Share Button
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira foi banido pelo resto da vida de atuar no futebol profissional, anunciou nesta sexta-feira (29) a Fifa, após julgar as acusações de propina durante a preparação do Brasil para sediar a Copa do Mundo de 2014. Segundo a Folhapress, um quadro independente do conselho de ética ligado à Fifa anunciou as sanções ao ex-dirigente, que já atuou como executivo da própria entidade, além de ter sido presidente da Conmebol e da CBF. Teixeira foi investigado por um esquema de propina durante o período de 2006 a 2012, pelos seus papéis junto a empresa que atuariam com mídia e direitos de imagem de eventos da CBF, Conmebol e Concacaf. A decisão divulgada pela Fifa aponta que Teixeira agiu contra o artigo 27 do código de ética da entidade, que aponta propina. Como resultado, sua sanção é o banimento por toda a vida de qualquer atividade ligada ao futebol, em qualquer campo, incluindo o esportivo e o administrativo, em âmbito nacional e internacional. Além disso, ele foi multado em 1 milhão de francos suícos, o que equivale a pouco mais de R$ 4 milhões. Teixeira foi notificado nesta sexta da decisão, que foi publicada oficialmente no site da Fifa.