fernandinho

A defesa de Beira-mar disse que vai recorrer da decisão | Foto: Folha

O traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, foi condenado a 120 anos de prisão pelo homicídio de quatro rivais no presídio de Bangu 1, em 11 de setembro de 2002. De acordo com a Folha de S. Paulo, Beira-mar recebeu a pena máxima, 30 anos, por cada morte. A decisão do júri foi por unanimidade. Após 10 horas e 15 minutos, o julgamento encerrou nesta madrugada de quinta (14) no Tribunal de Justiça do Rio. A defesa de Beira-mar disse que irá recorrer. “O Luiz Fernando não participou deste fato que o Ministério Público não conseguiu comprovar qual é”, afirmou o advogado Mauricio Neville declarando que a denúncia não detalha qual a participação do traficante no crime. Para o Ministério Público, Beira-mar era “líder da facção Comando Vermelho”. “Não precisa de provas. Os fatos são notórios. O MP entende que Beira-mar exercia comando sobre aqueles criminosos”, disse o promotor Braulio Gregório. Mais cedo, durante o julgamento nesta quarta-feira, Beira-Mar assumiu pela primeira vez ter sido traficante de drogas.