Share Button

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Cidadania, João Roma, entregaram nesta segunda-feira (09) ao presidente da Câmara, Arthur Lira, a medida provisória com as diretrizes do novo Bolsa Família. O programa, que integra várias políticas públicas de assistência social, saúde, educação, emprego e renda, passa a ser chamado de Auxílio Brasil. O ministro João Roma informou que o governo deve definir o valor do novo benefício em setembro, mas Bolsonaro afirmou que o valor deve ser no mínimo 50% maior do que o benefício médio pago pelo Bolsa Família, que atualmente é de R$ 189. Para João Roma, o contexto após o pagamento da prorrogação do auxílio emergencial, previsto para ser encerrado em outubro, demanda uma resposta rápida do governo federal para apoiar os brasileiros que mais precisam, diante das dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19. “O Auxílio Brasil é um passo adiante do Bolsa Família. Amplia a abrangência das ações, simplifica a cesta de benefícios e oferece ferramentas para o cidadão ganhar qualidade de vida e autonomia”, explicou o ministro.

Notícias de Santaluz