Share Button
Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters

Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters

Os dois aeroportos de Pequim, capital da China, cancelaram mais de mil voos nesta quarta-feira (17). A medida ocorre após o surgimentos de novos casos da Covid-19 na cidade. Segundo a agência France Presse, informações do People’s Daily e do China Daily indicam que 1.255 voos com partida e chegada nos aeroportos de Pequim foram cancelados, o que equivale a 70% do total planejado originalmente. Além disso, as autoridades pediram aos moradores da cidade que evitem viagens “não essenciais” para fora e ordenaram o fechamento de escolas do ensino fundamental e secundárias. Com isso, várias cidades começaram a impor quarentena obrigatória aos viajantes e os usuários do trem que reservaram passagens em Pequim poderão solicitar reembolso gratuito. De acordo com  a publicação, o gabinete do prefeito da cidade disse que 31 novas infecções do coronavírus foram registradas na capital. Até então, nenhum caso da Covid-19 havia sido detectado na cidade em dois meses. Primeiro epicentro do novo coronavírus no mundo, a China entende que enfrenta uma segunda onda de contaminação. O foco seria um mercado atacadista de Xinfadí, no sul da metrópole. Com isso, Pequim tem realizado mais de 90 mil exames diários e 30 áreas residenciais foram bloqueadas.