Share Button
1178326

Foto: Reprodução

Funcionários terceirizados do Centro de Educação Profissional do Campo Paulo Freire, em Santaluz, aderiram ao movimento grevista da categoria iniciado nesta terça-feira (13) pelos servidores dos colégios estaduais Tarcilina Borges de Barros e José Leitão devido ao atraso no pagamento de salários. Os trabalhadores reclamam que estão sem receber há mais de quatro meses. Em nota divulgada ao Notícias de Santaluz, na manhã desta terça, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) chegou a anunciar que os pagamentos dos salários atrasados dos servidores seriam iniciados no mesmo dia, contudo, os funcionários alegam que o pagamento não havia sido feito até o fim da tarde. A SEC afirma ainda que os novos contratos das empresas prestadoras de serviços da Educação são regidos pela Lei Anticalote, que visa garantir os direitos dos trabalhadores. Em tempo, apenas Colégio Estadual Necy Novaes, localizado no distrito de Pereira, segue com aulas e atividades normalmente nesta quarta-feira (14). Segundo a direção, não havia nenhum indicativo de greve por parte dos trabalhadores até a manhã desta terça.

Redação Notícias de Santaluz