Share Button

Por G1 BA

Reitoria foi ocupada por professores na Uefs | Foto: Divulgação

Reitoria foi ocupada por professores na Uefs | Foto: Divulgação

A reitoria da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) foi ocupada por professores nesta quinta-feira (16). Segundo a Associação dos Docentes da universidade (Adufs), o protesto foi motivado pela não nomeação do reitor e da vice-reitora eleitos pelos docentes. Até uma nova nomeação, a instituição está sem reitor. A votação ocorreu em abril deste ano. De acordo com dados da Comissão Eleitoral, dos 5.437 mil votos válidos, 3.395 foram para a Chapa Mais UEFS (Evandro do Nascimento e Amali Mussi), 664 para a Chapa UEFS de Todos (Dagoberto Freitas e Lílian Wanderley) e 1.378 para a chapa Nova UEFS (koji Nagahama e Telma Teixeira). Conforme a Adufs, a posse de Evandro do Nascimento, que foi reeleito, e Amali Mussi estava marcada para esta quinta-feira. No entanto, a cerimônia não ocorreu porque a nomeação dos professores não foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). Durante o dia, o movimento docente usou a reitoria para discutir o encaminhamento das atividades grevistas, ação que normalmente ocorre na sede da Adufs. Os professores deixaram o local no final da tarde. O G1 disse que procurou o Governo do Estado para se posicionar sobre o caso, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. Os professores das universidades estaduais estão em greve desde 9 de abril. Só na Uefs, mais de 7 mil alunos estão sem aulas. A universidade oferece 28 cursos de graduação, 25 de pós-graduação e conta com 152 projetos de extensão, que não estão funcionando.