Share Button
O padre Antônio Firmino Lopes Lana, da Paróquia de São João Batista | Foto: Reprodução

O padre Antônio Firmino Lopes Lana, da Paróquia de São João Batista | Foto: Reprodução

O padre Antônio Firmino Lopes Lana, da Paróquia de São João Batista, no município mineiro Visconde do Rio Branco, desejou a morte de fiéis que não estão frequentando a igreja em razão da pandemia do novo coronavírus. As informações são do portal da revista Época, no site do jornal O Globo. Segundo a publicação, o religioso afirmou que aqueles que não integram o grupo de risco e mesmo assim optaram por ficar em casa não possuem fé. “Aí a gente vai vendo quem realmente ama a eucaristia… Porque tem alguns católicos, engraçado, que têm saúde, têm tudo e dizem: ‘Eu só vou na Igreja quando tiver a vacina’. Tomara que não apareça vacina para essas pessoas. Ou que morram antes de a vacina chegar, não é?”, disse o padre, conforme o portal. A declaração ocorreu durante a celebração de uma missa no último domingo (23). A cerimônia foi transmitida ao vivo pelo perfil da paróquia no Facebook. O padre se posicionou por meio de vídeo publicado nesta terça (25), também na página da paróquia. Ainda de acordo com a publicação, o pároco pediu desculpas pelo “comentário infeliz” e afirmou que aqueles que o conhecem sabem que ele defende a vida. Disse ainda que também é “fraco” e “pecador” e que as pessoas vão reconhecer seu erro e perdoá-lo.