WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio




Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

:: ‘Destaque2’

Moradores encontram caixão com corpo em estrada de cidade no oeste da Bahia

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um caixão que era transportado em um carro funerário caiu quando o veículo passava em uma estrada que liga as cidade de Correntina e São Desidério, no oeste da Bahia.

O caso aconteceu no sábado (23). A prefeitura de Correntina informou que o motorista do carro funerário não percebeu a situação. O corpo [de um homem] foi encontrado por algumas pessoas que estavam no local. A população pegou o número de telefone da funerária, que estava em um papel preso no caixão, e ligou para o estabelecimento.

O corpo tinha identificação por nome, foto e uma etiqueta do Hospital Geral do Oeste, que fica em Barreiras, a cerca de 166 km de Correntina.

O corpo que estava vedado com um plástico tinha uma identificação sobre risco onde estava escrito “risco biológico classe III Covid-19”. Apesar do aviso, não há confirmação se o homem morreu vítima de complicações do coronavírus.

De acordo com o órgão municipal, os funcionários da funerária acionaram a equipe que fazia o transporte, que voltaram ao local e pegaram o caixão.

Em nota, o Hospital Geral do Oeste confirmou que o corpo do paciente foi retirado da unidade de saúde e informou que questões como contratação de funerária encarregada de realizar o transporte do corpo, velório e sepultamento são de responsabilidade da família.

Governo de São Paulo reúne ex-presidentes para incentivar vacinação contra a Covid-19

Share Button

Por G1

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reuniu na tarde desta segunda-feira (25) ex-presidentes da República para apoiarem a vacinação contra a Covid-19 em todo o país. O encontro reuniu José Sarney (MDB) e Michel Temer (MDB) virtualmente, além de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) que compareceu ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual na Zona Sul da capital paulista. Os ex-presidentes Dilma Rousseff (PT), Lula (PT) e Fernando Collor (PROS) foram convidados, mas recusaram o convite. Ao longo da coletiva, Doria quis reforçar, mais de uma vez, que o evento não era um ato político, mas uma ação “em defesa da vida”, com “a vitória da ciência”. “Convidei todos os ex-presidentes da República do Brasil entendendo que este ato, esse gesto não seria, como não é, um ato político e muito menos um ato de confronto, ao contrário, é um ato de união, de solidariedade, de humanidade e de entendimento que a vida dos brasileiros está acima de qualquer sentimento político, partidário, eleitoral, ou de qualquer outra ordem”, afirmou o governador.

Cidades do interior baiano recebem novo lote de vacinas de combate à Covid-19

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

As cidades baianas começaram a receber a segunda remessa das vacinas de combate à Covid-19 neste domingo (24). A aeronave com as 119.500 doses do imunizante chegou no aeroporto de Salvador durante a manhã e a carga foi catalogada na sede do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar antes de ser distribuída.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), as vacinas foram transportadas em 11 aeronaves (seis aviões e cinco helicópteros) para todas as 30 regionais do estado.

As vacinas distribuídas foram produzidas pela Universidade de Oxford, em parceria com o laboratório AstraZeneca. Segundo a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), a quantidade de doses para cada região será proporcional ao número de pessoas do grupo prioritário estipulado pelo Ministério da Saúde.

Ainda conforme a Sesab, mais de 75 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina na Bahia nas 417 cidades do estado. Elas receberam o imunizante Coronavac, que chegou na última segunda-feira (18).

Como o Brasil vai imunizar a população com vacinas fabricadas por laboratórios diferentes e com indicações de uso igualmente diferentes, é o cartão de vacinação que vai garantir que a segunda dose aplicada seja a mesma que a primeira e no prazo determinado.

PM descobre laboratório e apreende 500 kg de cocaína em Feira de Santana

Share Button
Foto: Divulgação/SSP

Foto: Divulgação/SSP

Meia tonelada de cocaína foi encontrada na tarde desta sexta-feira (22) durante ação conjunta da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes e a Cipe Litoral Norte, na cidade de Feira de Santana. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a droga foi localizada dentro de uma casa usada como laboratório de refino. Os policiais chegaram até um imóvel, que fica no distrito de São José, zona rural do município, após uma denúncia anônima. Na casa, as equipes localizaram 500 kg de cocaína, tanques, balanças, liquidificadores industriais, ventiladores, prensas hidráulicas e embalagens plásticas. Ninguém foi encontrado no local. O material apreendido foi apresentado na Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes.

