152691

Foto: Divulgação

O deputado estadual Marco Prsico (PSDB) terá que curtir o Carnaval de Salvador 2015 de casa. Isso porque, o deputado cumpre prisão domiciliar, decretada pela Justiça Federal por ter liderado a greve da Polícia Militar em 2013. O soldado, em anos anteriores, circulava pelas ruas da cidade para verificar as condições de trabalho dos policiais militares. Neste ano, o deputado receberá as demandas da categoria através dos telefones (71) 9733-1958 (71) 8838-5616 e (75) 9104-0000. Segundo o Bahia Notícias, as denúncias também serão recebidas pelo Facebook e Whatsapp. As demandas dos policiais durante o Carnaval e que vai repassar ao comandante-geral da PM, coronel Anselmo Alves Brandão. Ao jornal A Tarde, o deputado ainda falou que foi graças às pressões da Associação de Polícias e Bombeiros da Bahia (Aspra) e outras entidades que representam os políciais, que este ano o Comando da Polícia Militar não “segregou” os soldados no camarote montado pela PM para integrantes da tropa de folga curtirem a festa. Em 2014, só era dado o direito de frequentar o “open bar” do camarote os oficiais. Na época, o fato gerou revolta entre os praças, inclusive, com queima das camisetas que davam acesso ao camarote.  Neste ano, cerca de mil camisas para o open bar foram sorteadas para os integrantes da PM.