Do G1, em São Paulo
dilma-reuniao-ministros

Foto: Divulgação

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (19) no site do jornal “Folha de S.Paulo” indica os seguintes percentuais, na opinião dos entrevistados, sobre como os deputados deveriam votar em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT): Sim: 68%; Não: 27%; Indiferente: 3%; Não sabe: 2%. Na pesquisa anterior, de fevereiro, 60% se disseram a favor do impeachment, contra 33% que eram desfavoráveis. O Datafolha realizou o levantamento nos dias 17 e 18 de março. O instituto ouviu 2.794 eleitores em 171 municípios de todo o país. As somas podem passar ou ficar abaixo dos 100% por conta de arredondamentos, informou o instituto. A pesquisa quis ainda saber se os entrevistados entendem que Dilma deveria renunciar. Os resultados foram: Sim: 65%; Não: 32%; Não sabe: 3%. Com relação à avaliação do governo, o resultado foi: Ótimo/bom: 10%; Regular: 21%; Ruim/péssimo: 69%. O Datafolha também questionou os ouvidos sobre se Dilma vai ou não ser afastada do governo: Não vai ser afastada: 47%; Sim, vai ser afastada: 46%; Não sabe: 7%.

Lula
Ainda segundo o Datafolha, o percentual de rejeição a Lula atingiu o maior patamar, de 57%. A pior taxa de rejeição ao ex-presidente havia sido de 47% em novembro de 2015. Questionados sobre o que consideram ser a principal motivação de Lula ao assumir um ministério, os entrevistados responderam: Ter foro privilegiado na Operação Lava Jato: 68%; Ajudar o governo Dilma: 19%; Ambos 7%; Não sabe: 5%.