WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio


Anuncie aqui



Max Santa Luzia

Laboratório Checap

Adrivana Cunha - Hospital de Olhos

Império Store

Drogaria Santana

Idoso natural de Valente é encontrado morto dentro de barraco em área de garimpo na zona rural de Santaluz

Share Button

Foto: Notícias de Santaluz

O corpo de um homem 64 anos foi encontrado na manhã desta terça-feira (22), dentro de um barraco situado em uma área de garimpo que fica às margens do rio Itapicuru, na zona rural de Santaluz, região sisaleira da Bahia. De acordo com informações da Guarda Civil Municipal (GCM), Manoel dos Santos Silva, que era natural de Valente, cidade vizinha de Santaluz, foi achado caído no chão do imóvel, mas sem marcas aparentes de violência no corpo. Ainda de acordo com a GCM, populares relataram que o idoso, conhecido também como ‘Bugó’, havia sido visto na noite anterior, ingerindo bebida alcóolica. O corpo foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) na cidade de Serrinha, onde passará por necropsia.

Notícias de Santaluz

Santaluz tem 152 casos ativos de Covid e 86 suspeitas de infecção sendo investigadas

Share Button

Foto: Freepik

Santaluz registrou mais 19 casos de Covid nesta terça-feira (22), de acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. A cidade contabiliza agora 3.064 diagnósticos positivos da doença desde o começo da pandemia. Também foram registradas 3 novas curas clínicas, totalizando 2.872 pessoas recuperadas. O número de pacientes com o vírus ativo subiu de 136 para 152 nas últimas 24 horas, o que representa um aumento de 11,76%. Há ainda 86 suspeitas de infecção sendo investigadas.

Notícias de Santaluz

Prefeitura de Valente elabora protocolo e libera abertura de bares e restaurantes no ‘superferiado’ de São João

Share Button

Foto: Freepik

A prefeitura de Valente, na região sisaleira da Bahia, publicou um decreto em que autoriza a abertura de bares, restaurantes, pizzarias, trailers e quiosques na cidade desta terça-feira (22) até o dia 29 de junho. De acordo com o documento assinado pelo prefeito Ubaldino Amaral, o funcionamento é permitido desde que sejam cumpridos protocolos específicos, como a redução de 75% da capacidade de lotação do estabelecimento e distância de 2,5 metros entre mesas, além das demais regras de prevenção ao coronavírus, como obrigatoriedade do uso de máscaras por funcionários e clientes, distanciamento social e disponibilização de álcool em gel. Além disso, com a aparente intenção de manter a sobrevivência do comércio sem provocar uma nova onda de transmissão do coronavírus, a prefeitura proibiu a realização de eventos e atividades que envolvam aglomeração de pessoas em locais como sítios e chácaras, independentemente do número de participantes. Segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta terça, Valente tem 53 casos ativos de Covid. A cidade registrou 31 novos diagnósticos de coronavírus e 52 curas clínicas nas últimas 24 horas.

Notícias de Santaluz

Idosa tenta sacar dinheiro e descobre depósito de US$ 1 bilhão em sua conta

Share Button

Por G1

Mulher descobre quase US$ 1 bilhão em sua conta bancária nos Estados Unidos | Foto: Reprodução/NBC

Uma moradora da Flórida, nos Estados Unidos, levou um susto no fim de semana ao tentar sacar US$ 20 (cerca de R$ 100) em um caixa eletrônico. Ao digitar o valor, uma mensagem a alertou para uma cobrança extra se quisesse retirar a quantia.

Ela estranhou a taxa adicional e decidiu verificar seu extrato, pensando ter entrado no cheque especial. Foi quando descobriu ter quase US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5 bilhões) em sua conta bancária – o dinheiro não estava ali no dia anterior.

“Sei que a maioria das pessoas pensaria que ganhou na loteria, mas fiquei horrorizada, porque não era meu dinheiro”, disse Julia Yonkowski em entrevista à emissora NBC nesta segunda-feira (21).

Julia Yonkowski, moradora da Flórida, se descobriu ‘bilionária’ no fim de semana | Foto: Reprodução/NBC

A idosa disse que tentou conversar com o banco ainda durante o fim de semana, mas não conseguiu resolver o problema pelo atendimento telefônico.

Ela explicou que a conta era dividida com seu marido, morto recentemente, e que não reconhece a origem do dinheiro – e está sem mexer na conta bancária desde então.

“Já li histórias sobre pessoas que pegaram o dinheiro e tiveram que devolver. Isso me assusta porque tenho medo de ameaças da internet. Sabe, não sei o que pensar”, disse a idosa.

Até a última atualização desta reportagem, o banco não havia se pronunciado sobre o ocorrido.

Carro que transportava prefeita de Juazeiro bate em animal e fica parcialmente destruído

Share Button

Por G1 BA

Foto: Divulgação/Ascom Prefeitura de Juazeiro

O carro que transportava a prefeita Suzana Ramos (PSDB), da cidade de Juazeiro, norte da Bahia, se chocou contra um animal na pista, na região de Juremal, zona rural do município, e ficou parcialmente destruído. O acidente ocorreu na noite de segunda-feira (21), quando ela se dirigia a um velório na região. De acordo com a prefeitura, Suzana estava na companhia do motorista, Bruno Couto, e da assessora, Ana Paula Lima. Quando seguiam por uma estrada de terra, uma vaca atravessou a pista e o motorista não conseguiu frear a tempo de evitar a batida. O impacto foi amortecido pelo sistema de air-bag do veículo e nenhum dos ocupantes ficou ferido com gravidade. Uma equipe com seguranças seguia em um segundo veículo e prestou socorro. A prefeita e os outros dois ocupantes do carro receberam atendimento médico. Suzana retomou normalmente as atividades na prefeitura já na manhã desta terça-feira (22).

Osmar Terra afirma que trancar pessoas em casa até vacinação era ‘fora da realidade’

Share Button

Por Folhapress

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) afirmou que as decisões no início da pandemia, em particular as medidas de isolamento social, foram tomadas por causa de “previsões apocalípticas”.

Terra, notório defensor da imunidade de rebanho, relativizou suas posições em depoimento à CPI da Covid, afirmando que essa imunidade coletiva é “consequência”, é “como terminam todas as pandemias”.

Disse que é um defensor das vacinas e que elas foram a grande revolução da saúde, mas que as imunizações nunca foram desenvolvidas a tempo em pandemias. Terra também criticou as formas de isolamento radicais, defendidas ao longo da pandemia.

“Trancar todo mundo em casa por 18 meses até encontrar a vacina. Ora, isso são propostas fora da realidade. O mundo tem que funcionar para as pessoas se alimentarem”, afirmou.

Terra também repetiu o argumento bolsonarista de que o Supremo Tribunal Federal tirou competência do presidente da República, de forma a minimizar a culpa de Jair Bolsonaro.

“Essas 500 mil mortes não estão acontecendo em outro país, em que o presidente poderia definir tudo”, afirmou, ao repetir que as pessoas ficaram em casa por decisão dos governadores.

Em post nas redes sociais, Ivete Sangalo critica desorganização no combate à Covid-19: ‘Esse governo que aí está não me representa’

Share Button

Por G1 BA

Foto: Reprodução/Instagram

Em uma postagem feita no início da tarde desta terça-feira (22), nas redes sociais, a cantora Ivete Sangalo criticou o que chamou de “desorganização” no combate à pandemia da Covid-19 no Brasil.

Na postagem, a artista escreveu: “Meus zamuris, entendo o quão necessário é, nesse momento, não estabelecer dúvidas sobre o que acredito. Esse governo que aí está não me representa”.

Em uma sequência com três imagens, a cantora disse que torce para que as vacinas cheguem logo à população e afirmou que é necessário unir forças através do poder do voto nas próximas eleições.

Foto: Reprodução/Instagram

A cantora pediu aos seguidores que sigam o que diz a ciência, que tomem as medidas de saúde necessárias, como o uso de máscaras e que façam o que está ao alcance para evitar a proliferação da doença.

Após dizer que o governo não a representa, Ivete afirmou isso será resolvido nas próximas eleições.

“E isso vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições através do poder do voto. Agora vamos nos unir em prol do que podemos fazer nos nossos espaços para driblar essa desorganização que são: o uso de máscaras, higienização, vacinas, e o que mais necessário for”, diz a publicação.

Na última imagem, a cantora escreveu: “Então, que possamos nos vacinar. Eu sou favor de vacina para todos”.

