Share Button
Foto: Reprodução/Google Street View

Foto: Reprodução/Google Street View

Procuradores do Trabalho recolheram na Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador, documentos úteis ao processo ajuizado contra a estatal. Segundo o jornal Correio, o caso aconteceu na última segunda-feira (4), mas só divulgado nesta quarta-feira (6). O Ministério Público do Trabalho investiga caso de assédio organizacional na empresa desde que estatal decidiu encerrar atividades na Bahia. A Petrobras tem demitido e transferido funcionários para outros estados. De acordo com a publicação, os documentos recolhidos envolvem, também, laudos médicos que comprovam funcionários doentes com quadro de depressão desde que a empresa anunciou a saída da cidade. Já são três semanas desde que a Justiça concedeu liminar proibindo a Petrobras de realizar novas transferências, sob pena de multa. A decisão, que ainda está em vigor, impõe uma multa de R$ 300 mil, somada ainda a R$ 30 mil para cada funcionário prejudicado.