Notícias de Santaluz

Prefeito de Salvador afirma que tendência é adiar carnaval em julho, mas espera vacinação para confirmar: ‘Prefiro aguardar’

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução/Redes Socias

Foto: Reprodução/Redes Socias

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), afirmou em entrevista coletiva nessa sexta-feira (22), que a tendência é que o carnaval, que já havia sido adiado, não seja feito em julho. Apesar disso, ele preferiu não confirmar o adiamento e citou o cronograma das vacinas.

“O carnaval só poderá ocorrer após imunização em massa, após as três milhões de pessoas em Salvador serem vacinadas. Diante do cenário hoje, com o cronograma de vacina que temos, é fácil imunizar todo mundo até julho, para a gente realizar o carnaval? Se me perguntar qual é a tendência, eu digo que não é. Mas vai depender da vacina”, disse.

“A tendência é adiar, mas eu prefiro aguardar o desenrolar dos fatos, quais laboratórios vão produzir e a capacidade, para dar palavra concreta a carnaval. Mas a tendência é não ocorrer em julho”.

Em julho de 2020, o então prefeito ACM Neto já havia falado sobre a expectativa de realização do carnaval no mesmo mês de 2021. No entanto, as especulações sobre o novo adiamento surgiram depois que o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), descartou a realização dos festejos.

Sobre uma possível nova data, o prefeito Bruno Reis especulou o adiamento para o final do segundo semestre, mas deixou no ar que o carnaval talvez não seja realizado.

“Pode ocorrer em outubro ou pode ser que não tenhamos condição de realizar esse ano, por causa da vacinação das pessoas. É cedo para afirmar. Sem ter um cronograma exato da vacina, não dá para falar de carnaval”.

Recuperados da Covid-19 devem se vacinar a partir de 30 dias após ápice da infecção

Share Button
Vacina CoronaVac | Foto: Divulgação

Vacina CoronaVac | Foto: Divulgação

Diferente do que muitos possam imaginar, quem já esteve contaminado pelo novo coronavírus também deve tomar a vacina contra a Covid-19. É o que garante a infectologista Miralba Freire, presidente da Sociedade Baiana de Infectologia. Segundo ela, os anticorpos produzidos pela contaminação podem não ser suficientes para impedir uma reinfecção.

“Quem já teve Covid deve receber a vacina também, embora o tempo não esteja completamente definido. Tem sido sugerido fazer a vacina após pelo menos 30 dias do episódio agudo”, afirmou a infectologista, em entrevista ao Bahia Notícias.

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) oficializou, no último dia 8 de janeiro, o primeiro caso de reinfecção pelo novo coronavírus na Bahia. Uma mulher de 45 anos, moradora de Salvador, esteve com Covid-19 em maio de 2020 e voltou a contrair o vírus cinco meses depois, em outubro, através de uma mutação identificada originalmente na África do Sul.

“À luz do conhecimento atual, a pessoa passará a ter risco de reinfecção a partir de 90 dias do primeiro episódio de Covid. Depois de 90 dias ele também está em risco, como todo mundo”, finalizou Miralba, para quem o mais aceito é promover a vacinação dos já recuperados da doença entre 30 e 90 dias após o ápice da infecção.

Conforme a última atualização da Sesab há duas semanas, na Bahia, além da reinfecção já confirmada, há ainda 118 casos suspeitos de reinfecção da Covid-19 sob investigação da Vigilância Epidemiológica do estado.

Justiça Federal determina criação de mais de 100 novos leitos de UTI’s em cidade da Bahia

Share Button

Por TV Sudoeste

Foto: Freepik

Foto: Freepik

A Justiça Federal determinou, nesta quinta-feira (21), a construção de 105 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Vitória da Conquista, que possam atender a macrorregião do sudoeste da Bahia, em até 36 meses. Desde 2016, uma ação civil pública aponta insuficiência nas UTI’s e pede leitos para beneficiar a macrorregião sudoeste do estado. O município de Vitória da Conquista, o terceiro maior do estado, apresentou recurso da decisão judicial com o resultado da ação civil pública conjunta ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) e também pela Defensoria Pública da Bahia. Além da construção, a Justiça Federal determinou a inauguração e também habilitação dos leitos de UTI na macrorregião sudoeste, sendo 80 para adultos e 25 para UTI’s pediátricas. A sentença judicial fixou um prazo de 12 meses para que a União, o Governo da Bahia e o município coloquem em funcionamento pelo menos 30% desses leitos, equivalente a 24 leitos adultos e oito pediátricos. O G1 disse que entrou em contato com a União, com o Governo da Bahia e com a prefeitura de Vitória da Conquista e aguarda o posicionamento dos órgãos sobre o caso.

Estradas da Bahia têm aumento de 35% nas infrações de não uso do cinto de segurança

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Freepik

Foto: Freepik

Dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta quarta-feira (20), revelam que entre 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2020 foram emitidas 15.731 autuações pelo não uso do cinto de segurança nas rodovias federais da Bahia, o que representa um acréscimo de 35% em relação ao ano de 2019. Do total de autuações, 9.914 motoristas e 5.817 passageiros foram flagrados sem o cinto. A infração considerada grave pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), gera multa no valor de R$195,23 além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O equipamento de segurança é de uso obrigatório em todo território nacional há mais de duas décadas e, quando usado corretamente, evita que o ocupante seja arremessado contra as partes internas do automóvel, contra outros passageiros ou mesmo que seja projetado para fora do veículo. De acordo com a PRF, o uso do equipmaneto pode reduzir em mais de 40% o risco de morte me acidentes de trânsito.

Mourão nega impeachment, mas defende ‘freios’ se presidente arriscar o país

Share Button
Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

O vice-presidente Hamilton Mourão admitiu que o governo federal cometou erros no combate à pandemia do novo coronavírus, mas não vê a necessidade de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. “Se você botar numa coluna do nosso governo, você vai ver que teve mais acertos do que erros. Teve erros, que são sobejamente conhecidos. Mas vamos olhar, por que vamos fazer o impeachment? Vai chegar daqui ao ano que vem. E, se o governo dele não for bom, ele não será reeleito, caso seja candidato à reeleição. Porque ele pode chegar à conclusão: ‘não vai dar para mim’”, disse Mourão em entrevista ao Valor Econômico. “Agora, é óbvio que se um presidente colocar em risco a integridade do território, a integridade do patrimônio, o sistema democrático e a paz social do País, ele tem que ser parado pelo sistema de freios existente”, acrescentou. Na conversa, Mourão ainda comentou a postura diplomática do Brasil em relação à derrota de Donald Trump, nos Estados Unidos. “O que ficou para trás ficou para trás. Vamos zerar e buscar avançar a partir daqui”, afirmou.

Psol quer impedir Bolsonaro de incentivar uso de remédios sem eficácia contra Covid-19

Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O Psol quer a proibição de veiculação de qualquer informação que incentive o uso de medicamentos sem comprovação cientifica como forma de tratamento precoce contra a Covid-19 por parte do governo Bolsonaro. Para isso, o partido ingressou, nesta terça-feira (19), em uma ação que já tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). A intenção é barrar incentivos de uso de medicamentos como cloroquina, nitazoxanida, hidroxicloroquina e ivermectina. O pedido foi adicionado à ADPF 756, que versa sobre a obrigação de o governo Federal proceder à vacinação contra o coronavírus. O relator é o ministro Lewandowski. Outro pedido do partido é que o governo de Jair Bolsonaro seja constrangido a começar imediatamente a campanha dos benefícios da vacinação contra a covid-19. Para o PSol, “é inaceitável que o governo continue opondo tratamento precoce à vacinação. Não há medicamentos com efeitos comprovados contra a Covid-19. É hora de dar um ponto final à desinformação do governo Bolsonaro”. A legenda alega que, em meio a uma nova onda de covid-19, a prefeitura de Manaus foi pressionada pelo Ministério da Saúde do governo Jair Bolsonaro a distribuir remédios sem eficácia comprovada para tratar seus pacientes, como cloroquina e ivermectina. O resultado trágico, ressaltou o partido, foi a falta até de oxigênio para o tratamento dos casos mais graves da doença na cidade. No Supremo, as indicações de medicamentos por Bolsonaro já foram alvo críticas. Em maio do ano passado, em sessão jurisdicional, o ministro Gilmar Mendes foi categórico ao dizer que não se pode sair aí “a receitar cloroquina e tubaína”.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia