Com informações de O Globo
Aécio-Neves1

Foto: Divulgação

A maioria da Executiva Nacional do PSB decidiu apoiar o candidato Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da disputa presidencial. Dos 30 integrantes presentes, 20 já se manifestaram favoráveis à aliança com o tucano. A menos que algum dos dirigentes mude seu voto, o partido deve anunciar em breve a formalização do apoio a Aécio. Por outro lado, ficarão liberadas as alianças nos estados em que há segundo turno para governador. Nesta quarta-feira, o tucano recebeu ainda o apoio do PSC, do Pastor Everaldo, para o segundo turno, e também do PV, de Eduardo Jorge. Derrotados no primeiro turno, os dois somaram 1,4 milhão de votos (780 mil de Everaldo e 630 mil de Eduardo Jorge).

Está prevista para a manhã desta quinta-feira (9) reunião dos presidentes dos partidos que formam a Coligação Unidos pelo Brasil, composta, além do PSB, pelos integrantes da Rede, pelo PHS, PRP, PPS, PPL e PSL. Marina Silva deverá participar da reunião. O presidente do PSB, Roberto Amaral, afirmou na terça-feira que irá tentar a unificação da decisão em toda a coligação, mas que, “teoricamente”, poderá haver posições diferentes entre a adotada pelo partido e por Marina Silva.