74092-3

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

A EBDA (Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola) realmente vai ser extinta. A confirmação foi feita pelo diretor jurídico do Sintagri (Sindicato dos Trabalhadores Agrícolas da Área Pública do Estado da Bahia), Reinaldo Freitas Sobrinho. Ele disse que existia a vontade do governo do estado em extinguir a empresa, o que será concretizado. “A empresa está oficialmente já decretada à extinção, quando o Conselho de Administração decidiu assim. Isso foi de muita estranheza para a gente já que no governo de Jaques Wagner tivemos uma negociação de débitos trabalhistas, onde o estado investiu 110 milhões de reais para fazer com que a empresa continuasse e havia o compromisso de que assim que fosse feito o acordo, a empresa seria reestruturada”, afirmou em entrevista ao site Acorda Cidade. De acordo com Reinaldo Freitas Sobrinho, a extinção da empresa vai causar um prejuízo muito grande não só para os funcionários da EBDA, mas para a agricultura familiar, pois, segundo ele, vai deixar de existir o órgão de referência, que apóia a atividade econômica. O diretor jurídico do Sintagri informou que o setor já está preparado para enfrentar o que chamou de “briga jurídica”. “A gente fica triste de ver um partido como o PT, ameaçando mais de 800 funcionários de demissão. O governador alega que muitos funcionários são aposentados, mas são aposentados pelo INSS e continuam na ativa, desenvolvendo a função e sem fazer nada de irregular, pois a legislação permite”, afirmou.