Do Bahia Notícias
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.X_wMNK85G-

Foto: Luís Claudio/Arquivo Pessoal

Há 20 dias das explosões de dois caixas eletrônicos, a cidade de Crisópolis, no nordeste baiano, continua com problemas no atendimento à população. Segundo um funcionário de uma das agências, que preferiu não se identificar, as ações de uma quadrilha no município afetou a prestação de alguns serviços e ainda não há previsão de conserto dos terminais. O prefeito de Crisópolis, Edinal Costa, afirmou não saber quando a situação será normalizada. “A população está se virando. Mas não sei o que os bancos estão fazendo”, disse ao Bahia Notícias. Questionado sobre as ações do executivo municipal para evitar novas ações de criminosos, o prefeito foi enfático: “Segurança é com o governo, não é com a prefeitura”. Em nota ao BN, o Banco do Brasil afirmou que “a Agência Crisópolis está com todos os serviços em funcionamento, isso inclui tanto atendimento de caixa quanto atendimento negocial a clientes. Entretanto, a Sala de Autoatendimento ainda passa por reparos devido a ação delituosa, o que impossibilita a utilização dos Terminais de Autoatendimento”. As explosões dos quatro caixas eletrônicos do local ocorreram no último dia 6 de setembro – dois do BB e dois de uma agência do Bradesco. Não há informações sobre a quantia levada.