WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



NSL



Laboratório Checap

drogaria_santana

Queimadas: vereadores governistas tentam reduzir pela metade correção salarial de professores e votação é adiada após categoria lotar a Câmara

Share Button
whatsapp-image-2017-02-22-at-20-11-00

Professores lotaram a Câmara Municipal para evitar manobra de vereadores governistas | Foto: Notícias de Santaluz

Professores da rede municipal de ensino de Queimadas por pouco não foram pegos de surpresa por uma manobra de vereadores governistas durante a sessão desta quarta-feira (22). De acordo com informações do diretório local da Associação dos Professores Licenciados da Bahia (APLB), parlamentares da base aliada do governo municipal tentaram reduzir de 8% para 4% uma correção do salário dos docentes. Ainda de acordo com a entidade, a proposta foi elaborada em acordo com o poder executivo.

A suposta tentativa de promover a manobra teria sido arquitetada antes da sessão e gerou intensas reclamações e revolta entre os professores, que lotaram a galeria da Casa para acompanhar o pronunciamento do presidente da APLB, Israel de Oliveira Lima, que usou a tribuna para esclarecer aos vereadores que o percentual de 8% é um direito da categoria assegurado pela Lei do Piso Nacional do Magistério e que mesmo com a aprovação da medida, a defasagem salarial dos professores ainda chega a mais de 11% em relação ao Piso Nacional, na base do plano de Cargos e Remuneração do Magistério Municipal.

Depois de ouvirem o presidente da APLB, os professores esvaziaram a câmara. Enquanto isso, os vereadores governistas decidiram recuar diante da repercussão sobre a pretensa tentativa de promover a manobra, e a mesa diretora adiou a votação. A APLB informou que continuará negociando com a Secretária Municipal de Educação com o objetivo de corrigir a defasagem salarial dos professores, bem como de todos os servidores da Educação, em relação ao salário mínimo também com base no plano de cargos e salários da categoria.

Notícias de Santaluz

3 respostas para “Queimadas: vereadores governistas tentam reduzir pela metade correção salarial de professores e votação é adiada após categoria lotar a Câmara”

  • Ronald disse:

    A cada dia que passa eu tenho convicção que não vale a pena perdermos nosso tempo para ir a uma seção eleitoral depositar um voto a quem quer que seja. Colocamos esses indivíduos lá para serem servidores da sociedade e ao chegar lá eles fazem tudo diferente, é como se eles fossem os patrões. Imaginem nesse caso de Queimadas, alguns professores que estudaram muito, possuem mestrado e tal, e por muitas vezes recebem menos que um vereador que possui apenas o MOBRAL, quando não são totais analfabetos.

  • Alberto disse:

    Isso é uma vergonha!!!!

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia