Estadão Conteúdo
manaus-amazonas-amazonia-calor-dia-quente_ACRIMA20100823_0015_9

Foto: Divulgação

O ano de 2015 está a caminho de ser o ano mais quente já registrado, alertou nesta quarta-feira (25) a Organização Mundial de Meteorologia da Organização das Nações Unidas (ONU), na mais recente evidência do aquecimento global causado pelo homem e o efeito que isso está tendo sobre as condições climáticas extremas em todo o mundo. A temperatura média da superfície global aumentou para 14,73ºC no final de outubro, cerca de 1ºC acima da anterior, disse Organização Mundial de Meteorologia, sediada em Genebra. Os anos entre 2011 e 2015 também serão o período de cinco anos mais quentes já registrados, com muitos eventos climáticos extremos influenciados por mudanças climáticas, disse a ONU. A Índia e o Paquistão foram atingidos por ondas de calor neste ano, onde as temperaturas subiram para 45°C, enquanto que em locais de condições de seca nos EUA, os incêndios florestais aumentaram. O anúncio vem poucos dias antes de os líderes mundiais se reunirem em Paris para abrir duas semanas de discussões sobre a forma de proteger o planeta das consequências potencialmente catastróficas do aquecimento global. Se for bem sucedido, a conferência do clima, conhecida como COP 21, poderia, pela primeira vez, ligar países desenvolvidos e subdesenvolvidos para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.