid-19

Share Button

Por Agência Brasil

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

O ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão, Kato Katsunobu, informou nesta terça-feira (12) que o governo começou a fornecer a recém-aprovada droga remdesivir a instituições médicas para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus. Nesta terça-feira, Kato declarou que a entrega do antiviral fornecido por sua fabricante americana havia sido iniciada no dia anterior. O remdesivir é o primeiro medicamento autorizado pelo Japão para o tratamento de pacientes com a covid-19. Sua aprovação foi acelerada na semana passada, após somente três dias de avaliação, depois de a droga ter sido aprovada para uso emergencial nos Estados Unidos. O Ministério da Saúde do Japão planeja administrar o antiviral somente em pacientes com sintomas graves. Segundo o ministro Kato, as autoridades vão checar dados disponíveis online sobre pacientes elegíveis em hospitais para que os suprimentos cheguem adequadamente aos que necessitam do medicamento.

Bolsonaro compartilha conteúdo falso, e Instagram oculta postagem do presidente

Share Button

Por G1

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O Instagram ocultou um post com conteúdo falso replicado nesta segunda-feira pelo presidente Jair Bolsonaro nos stories de sua conta oficial. A mensagem afirmava, incorretamente, que o número de mortes por doenças respiratórias no Ceará caiu entre 16 de março e 10 de maio de 2020 na comparação com o mesmo período de 2019. Na verdade, foram registradas 1.976 mortes por doenças respiratórias no estado em 2019, enquanto, em 2020, foram 2.639 mortes. O aumento foi de 33% durante o período da pandemia do novo coronavírus. A imagem compartilhada por Bolsonaro tem circulado nas redes sociais, mas chegou a ele depois de ter sido postada pelo deputado estadual André Fernandes (PSL-CE). Citando como fonte o Portal da Transparência do Registro Civil, que reúne dados dos cartórios, a postagem afirma que, no período, houve 6.377 mortes em 2019 e 6.296 em 2020. E pergunta: “Por que em 2019 não teve o mesmo alarde?” Além de mortes por doenças respiratórias, o número divulgado pelo presidente também inclui mortes por septicemia, causas indeterminadas e “demais óbitos”, o que inclui homicídios e acidentes. A mensagem foi checada pela Agência Lupa, que tem uma parceria de verificação de notícias com o Facebook, empresa controladora do Instagram. O aviso inserido marca o post como falso e explica que o conteúdo foi checado. Ainda assim, é possível ver a informação caso o usuário queira.

Sobe para 20 o número de casos descartados do novo coronavírus em Santaluz

Share Button
Foto: Reprodução/Pixabay

Foto: Reprodução/Pixabay

O número de casos descartados de coronavírus subiu para 20 em Santaluz, região sisaleira da Bahia. A vigésima pessoa a testar negativo para a doença na cidade foi uma mulher de 34 anos, que apresentou síndrome gripal. Ela estava sendo acompanhada pela Vigilância Epidemiológica (Viep) municipal e passa bem. A secretaria de Saúde informou na manhã desta terça-feira (12) que dois novos casos suspeitos de Covid-19 estão em investigação na cidade. Os pacientes são um homem de 36 anos e uma idosa de 76 anos. Além deles, um caminhoneiro de 50 anos, que começou a apresentar sintomas da doença após retornar de viagem a Recife (PE), também aguarda resultado de exame. Os três pacientes estão em isolamento e sendo acompanhados por equipes da Viep. Santaluz segue com dois casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus – – embora tudo leve a crer que ambos não tenham sido infectados na cidade, a Secretaria de Saúde da Bahia costuma adotar como critério o local de residência dos pacientes.

Notícias de Santaluz

Governo diz que auxílio emergencial não pode ser permanente

Share Button

Por Agência Brasil

Foto: Pixabay e Marcos Santos/USP Imagens

Foto: Pixabay e Marcos Santos/USP Imagens

O Ministério da Economia informou nesta terça-feira (12) que o auxílio emergencial não pode ser permanente para não comprometer a política fiscal. Segundo a nota, “as despesas criadas neste momento de excepcionalidade não devem ser transformadas em permanentes para não comprometer a recuperação das contas públicas a partir de 2021 e nem a trajetória sustentável da dívida pública”. “Sobre as notícias de que o programa de auxílio emergencial pode ser permanente, o Ministério da Economia esclarece que tem tomado medidas de caráter temporário para combater os efeitos da pandemia. O compromisso com o teto de gastos dá credibilidade e promove investimentos que criam empregos e faz com que o governo onere cada vez menos a sociedade”, diz o texto. Segundo a nota, neste momento, o governo está preocupado em preservar vidas e a atividade econômica. Na segunda-feira (11), o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse que o o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) poderá ser mantido após o fim da pandemia, num processo de transição para um novo modelo econômico. “Não podemos virar a chave e desligar tudo de uma hora para outra”, disse, referindo-se à possibilidade de manutenção do benefício no segundo semestre deste ano.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia