Share Button

Por G1

Foto: Reprodução/Twitter

Foto: Reprodução/Twitter

O doleiro brasileiro Bruno Farina, investigado pela Lava Jato no Rio de Janeiro e sócio do “doleiro dos doleiros” Dario Messer, foi preso pela Interpol na noite desta quarta-feira (26) no Paraguai. Ele é acusado de integrar esquema que movimentou R$ 1,6 bilhão em 52 países. De acordo com o site do jornal local “ABC Color”, a Interpol cercou a casa de Farina no Paraná Country Club – uma área residencial de luxo na cidade de Hernandarias, a 15 km de Cidad del Este e 11 km de Foz do Iguaçu, no Paraná – e o doleiro se entregou. Farina foi levado para o aeroporto de Luque, na região metropolitana de Assunção, e encaminhado ao Departamento de Investigação de Crimes da Polícia Nacional. Ele deverá ser extraditado do país e apresentado às autoridades brasileiras. “Não tenho nada a dizer. No Brasil, nunca foi acusado de nada. É uma investigação e vamos esclarecer tudo com o tempo”, disse Farina à imprensa, segundo o jornal “ABC Color”. Sócio de Farina, Dario Messer está foragido.