142426667415947630194_73dd9f7df1_o_copy

Governador concede entrevista coletiva durante balanço final do Carnaval 2015 | Foto: Manu Dias/GOVBA

Durante entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (18), no Hotel Sheraton, em Salvador, o governador Rui Costa apresentou o balanço final das operações do Carnaval deste ano. Na área de segurança, além das duas mortes registradas – uma a mais que no ano passado – houve o aumento de cerca de 60% no número de feridos por arma de fogo: foram 22 baleados. Já feridos de arma branca foram 12. Lesões leves apresentaram uma redução de 10%; lesões graves, tiveram um crescimento de 20%. Ao todo, 1.031 pessoas foram presas por tráfico de drogas, contra 434 no ano passado. Além dos feridos com arma de fogo e arma branca, as unidades de saúde atenderam 61 pessoas após agressão, quatro por intoxicação, 24 por queda, 8 por complicação de doenças e um caso de atropelamento. Foram realizados também 1.431 testes rápidos de doenças sexualmente transmissíveis, com sete diagnósticos de HIV e 24 de sífilis, número considerado alto pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Villas Bôas. Ainda durante o evento, Rui Costa informou que o Governo do Estado já começou a planejar o Carnaval 2016. Para o governador, o carnaval nas cidades do interior deve receber atenção especial no próximo ano. “Nós vamos planejar, eu diria promover, o carnaval em outras cidades do interior. Nós vamos definir uma grade, apoiar as prefeituras e definir tudo previamente. Eu entendo que havendo promoção, o número de turistas vá aumentar ainda mais”, disse Rui, acrescentando que cidades como Barreiras e outras do extremo sul do estado, como Porto Seguro, Caravelas e Prado, já realizam festas tradicionais neste período. 

Redação Notícias de Santaluz