Foto: Reprodução/Instagram

Polícia apreende 142 camisas de bloco e frustra festa clandestina de São João em cidade da Bahia

Share Button

Camisas de bloco junino foram apreendidas na casa do organizador do evento | Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil cumpriu na segunda-feira (21) mandado de busca e apreensão na casa de uma pessoa que estava organizando uma festa clandestina de São João na cidade de Cruz das Almas, localizada no recôncavo baiano. Por causa da pandemia, um decreto estadual proíbe a realização de festas, eventos e atividades que envolvam aglomeração de pessoas na Bahia, independentemente do número de participantes. Além de 142 camisas do bloco junino, que estavam sendo comercializadas por R$ 17, foram apreendidos um caderno de anotações de compra e venda dos abadás. com a Polícia Civil. “Fizemos o trabalho de investigação e descobrimos o responsável pela venda das camisas. No dia que seria o evento (24 de junho), vamos contar com o apoio da Polícia Militar, para que se houver algum indicativo de festa, ou aglomeração, possamos punir diante da lei os envolvidos”, disse o delegado Cristóvão Éder, titular da delegacia de Cruz das Almas.

Notícias de Santaluz

Articulação do Governo Estadual assegura pagamento do Garantia-Safra a agricultores familiares de Santaluz e mais 8 municípios baianos

Share Button

Foto: Divulgação

Por meio da articulação do Governo do Estado, junto ao Comitê Gestor do Programa Garantia-Safra, agricultores dos municípios baianos de Andorinha, Caculé, Cansanção, Mairi, Quijingue, Santa Bárbara, Santaluz, São Domingos e Várzea da Roça passaram a integrar a folha de pagamento do seguro, ainda neste mês de junho, com a liberação de recursos da ordem de R$ 9 milhões.

A ação executada pela Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), em parceria com unidades da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e outras instituições públicas e organizações sociais com o objetivo de assegurar o acesso de agricultoras e agricultores familiares baianos às políticas públicas é resultado do encaminhamento do pedido de reanálise das perdas nas safras verão e inverno 2019/2020.

Devido à pandemia o pagamento está sendo realizado em parcela única de R$ 850 por família. Conforme a SDR, o seguro irá garantir as condições mínimas para o replantio, e, ao mesmo tempo, movimentar a economia dos municípios atingidos pela estiagem prolongada ou pelo excesso de chuvas.

“O Garantia-Safra vem garantindo o poder de compra às famílias beneficiárias que tiveram suas safras frustradas por escassez hídrica no Semiárido baiano. A aquisição de insumos agrícolas destinados à recomposição de plantios, bem como de alimentos, para a garantia da segurança alimentar das famílias, aquece a economia nos diversos municípios baianos que aderiram ao programa”, destacou Vinícios Videira, gestor da Suaf/SDR.

Sobre o programa

O programa Garantia-Safra garante a segurança alimentar para agricultores familiares de municípios que sofrem por estiagem ou enchente. Podem receber o benefício os agricultores com renda mensal de até um salário mínimo e meio, quando tiverem perdas de produção, nas culturas do milho, feijão, arroz, algodão e mandioca, em seus municípios, iguais ou superiores a 50%.

O Garantia-Safra prevê o repasse de R$ 850, divididos em cinco parcelas de R$ 170,00. Na Bahia, o Estado assumiu o pagamento de 50% do valor devido aos agricultores e às prefeituras municipais. O Garantia-Safra é uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), coordenado nacionalmente pelo Comitê Gestor do Garantia-Safra, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Notícias de Santaluz

Presidente da Câmara diz que ‘CPI não trará efeito algum’ e não vê ‘circunstâncias’ para impeachment

Share Button

Foto: Alan Santos/PR

Aliado do Palácio do Planalto, o presidente da Câmara dos deputados, Arthur Lira (PP-AL), defende que não houve atraso na compra de vacinas da Pfizer. Para ele, caso o governo tivesse adquirido os imunizantes antes, “não teria resolvido o problema da pandemia”.

Em entrevista ao Globo, o parlamentar lamenta a marca de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil, atingida no último sábado (19), mas diz que o número não é motivo para instaurar um processo de impeachment contra Bolsonaro.

Segundo Lira, falta uma circunstância política. “O impeachment é feito com circunstâncias, com uma política fiscal desorganizada, uma política econômica troncha. O impeachment é político”, diz o deputado, que também defende que “A CPI polarizou politicamente e não vai trazer efeito algum, a não ser que pegue alguma coisa”.

Ele afirma ainda que a reforma administrativa deve ser votada em 2021 e promete que o texto final não vai afetar a vida dos atuais servidores públicos.

O deputado também comenta a disputa eleitoral de 2022 e não acredita na possibilidade de uma terceira via no páreo entre Bolsonaro e Lula.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia