Share Button
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Jaques Wagner (PT) chamou o ideólogo Olavo de Carvalho de “covarde” após o guru do presidente Jair Bolsonaro (PSL) atacar de maneira desrespeitosa o general Villas Bôas, ex-comandante do Exército. Villas Bôas sofre de esclerose lateral amiotrófica, uma doença grave e degenerativa. “Esse senhor precisa se polir e se educar, se é que ainda há tempo para isso. E não seja covarde. Alguém que critica o outro por sua fragilidade de saúde não tem como adjetivar”, declarou Wagner, segundo o Bahia Notícias. “Muito me assusta e me indigna que o dito guru do governo tenha a crueldade de usar a fragilidade da saúde do general Villas Bôas para atacá-lo”, completou o senador pela Bahia. Nas redes sociais, Olavo disse sobre o general: “há coisas que nunca esperei ver, mas estou vendo. A pior delas foi altos oficiais militares, acossados por informações minhas que não conseguem contestar, irem buscar proteção escondendo-se atrás de um doente preso a uma cadeira de rodas”. O Senado vai enviar ao general Eduardo Villas Bôas voto de solidariedade, aprovado com apoio de grande número de senadores nesta terça-feira (7). Para o presidente da Casa, Davi Alcolumbre, foram agredidos o Exército brasileiro e o Brasil. “Acredito que nós precisamos de pessoas de bem que ajudam o Brasil aqui no Estado nacional, na nossa Federação, como é o caso do General Villas Boas que está aqui trabalhando com toda a dificuldade, está lá no Palácio do Planalto ajudando o ministro general Heleno a construir a nossa grande nação”, declarou Davi, em uma clara referência a Olavo de Carvalho, que mora nos Estados Unidos.