Share Button
Foto: Arquivo Pessoal

Cacimba do Açude Tapera recebeu intervenção da prefeitura | Foto: Arquivo Pessoal

“…O sertanejo espera a chuva com muita ansiedade, passa mês e mês na seca enfrentando a castidade, mas nunca perde a esperança de encontrar a felicidade […] Da terra sobra à poeira, da mata, as folhas no chão. No olhar pro céu a esperança da chuva cair no sertão…” Os versos do cordel ‘Chuva de Esperança’, de Alex Zuza, exemplificam o quanto a chuva irregular faz com que a água seja um bem precioso e raro para o povo sertanejo.

Com o intuito de reverter esse cenário, em meio à crise hídrica que assola a Bahia por conta da longa estiagem, considerada a pior dos últimos 100 anos, a população de Santaluz, na região sisaleira do estado, está sendo beneficiada com uma série de ações.

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Entre elas, a limpeza, recuperação e ampliação do ‘Cacimbão’ do povoado de Serra Branca, cuja intervenção era muito aguardada pelos moradores da comunidade, e a cacimba do Açude Tapera, também conhecida como ‘Cacimba dos Leitão’, localizada na sede do município, que já acumula água das chuvas que começaram a cair na região nos últimos dias.

Foto: Arquivo Pessoal

Cacimba já acumula água das chuvas que começaram a cair na região nos últimos dias | Foto: Arquivo Pessoal

Segundo o produtor rural Lauri Lopes, a represa que fica no limite entre algumas propriedades, era local privado de uso particular, mas foi aberta à comunidade após uma intervenção realizada pela prefeitura municipal.

“No início desse ano, conversei com os demais donos e em seguida procurei a prefeita Quitéria Carneiro e o secretário de Administração Júnior do Max, que iniciaram imediatamente a mobilização de máquinas. Graças a ação da prefeitura, a cacimba foi recuperada e teve a sua capacidade de armazenamento ampliada para um volume de água bem maior do que o anterior. Já retiramos a cerca que fechava o local, que antes era de uso particular e agora vai poder ser utilizado por toda população como um açude comunitário, ajudando nas casas, na produção agrícola e na criação de animais”, disse o produtor rural.

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Lauri conta que a parede da represa foi construída em meados da década de 1910, e que a última grande limpeza no local tinha sido feita em 1932. “De lá pra cá a cacimba só vinha acumulando mato e muita lama, o que prejudicava a qualidade da água e reduzia a captação em época de chuva. Além disso, a estrutura que estava bastante danificada foi recuperada graças as ações de sustentação que estão sendo feitas pela prefeitura. Também fiquei sabendo que a prefeita Quitéria visitou as obras hoje de manhã e autorizou a elevação da barragem e novas cavas. Ficamos muito felizes com a iniciativa da prefeita, que representa os interesses da população”, afirma.

Notícias de Santaluz