Bahia Notícias
mario

Ex-ministro é apontado como uma das peças do esquema que desviou milhões da Petrobras | Foto: Divulgação

O presidente estadual do DEM e deputado federal José Carlos Aleluia diz esperar que o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) dê continuidade ao processo movido por ele, há mais de seis meses, contra o conselheiro Mário Negromonte na corregedoria da Corte por supostos envolvimentos no escândalo da Petrobras. Negromonte é dado como certo na lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot – que apontou o ex-ministro como uma das peças do esquema que desviou milhões da estatal brasileira – e, por isso, Aleluia diz que a manutenção dele no tribunal é “insustentável”. “À época, o tribunal entendeu que novos fatos deveriam ser apresentados. Os novos fatos pedidos estão na imprensa”, alertou. De acordo com o democrata, a situação é pública e, por ser assim, ele espera “não precisar provocar a Justiça novamente”.