Share Button
marisa-leticia-velorio-alice-vergueiro-estadao-conteudo-2

Velório do corpo de Marisa Letícia | Foto: Alice Vergueiro/Estadão Conteúdo

A cerimônia de cremação do corpo da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva terminou por volta das 17h40 deste sábado (4), no Cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo. A ex-primeira-dama foi velada no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. O velório começou por volta das 9h30 e foi encerrado às 15h30. Às 15h56, Lula e a família deixaram a sede do sindicato com o carro funerário. As informações são do G1.

Choroso, o ex-presidente falou antes do encerramento da cerimônia, e também comentou sobre as investigações da Operação Lava Jato e disse que “Marisa morreu triste pela canalhice que fizeram com ela e a imbecilidade e a maldade que fizeram com ela”. 

“Eu tenho 71 anos (…) Não sei se Deus me levará em curto prazo(…) Eu acho que vou viver muito porque eu quero, eu quero provar que os facínoras que levantaram leviandades com a Marisa tenham um dia a humildade de pedir desculpas a ela. Eu digo todo dia. Se alguém tem medo nesse país. Se alguém praticou corrupção nesse país. Se alguém tem medo de ser preso, eu quero dizer o seguinte: esse que está enterrando a sua mulher hoje, não tem. Primeiro (…) porque eu tenho a consciência tranquila. Tenho certeza da consciência e do trabalho da minha mulher… E não sou eu que tenho que provar que eu sou inocente. Eles é que precisam provar que as mentira que eles estão contando são verdadeiras. Portanto, querida companheira Marisa, descanse em paz porque o seu Lulinha paz e amor vai continuar brigando muito para defender a sua honra e a sua imagem.”