Share Button

Por g1 SP

Ação realizada Pernambuco com objetivo reforçar a importância do uso de máscaras | Foto: Celso Calheiros/ SPVD

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgou uma nota nesta sexta-feira (8) na qual defende a manutenção da obrigatoriedade do uso de máscaras no Brasil. No documento, o órgão ressalta que o afrouxamento de medidas de controle está diretamente relacionado ao aumento do número de casos de coronavírus, como ocorreu em outros países. “É preciso que estejamos atentos às experiências frustrantes de alguns países que, acreditando ter superado os riscos, suspenderam a obrigatoriedade do uso de máscaras, afrouxaram as medidas de prevenção e, por isso mesmo, tiveram recrudescimento importante do número de casos e de óbitos, obrigando-os a retroceder”, diz a nota. O alerta é feito após São Paulo e Rio de Janeiro anunciarem que estudam flexibilização da regra. A cidade de Duque de Caxias (RJ) chegou a publicar um decreto para abolir o uso em ambientes fechados ou abertos, mas a medida foi suspensa pela Justiça nesta sexta (8). “O momento ainda exige cautela e prudência. Outros interesses que não os da proteção da população não podem se sobrepor à salvaguarda de nosso mais importante patrimônio: a vida e a saúde de todos os brasileiros”, diz trecho da nota divulgada pelo Conass.